Nossa Cidade

Alunos do curso de nutrição da ETEC conhecem fábrica da Wickbold

 

Ao entrar na linha de produção de pães da empresa Wickbold, a jovem Ana Júlia Muniz exclamou impressionada: “Ó o cheiro!”. Ela estava no grupo de 18 estudantes dos 1º, 2º e 3º anos do curso de Nutrição e Dietética da ETEC (Escola Técnica Estadual) de Hortolândia – Centro Paula Souza, que participaram do projeto “Turismo Industrial” realizado, nesta quarta-feira (22/05), pela Prefeitura. Os alunos visitaram a fábrica da empresa, localizada no bairro Jardim Terras de Santo Antonio.

Aluna do 1º ano, Ana Beatriz ficou admirada com a complexidade do processo de produção dos pães e as máquinas utilizadas. “À medida que a gente andava pela linha de produção, eu percebi que o cheiro ia mudando”, destacou a jovem.

Por meio do projeto, os estudantes puderam ver na prática o que aprendem em sala de aula. A coordenadora do curso, Raquel dos Santos Guimarães Moura, que acompanhou o grupo, ressaltou que a visita tem caráter multidisciplinar para os alunos, uma vez que mostra a aplicação prática de matérias ensinadas no curso, tais como higiene, microbiologia, rotulagem, marketing, design de produto, entre outras. “Além disso, por meio da visita queremos fomentar nos estudantes o desejo de crescimento profissional, de ir além na carreira que eles escolherem”, salientou Raquel.

Antes do início da visita, a secretária de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Turismo e Inovação, Monique Freschet, explicou que, por meio do projeto, a Prefeitura quer que a população conheça as indústrias que estão instaladas na cidade. “Quando o prefeito Angelo Perugini nos pediu a criação do projeto, a Wickbold foi a primeira empresa que abraçou a ideia”, destacou Monique. 

A secretária ainda salientou para os estudantes que o projeto mostra o potencial econômico do município. “Hortolândia é uma cidade altamente industrial e tecnológica, e que tem muito ainda a crescer”, ressaltou. Para exemplificar este crescimento, a secretária citou as obras do Lago da Fé, inaugurado em setembro deste ano, e da Ponte da Esperança, cuja inauguração será neste domingo (26/05), às 7h30. “A Ponte é um marco da nossa cidade, pois conectará as regiões do Jardim Novo Ângulo e do Jardim Amanda. É o símbolo de retomada do desenvolvimento de Hortolândia”, destacou Monique. 

INTERAÇÃO

O gerente da fábrica, Cláudio Natale, e a gerente de RH, Andreia Figueiredo, deram as boas-vindas aos estudantes. Natale destacou que o projeto promove uma saudável interação entre a Wickbold e os estudantes. Ele ainda salientou que o aprendizado continua após o término do curso. “Se vocês quiserem se destacar na profissão, preocupem-se também com seus deveres. Os dez primeiros anos de carreira profissional são para aprender”, ressaltou Natale.

Andreia fez uma apresentação sobre a empresa. “É importante vocês gostarem do que fazem. Quem trabalha com o que gosta, faz com prazer”, salientou a gerente de RH. A apresentação teve também a exibição de um vídeo sobre a história da Wickbold. Por meio do vídeo, os estudantes souberam que a unidade em Hortolândia é a maior fábrica da empresa no país. Os estudantes ainda receberam informações técnicas sobre o processo de produção e avaliação da qualidade dos pães e orientações de segurança para a visita à linha de produção.  

Os estudantes do 1º ano, João Victor dos Santos, Maria Eduarda Costa e Vitória Beatriz foram unânimes em destacar o que mais chamou a atenção deles na visita. “Ficamos impressionados com a limpeza e a organização dentro da linha de produção”, disseram.

Já a estudante do 3º ano, Nathália Melo, destacou o aspecto complementar da visita. “No curso aprendemos sobre como é a planta de uma fábrica, de uma cozinha industrial. Hoje, vimos como funciona uma linha de produção de pães”, destacou a jovem. Após a visita, agentes da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Turismo e Inovação levaram os estudantes para conhecer o Lago da Fé e a Ponte Estaiada, obras concluídas que integram o PIC (Programa de Incentivo ao Crescimento) da Prefeitura. 

VISITAÇÃO

Realizado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Turismo e Inovação, o projeto “Turismo Industrial” integra o PIC (Programa de Incentivo ao Crescimento) da Prefeitura, que prevê investimentos em mais de 100 obras e serviços, em todos os setores do serviço público municipal. O objetivo é promover o desenvolvimento urbano, ambiental, social e humano para que Hortolândia cresça com planejamento e sustentabilidade nos próximos 30 anos. Os recursos financeiros do PIC são fruto de parcerias da Prefeitura com os governos estadual, federal e a iniciativa privada.

Iniciado em setembro de 2018, o Projeto “Turismo Industrial” tem como objetivo abrir empresas e indústrias da cidade para a visitação da comunidade, empreendedores, estudantes e investidores. Por meio do projeto, os visitantes poderão conhecer de perto o potencial de Hortolândia. Até o momento, o projeto já promoveu visitas às empresas Wickbold e Greembrier Maxion.

As empresas, indústrias, instituições de ensino e empreendedores que desejarem participar das visitas do projeto podem entrar em contato com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Turismo e Inovação pelo telefone 3965-1400, ramal 8911, ou pelo e-mail

\n

O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.


.

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Lei Proibida a reprodução total ou parcial, sem autorização previa do Portal Hortolandia . Lei nº 9610/98