16 de julho de 2024
Nossa Cidade

Ciclo de palestras explica que serviços buscar na UPA (Unidade de Pronto Atendimento)

Iniciativa do UPA do Jardim Amanda visa levar informação e esclarecimento aos usuários do SUS (Sistema Único de saúde)

UPA - Unidade de Pronto Atendimento do Jardim Amanda

Um ciclo de pequenas palestras gratuitas busca levar ao cidadão de Hortolândia, usuário do SUS (Sistema Único de Saúde), informações sobre como funciona a rede pública de saúde e as diferenças entre o atendimento prestado nas unidades básicas e nas de urgência e emergência. A iniciativa é da equipe da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Jardim Amanda, órgão da Secretaria de Saúde – Atenção à Urgência e Emergência, da Prefeitura.

Para não interferir nos trabalhos dos demais profissionais da unidade, as palestras terão entre 10 e 15 minutos de duração. Com o título “Qual o trabalho do Pronto Atendimento: o UPA Amanda”, a primeira delas será ministrada pela enfermeira Sandra Geromel, na terça-feira, 13 de agosto, às 9h. O UPA Amanda está localizado na Av. Brasil, 800, no Jardim Amanda.

A proposta é abordar um tema novo, sempre ligado à saúde pública, como higiene bucal e prevenção ao câncer, às terças e quintas-feiras. Nos demais dias, serão exibidos vídeos informativos.

Segundo Ellen Ribeiro, assistente social da unidade e idealizadora do projeto, a ideia das palestras surgiu do convívio com o público atendido diariamente no PA, cerca de 300 pessoas/dia. A unidade funciona ininterruptamente, oferecendo serviços de urgência e emergência, muitos deles a pacientes trazidos por ambulâncias do SAMU (Serviço de atendimento Móvel de Urgência). Além disso, dispõe de pediatria, clínica geral, equipe de enfermagem, farmácia, serviço social e Raio X. “Os pacientes na sala de espera ficam ansiosos até o atendimento. Queremos que, além de obterem informações importantes sobre a saúde, fiquem mais calmos”, explica a servidora.
Integrante da equipe há seis anos, a enfermeira Sandra Geromel tem a mesma visão. “Queremos passar esclarecimentos e informações, enquanto aguardam”, afirma. No roteiro da palestra de abertura estão informações gerais sobre o que é o SUS e a diferença do atendimento prestado no UPA e na UBS (Unidade Básica de Saúde).

“Notamos que as pessoas confundem os serviços, não só em Hortolândia. Querem vir à unidade de saúde e serem atendidas de imediato. Por exemplo, no pronto atendimento, querem trocar a receita vencida de medicação de uso contínuo. Este não é um serviço de UPA. Neste caso, o paciente precisa ser acompanhado pela unidade de saúde básica. É que, na unidade de urgência, o atendimento é feito com base na queixa principal do momento. Como este paciente é atendido, acha que deve voltar lá, porque o atendimento é mais rápido. E não devia ser assim porque afoga o UPA e prejudica o próprio paciente, que não faz o atendimento de promoção à saúde, por desconhecer como a rede funciona. Assim, ele não recebe o tratamento mais apropriado em razão de não buscar a porta adequada de entrada na rede”, acrescenta.

Para a secretária de Saúde – Atenção à Urgência e Emergência, Paula Nista, a iniciativa é bem-vinda. “É importante que a unidade de urgência e emergência, além da questão curativa, trabalhe a questão da prevenção e do humanismo no atendimento, trazendo informação a quem aguarda, porque nem todos os que procuram as UPAs deveriam realmente estar ali. Isso ajuda a aliviar a tensão e ainda orienta. É mais uma oportunidade que temos para falar sobre saúde pública”, reafirma a secretária.

Fonte: Assessoria de Comunicação / Prefeitura de Hortolândia

Para mais notícias, eventos e empregos, siga-nos no Google News (clique aqui) e fique informado

Lei Proibida a reprodução total ou parcial, sem autorização previa do Portal Hortolandia . Lei nº 9610/98