Connect with us

Nossa Cidade

Campanha de vacinação contra HPV começa no dia 10 de março

Publicado

em

A Prefeitura de Hortolândia, por meio da Secretaria de Saúde, se prepara para o segundo ano da campanha de vacinação contra o HPV (Papiloma Vírus Humano), causador do câncer de colo de útero. A partir do dia 10 de março, escolas e unidades de saúde vão participar da campanha, que tem como objetivo vacinar 80% do público alvo. Neste ano, a ação prioriza a imunização de meninas com idade entre 9 e 11 anos, ampliando a faixa etária de garotas imunizadas, já que em 2014 a vacinação atingiu adolescentes com idade entre 11 e 13 anos. De acordo com a Vigilância Epidemiológica do município, em Hortolândia há 5.011 meninas nesta faixa etária.

Nesta quinta-feira (26/02), profissionais da saúde participaram de uma capacitação, com objetivo de acertar detalhes da campanha. Diretores das escolas onde a vacina será aplicada também serão chamados para uma reunião.

Todas as escolas com alunas dentro da faixa etária da campanha serão parceiras na imunização de suas alunas. As estudantes levarão uma autorização para casa, que deve ser assinada pelos pais e trazida à unidade de ensino. Equipes da Secretaria de Saúde vão até as escolas, em datas pré-estabelecidas, para aplicar a vacina. Além das meninas com idade entre 9 e 11 anos, adolescentes de 11 a 13 anos que não foram vacinadas no ano passado podem receber a vacina na mobilização deste ano. A partir do próximo ano, a vacina entrará oficialmente no calendário básico, com indicação da primeira dose aos 9 anos.

O esquema de vacinação é eficaz após a aplicação de três doses da vacina. A segunda dose deve ser aplicada após seis meses da primeira vacina. Já a terceira dose, cinco anos depois da primeira, de preferência do mesmo mês.

HPV

Em todo o País, a vacina utilizada é a quadrivalente, que previne contra quatro tipos de vírus HPV. Hoje são conhecidos cerca de 150 tipos de vírus HPV, sendo que 12 destes são de alto risco, podendo infectar o trato genital e provocar câncer ou verrugas genitais. A transmissão do vírus acontece por contato direto com a pele ou mucosa infectada, como durante a relação sexual. Por isso, a indicação da vacina antes do início da atividade sexual garante maior proteção para as pessoas que nunca tiveram contato com o vírus HPV.

Mesmo após a vacinação, alguns cuidados devem ser seguidos. Isso porque como a vacina previne apenas contra quatro vírus, é necessário que a mulher realize periodicamente exame ginecológico. A vacina não é eficaz para tratamento de pessoas já infectadas pelo HPV. Além disso, o uso de preservativo durante as relações sexuais previne a infecção pelo vírus e por outras doenças sexualmente transmissíveis.

Câncer de colo de útero

O câncer de colo de útero é o terceiro tipo mais frequente entre as mulheres, ficando atrás do câncer de mama e do de cólon e reto. Também é a quarta causa de morte por câncer entre as mulheres. Cerca de 10% das mulheres infectadas irão apresentar alguma manifestação clínica da infecção, que são o câncer de colo do útero e as verrugas genitais. O período de incubação da doença é de cerca de 2 a 8 meses, mas pode demorar até 20 anos para que os sintomas se manifestem.

Fonte: Prefeitura de Hortolândia

Nossa Cidade

Consulta pública para apresentação de propostas para Conferência da Igualdade Racial é prorrogada até o dia 24

Publicado

em

Interessados devem preencher formulário on-line, que se encontra no Portal da Prefeitura, ou impresso disponível no Departamento de Direitos Humanos

A Prefeitura de Hortolândia prorrogou para segunda-feira (24/01) o prazo para inscrições da consulta popular para apresentação de propostas para a V Conferência Municipal de Políticas de Promoção da Igualdade Racial. Antes, este prazo se encerraria nesta sexta-feira (21/01). Por conta do aumento do número de casos de influenza e da Covid-19, a comissão organizadora mudou a dinâmica da conferência que passará a ser online, com abertura prevista para a próxima sexta-feira (28/01), a partir das 19h, e poderá ser acompanhado pelo canal da Secretaria da Cultura pelo Youtube.

No sábado (29/01), os trabalhos seguem online, a partir das 9h e para participar é necessário se inscrever no link pela plataforma https://docs.google.com/forms/d/1uLuCBMbQ_uF9wTREkM0gPLOcHxx8j5zW6F7-IycL0SI/edit

De acordo com informações do Departamento de Direitos Humanos e Políticas Públicas para as Mulheres, Setor de Políticas Públicas de Promoção da Igualdade Racial, os interessados em participar da consulta pública devem preencher formulário on-line que se encontra no Portal da Prefeitura – www.hortolandia.sp.gov.br – ou em formato impresso no Departamento de Direitos Humanos e Políticas Públicas para as Mulheres, localizado na rua João Blumer, 289, no Remanso Campineiro.

“O prazo foi prorrogado, o que aumenta as chances das pessoas interessadas de participar. Como etapa preparatória à V Conferência Municipal de Promoção da Igualdade Racial (COMPIR), estas propostas visam ampliar a participação popular nas demandas da Promoção de Igualdade Racial”, explicou a gerente do Departamento de Direitos Humanos e Políticas Públicas para as Mulheres, Cícera Abreu.

Continue Lendo

Nossa Cidade

Hortolândia destaca combate à intolerância religiosa

Publicado

em

O dia 21 de janeiro significa um marco na luta ao respeito da diversidade religiosa

A Secretaria Municipal de Governo, por meio do Departamento de Direitos Humanos e Políticas Públicas para as Mulheres, destacará nos dias 28 e 29 de janeiro, durante a 5ª Conferência Municipal de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, a discussão sobre o combate à intolerância religiosa.

No dia 28, o evento será transmitido pelo canal do Youtube da Secretaria de Cultura, a partir das 19h. No dia 29, a Conferência será virtual para os credenciados. Para se inscrever basta acessar a plataforma https://docs.google.com/forms/d/1uLuCBMbQ_uF9wTREkM0gPLOcHxx8j5zW6F7-IycL0SI/edit


“Neste ano levaremos a discussão sobre o desenvolvimento de políticas públicas contra à intolerância religiosa durante os trabalhos da Conferência. Por isso é importante que as pessoas se inscrevam e participem deste momento importante e democrático”, destacou o diretor de Direitos Humanos e Políticas Públicas para as Mulheres, Fabiano Cavalcante.

DIA NACIONAL

O Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa, celebrado em 21 de janeiro, foi instituído no ano de 2007 pela Lei nº 11.635 em homenagem à Mãe Gilda Iyalorixá, que foi vítima de intolerância religiosa em outubro de 1999, quando teve seu templo invadido, depredado e o seu marido agredido por fundamentalistas religiosos. Não superando o trauma dos ataques, veio a falecer em janeiro do ano seguinte, após um infarto.


O dia 21 de janeiro significa um marco na luta ao respeito da diversidade religiosa. Embora o preconceito e a intolerância religiosa sejam considerados crimes no Brasil, as ocorrências aumentaram de forma substancial nos últimos anos. Um levantamento realizado pelo Ministério dos Direitos Humanos mostra que no período de janeiro de 2015 ao primeiro semestre de 2017 houve uma denúncia a cada 15 horas.

Continue Lendo

Nossa Cidade

Prefeitura realiza vacinação de 1ª, 2ª e 3ª doses contra a COVID-19, sem agendamento, neste sábado (22/01)

Publicado

em

A vacinação acontecerá, das 8h às 15h30, na UBS Santa Clara 

Você quer que sua família, parentes e amigos fiquem protegidos contra a COVID-19 e as novas variantes do Coronavírus que estão surgindo? Então, seja uma pessoa responsável e complete sua imunização. A Prefeitura de Hortolândia realiza vacinação de 1ª, 2ª e 3ª doses, neste sábado (22/01), das 8h às 15h30, na UBS (Unidade Básica de Saúde) Santa Clara, localizada na avenida dos Estudantes, 415. Quem for receber a 3ª dose não precisará fazer agendamento neste sábado. Em cada sábado deste mês a Prefeitura fará a vacinação em uma região diferente da cidade.

INTERVALO

A Secretaria de Saúde salienta que o intervalo da 1ª para a 2ª dose para quem recebeu a Coronavac é de 28 dias. Quem recebeu a AstraZeneca, o intervalo é de 8 semanas. Já para quem foi imunizado com a Pfizer, o intervalo da 1ª para a 2ª dose é de 21 dias para adultos e de 8 semanas para adolescentes. Para quem recebeu a 1ª dose da Janssen, o intervalo para a 2ª dose é de 2 meses. Já o intervalo da 2ª para 3ª dose é de 4 meses. Quem é imunossuprimido, o intervalo da 2ª para a 3ª dose é de 28 dias.

Quem for receber a 1ª dose tem que apresentar Carteira de Identidade (RG) ou algum documento com foto, CPF (Cadastro de Pessoa Física) e comprovante de endereço.

Já para quem for receber a 2ª ou a 3ª doses, é necessário levar o comprovante de vacinação, Carteira de Identidade (RG) ou algum outro documento com foto e CPF. Os adolescentes podem receber a 2ª dose desacompanhados de pai, mãe ou responsável.

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Continue Lendo

Noticias

Amazon

Populares