Connect with us

Nossa Cidade

1° Literalendo leva 25 mil pessoas ao Parque Dorothy, em Hortolândia

Publicado

em

Evento literário da Prefeitura, de incentivo à leitura, aconteceu neste domingo (29/05), com diversas atrações culturais

Milhares de pessoas atenderam ao chamado da Prefeitura e, neste domingo (29/05), foram ao Parque Socioambiental Irmã Dorothy Stang, no Jd. Nossa Senhora de Fátima, celebrar as artes e a cultura e acompanhar as atrações do 1° Literalendo, evento literário gratuito que integra a programação de aniversário de Hortolândia e também do 12°  Hortolendo, política pública municipal de incentivo à leitura em Hortolândia. A Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia estima que, entre 12h e 17h, cerca de 25 mil visitantes passaram pelo local, dentre elas o prefeito José Nazareno Zezé Gomes e a primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade, Maria dos Anjos Assis Barros.

“Construir novos viários, entregar praças de lazer e esportivas e reformar o Hospital Municipal são itens importantes para o crescimento de Hortolândia, mas o que realmente garante o desenvolvimento de uma cidade é a educação. Neste quesito, não poupamos investimentos. Um bom exemplo é o Literalendo, realizado neste domingo, um grande sucesso de público. Mas o mais importante é o incentivo dado à leitura e a entrega de milhares de livros para nossos estudantes e a comunidade. Uma cidade forte se faz com uma base educacional robusta. Por isso que o nosso Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) está bem à frente das projeções do Ministério da Educação e nossa rede educacional é tida como uma das melhores da região. Tudo isso conquistado por meio de muito trabalho, não só da Administração Municipal, mas especialmente pelo comprometimento dos nossos professores e profissionais da Educação”, afirmou o prefeito Zezé Gomes.

O evento foi aberto pela Banda Municipal, órgão da Secretaria de Cultura, que tocou “O Descobridor dos Sete Mares”, de Tim Maia, e outras músicas bastante conhecidas do público, que cantou junto com os músicos. Outra atração foi a dupla local Zé Victor e João, que interpretou temas sertanejos e homenageou as escolas com a música “Sinônimos”, de Zé Ramalho.

Publicidade

Estudantes da Emeb (Escola Municipal de Educação Básica) Josias da Silva Macedo e das Emefs (Escola Municipal de Ensino Fundamental) Jd Amada I (CAIC), D. Ana José Bodini Januário e Lílian Cristiane Martins de Araújo também se apresentaram no palco. Até que chegou a “A Hora da História Ao Vivo!”, show musical e teatral protagonizado pela atriz, apresentadora e professora de teatro Carla Fioroni, nacionalmente conhecida por papéis na novela infantojuvenil “Chiquititas” (SBT) e na peça teatral “Trai e coçar é só começar”. A apresentação eletrizou crianças e adultos ao recontar a história de “Branca de Neve e os sete anões”, numa versão escrita pela própria artista, mesclada por músicas como “Superfantástico” (hit da “Turma do Balão Mágico”) e o tema da boneca Emília do “Sítio do Pica Pau Amarelo” (na versão para TV), bem como algumas músicas da novela “Chiquititas”.

A estudante da Emei (Escola Municipal de Educação Infantil) Jardim Nossa Senhora de Fátima, Ágatha Damião de Souza, de quatro anos, ficou radiante ao receber um livro novo, durante a festa, e se encantar com a presença de indígenas de duas tribos brasileiras, que fizeram apresentações de dança e exibiram artigos artesanais no Literalendo.  “Eu gostei. Peguei o livro da abelhinha, vou ler com a mamãe e o papai”, comentou a menina. 

Os indígenas, das tribos Kariri-Xocó, de Alagoas, e Guarani Mbya, de Bertioga/São Paulo, foram trazidos pela arte-educadora, pedagoga e escritora Suzana Montauriol, uma das atrações da festa literária deste ano. Junto com outro colega, Suzana contou pequenas histórias, enquanto personagens “vivos” (palhaço, bruxa, fada e o próprio Visconde de Sabugosa, do Sítio do Pica Pau Amarelo) circulavam entre os presentes, fazendo a plateia interagir com os contadores de histórias e entrar no mundo mágico de fábulas e contos de fadas.

“Achei muito bom o evento, porque é difícil a gente conseguir fazer com que as crianças tenham toda essa interação com a parte de literatura e livros. Tanto a parte de entrega dos livros quanto as apresentações, contação de histórias e os indígenas que vieram contar um pouco da história deles, é muito importante. Às vezes, a gente tem um pensamento já formado sobre o assunto e ver por outra perspectiva, principalmente para as crianças, é muito importante. Quando os indígenas chegaram, minha filha disse: ‘Mãe, achei que eles andavam descalços.’. Eu expliquei pra ela que não. As crianças conseguem ver que existe todo um universo e que, diferentes, somos juntos, somos o mesmo”, avalia Thaís Souza Damião dos Santos, moradora do Novo Ângulo e mãe de Ágatha.

Publicidade

“O evento atingiu todos os objetivos, superou as nossas expectativas. Foi super importante, porque, primeiro, promoveu a arte do encontro, a comunidade, os alunos, a família, todos em um momento de diversão, de festa, de atração, de entretenimento. Foi um dia muito especial, em que a gente pôde ver a alegria dos alunos ao receber os livros, ao falar de leitura, com teatro, contação de histórias, participação do teatro musical da Carla Fioroni. É um evento que tem o DNA da rede municipal de Hortolândia”, avalia o secretário de Educação, Ciência e Tecnologia, Fernando Moraes.

Evento contou com outras atrações

Em um dos cantinhos do Parque Irmã Dorothy, foi montado um espaço de contação de histórias, onde se apresentaram a coordenadora pedagógica Solange Cachimiro Ferreira de Biazzio, a Sol, e o coordenador pedagógico da Emef D. Ana José Bodini Januário, Hugo Maciel Nonato Marques. Além de contarem histórias, num show “voz e violão”, a dupla fez brincadeiras cantadas com as crianças. 

Os brinquedos infláveis, dentre eles pula-pula, cama elástica, piscina de bolinha e “guerra de cotonetes”, foram muito disputados pelo público infantil, assim como as tendas de distribuição gratuita de livros e de pintura facial. Além destas, havia uma tenda da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, onde houve distribuição de adubo e sementes, bem como orientação sobre reflorestamento e consumo de água. Uma trupe de artistas vestidos de semáforos, a serviço da Secretaria de Mobilidade Urbana, chamava atenção para a importância da educação para o trânsito.

Publicidade

Barracas na praça de alimentação vendiam artesanato, pastel, cachorro quente, crepes, água e outras e bebidas.

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Nossa Cidade

Motorista dorme ao volante e sofre acidente no Jardim Amanda

Publicado

em

Por

Um motorista perdeu o controle do veículo após cochilar ao volante e colidir contra uma árvore, na madrugada deste sábado(25), na Avenida Brasil no Jardim Amanda I. A vítima retornava de seu trabalho noturno quando aconteceu o acidente.

O garçom, morado do bairro Jardim São Sebastião, foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e sofreu apenas ferimentos leves e encaminhado ao UPA do Jardim Amanda sem sinais de embriaguez.

Ninguém mais ficou ferido.

Continue Lendo

Nossa Cidade

Motociclista fica ferido após colidir na traseira de Van parada no semáforo em Hortolândia 

Publicado

em

Por

Um motociclista de 29 anos ficou ferido após colidir na traseira de uma van parada no semáforo na avenida da emancipação, no Jardim Santa Clara do Lago, em Hortolândia, ontem a noite. 

O motociclista seguia pela Avenida, sentido Centro, quando colidiu na traseira do veículo, que estava parado aguardando a abertura do semáforo no cruzamento.

A condutora do veículo relatou que rapidamente acionou o SAMU, e a vítima foi encaminhada com diversas escoriações, até a Unidade de Pronto Atendimento Jardim Rosolem.

Uma equipe da Guarda Municipal esteve no local onde auxiliou o trânsito, em seguida apresentou a ocorrência no Plantão Policial da cidade, onde o caso será investigado. 

Publicidade
Continue Lendo

Nossa Cidade

Bola rola neste sábado (25/06) pela primeira rodada do Campeonato Interno de futebol da Prefeitura

Publicado

em

Serão seis equipes participantes do torneio das secretarias da Administração Municipal de Hortolândia

A partir deste sábado (25/06), a bola começa a rolar para mais uma edição do Campeonato Interno de Futebol da Prefeitura de Hortolândia. A disputa do campeonato foi interrompida em dois anos por conta da pandemia do Coronavírus. A competição envolve times de seis secretarias da Administração Municipal. As partidas serão jogadas nos campos do Rosolém e Remanso Campineiro. Estarão representadas as equipes das secretarias de Saúde, Educação Ciência e Tecnologia, Esportes, Serviços Urbanos, Governo, além da Câmara Municipal. 

Na primeira fase da competição, as equipes jogam entre si em turno único sendo que, ao término desta fase, as quatro melhores equipes se classificam para a semifinal do torneio. As semifinais serão disputadas em partida única e, em caso de empate, a decisão vai para os pênaltis. A grande final e a disputa de terceiro e quarto colocados também acontecem em jogo único. 

“Esta disputa é importante para utilizar o esporte como ferramenta para integração dos funcionários da Administração Municipal. Esperamos que todos possam aproveitar ao máximo esta chance de praticar esporte com os amigos nos finais de semana de disputa”, comenta o secretário de esportes, Gléguer Zorzin.

Partidas deste final de semana

Sábado (25/06)

Campo do Rosolém

8h – Secretaria de Esportes x Secretaria de Governo

10h – Secretaria de Saúde x Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia

Campo do Remanso Campineiro

9h – Secretaria de Serviços Urbanos x Câmara Municipal

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Continue Lendo

Populares