20 de maio de 2024
Nossa Cidade

Capacitação que prepara servidores para acompanhar vítimas de violência termina nesta quarta-feira (26/06)

Curso da Prefeitura visa à construção da rede de enfrentamento das violências doméstica e sexual em Hortolândia

Formação+Violências

Duas palestras, realizadas na tarde desta quarta-feira (26/06), na Câmara Municipal de Hortolândia, marcaram o encerramento da segunda etapa da “Formação para o Fortalecimento da Rede municipal de Enfrentamento das Violências, com ênfase na violência sexual”, promovida pela Prefeitura de Hortolândia, por meio da Secretaria de Saúde – Atenção Básica e Especializada. O objetivo do curso, dividido em três encontros semanais, foi capacitar os profissionais que farão o acompanhamento às vítimas de violência sexual no município.

Na fala de abertura, a assistente social do HC da UNICAMP (Hospital das Clínicas da Universidade Estadual de Campinas), Noêmia Rodrigues de Oliveira, falou sobre “Políticas públicas para o enfrentamento da violência sexual – relação teoria versus prática na unidade de emergência referencial/HC UNICAMP”. Ela é membro da equipe da Coordenadoria Setorial de Avaliação e Controle – Monitoramento e Avaliação da Rede Socioassistencial de Campinas.

A segunda palestra, sobre “Papel do SUS (Sistema Único de Saúde) no atendimento às vítimas de violência sexual”, ficou a cargo de Rosemeire da Silva Raymundo, especialista em Violência contra crianças e adolescentes pelo Instituto de Psicologia da USP/SP (Universidade de São Paulo).

Acompanhamento das vítimas

O evento é organizado pelo Núcleo de Prevenção das Violências e Promoção da Saúde, do Departamento de Saúde Coletiva. O primeiro módulo da segunda etapa da formação aconteceu no dia 12 deste mês, quando houve a palestra sobre “O papel da enfermagem no acompanhamento da mulher vítima de violência sexual”.

O tema foi abordado por Rosângela Higa, assistente técnica de Direção da Divisão de Enfermagem e coordenadora da equipe de enfermagem do Programa de AE Imediato e ambulatorial do CAISM/UNICAMP (Centro de Atendimento Integral à Saúde da Mulher, da Universidade Estadual de Campinas). Naquela ocasião também foram apresentados os dados do Boletim das violências, documento que mapeia e analisa os dados da violência contra mulheres, crianças, adolescentes, idosos e homens no município nos anos de 2010 e 2011.

No segundo encontro semanal, também houve duas palestras: uma sobre “A atuação profissional do serviço social no atendimento às vítimas de violência sexual: aspectos e vulnerabilidades” e outra sobre “Acompanhamento psicológico às vítimas de violência sexual e familiares”. Quem abordou o primeiro tema foi a assistente social do CAISM/UNICAMP, Ândria Cleia Alves, que atua no Programa de Atendimento à Mulheres Vítimas de Violência Sexual e na Enfermaria de Oncologia Cirúrgica. O segundo foi desenvolvido por Maria José Navarro Vieira, psicóloga Hospitalar do CAISM/UNICAMP, que atua no protocolo de Atendimento às Vítimas de Violência Sexual.

Fluxo de atendimento já está esboçado

“A importância desta formação está na elaboração e implantação do fluxo do atendimento às vítimas de violência sexual no município de Hortolândia”, explica a coordenadora do Núcleo, Ana Denadai Schmidt. “O formato das capacitações propiciou que os profissionais construíssem o fluxo de maneira participativa”, acrescentou.

O fluxo, a ser instituído nas unidades referenciais de atendimento a casos de violência sexual, já está esboçado. Ele prevê, dentre outras coisas, quais procedimentos deverão adotados, por quais profissionais, em que sequência e locais.

O primeiro módulo da formação, que ocorreu entre fevereiro e abril deste ano, reuniu vários profissionais da área da saúde, jurídica, segurança pública e sociedade civil. A capacitação foi voltada para o reconhecimento da violência e procedimentos em situação de urgência/emergência. A próxima etapa da Formação, sobre prevenção da violência sexual e doméstica, terá como público-alvo os profissionais da Educação.

Fonte: Assessoria de Comunicação/Prefeitura de Hortolândia

Lei Proibida a reprodução total ou parcial, sem autorização previa do Portal Hortolandia . Lei nº 9610/98