Prefeitura trabalha na instalação de cinco pontos de fiscalização eletrônica para garantir segurança viária

O limite de velocidade para o tráfego de veículos, motos e ônibus na avenida da Ponte da Esperança, trecho do Corredor Metropolitano, sentido Novo Angulo/Centro e vice-versa, será de 60 km/h. A Prefeitura de Hortolândia já iniciou a instalação dos equipamentos de fiscalização eletrônica ao longo da Avenida Antonio da Costa Santos.  O objetivo da Prefeitura é reduzir o número de acidentes e continuar salvando mais vidas no trânsito de Hortolândia. 

De acordo com a Secretaria de Mobilidade Urbana, ao todo serão instalados cinco pontos de radares nos dois sentidos da via expressa de ônibus: três, sentido Centro, e dois, sentido Novo Ângulo. A fiscalização eletrônica só começará a funcionar após a aferição dos radares pelo Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia), implantação da sinalização no solo e colocação de placas de aviso ao motorista. 

Para o secretário de Mobilidade Urbana, Atílio André Pereira, o início do funcionamento dos radares de fiscalização, no início deste ano, foi a principal medida de segurança viária adotada pela Prefeitura de Hortolândia. Além dos radares, a Prefeitura de Hortolândia desenvolve ações de segurança viária desde 2017, uma prioridade do prefeito Angelo Perugini. Entre as ações estão:  reforço na sinalização de trânsito em ruas próximas a escolas e nas vias mais movimentadas, trabalho realizado em parceria com o Detran (Departamento Estadual de Trânsito), e a Operação Tapa-Buraco, que até o final deste ano chegará em todos os bairros. 

NÚMEROS APONTAM MELHORIAS

Hortolândia alcançou, neste ano, números que comprovam a melhoria na segurança viária do município. Em abril, segundo o Sistema de Informações de Acidentes de Trânsito (Infosiga-SP), Hortolândia não registrou mortes em acidentes de trânsito nas vias municipais. Foi o melhor resultado dos últimos três anos. 

O município também cumpriu a meta da ONU (Organização das Nações Unidas) em reduzir pela metade o número de acidentes de trânsito com vítimas fatais. A comparação analisa o primeiro quadrimestre (janeiro a abril) de 2017, quando foram contabilizados seis óbitos em acidentes viários na cidade, com os quatro primeiros meses deste ano, quando o número de mortes em acidentes de trânsito caiu para três.

“Esses são alguns dados que podemos apontar que representam a melhorias na segurança viária da cidade nos últimos anos. Continuaremos a realizar um trabalho ativo para evitar acidentes e preservar a vida da população” explica Pereira.

PIC

As ações de segurança viária em Hortolândia integram o PIC (Programa de Incentivo ao Crescimento), conjunto de mais de 100 obras e serviços que a Administração Municipal realizará para reestruturar o sistema viário, modernizar a cidade, gerar emprego e renda, com sustentabilidade e planejamento.

 

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia