Atividade no espaço da Prefeitura mostra a história da cidade com interatividade e diversão

Alunos do CIER (Centro Integrado de Educação e Reabilitação) de Hortolândia, localizado no Jardim Santo André, realizaram, nesta quarta-feira (05/06), uma visita monitorada ao Centro de Memória “Professor Leovigildo Duarte Junior”, órgão da Prefeitura, localizado na rua Rosa Maestrello, nº 2, na Vila São Francisco. No espaço, os estudantes PCD (Pessoa com Deficiência) tiveram a oportunidade de “mergulhar” dentro da  história de Hortolândia de uma maneira interativa e divertida. 

A visita foi monitorada pela equipe do Centro de Memória. O espaço ocupa o prédio, restaurado pela Administração, onde funcionava a antiga Estação Ferroviária Jacuba. O acervo reúne materiais sobre a antiga estação e a história do município. O espaço dispõe ainda de videoteca, biblioteca, mapoteca, fototeca e terminal de consulta digital. 

Os meninos e meninas conferiram a exposição “Hortolândia: de trilha, passagem para tropeiros e os ventos nos levam ao rodeio”. A exposição mostra a influência do tropeirismo na formação histórico-cultural do município. De acordo com a pesquisa feita pela Secretaria de Cultura, no século 19, quando Hortolândia se chamava Jacuba, a cidade foi ponto de parada para tropeiros. Lançada em setembro do ano passado, a exposição fica em cartaz até este mês. Quem participou do passeio, ainda pôde conferir materiais e objetos antigos do acervo do espaço que ficam em exposição permanente.

Escolas das redes pública e particular de ensino podem realizar  as visitas monitoradas, assim como entidades e empresas. Para isso, basta ligar, de segunda a sexta-feira, das 9h às 16h,no próprio Centro de Memória, no telefone 3865-2678. A visita monitorada tem entre 40 a 50 minutos de duração.

 

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia