Foi dada a largada do festival mais animado das escolas municipais da Prefeitura de Hortolândia: o 14º Campeonato de Queimada, que promete agitar times de alunos dos 5º anos das 29 Emefs (Escolas Municipais de Ensino Fundamental) participantes, mais de 630 estudantes. A abertura, nesta segunda-feira (12/11) contou com toda empolgação da galera das escolas, que conferiu o jogo simbólico com alunos do Cier (Centro Integrado de Educação e Reabilitação). A partida foi na Emef Salvador Zacharias Pereira Júnior, no Jd. Novo Ângulo. Na quadra da escola também aconteceram os jogos da primeira chave, definindo o primeiro classificado para as semi-finais: a Emef Viva Mais. No período da tarde, mais partidas definiram o segundo semifinalista: a Emef Jardim Amanda I.

De acordo com o coordenador pedagógico Rodiney César Ayres, conhecido como Magrão, a preparação para o campeonato começa nas escolas, com torneios entre os alunos. “Nas aulas de educação física, os professores promovem estas disputam e selecionam, nas turmas de 5º ano, 11 meninos e 11 meninas que vão para o campeonato”, explica Magrão. Já durante o Campeonato, oito escolas sediam os jogos, que na primeira fase vão até o dia 23. Nesta etapa, a cada dia definimos dois semifinalistas. Na etapa semifinal, que será nos dias 26 e 27, saem quatro finalistas. A grande final será dia 29, no Ginásio Victor Savalla, quando conheceremos o campeão”, destaca.

A escola favorita é a Emef Jardim Amanda I, que já venceu o Campeonato de Queimada seis vezes. “Ela ser a favorita não significa que é a que vai ganhar, mas, sim, que é a escola a ser vencida”, justifica Magrão. Para ganhar o time adversário, os alunos precisam ser ágeis. Cada partida tem dois tempos de 12 minutos e há revezamentos dos alunos, para que todos participem do jogo. Neste ano, o prêmio será troféus para todos os alunos das quatro melhores escolas.

“A participação dos alunos no Campeonato é muito positiva porque além de promover uma atividade física prazerosa para as crianças, as partidas proporcionam integração entre várias escolas. Os alunos dão o seu melhor para vencer, mas entendem que a participação e a diversão são os motivos principais deste torneio, que se torna uma confraternização”, destaca a secretária de Educação, Ciência e Tecnologia, Alessandra Amora Barchini.

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia