Complexo Campinas Hortolândia

O Complexo Penitenciário de Hortolândia, que abriga hoje 6.239 detentos está 81% acima de sua capacidade total, que é de 3.435 presidiários. Devido à superlotação, surtos de doenças, como a tuberculose e rebelião já foram registradas nesse ano.

O surto foi registrado em abril, na Penitenciária II do Complexo. Segundo o Sindicato dos Agentes Penitenciários, 26 detentos estavam fazendo tratamento para a doença, sendo que 15 casos foram descobertos só no primeiro trimestre de 2016. A PII, segundo o Sindasp, estava mais de 100% acima de sua capacitade, o que ajuda na propagação da doença.

No Brasil, a tuberculose é a quarta causa de mortes por doenças infecciosas e a primeira em pacientes com Aids. A doença é infecciosa, de evolução crônica, causada pelo Mycobacterium tuberculosis, que ataca o pulmão e outros órgãos.

Os presos do Complexo Penitenciário Campinas Hortolândia liberaram, no início da tarde desta terça-feira (12-jul), os agentes penitenciários que eram mantidos como reféns após 20 horas de rebelião. A Secretaria de Administração Penitenciária (SAP) confirmou, em nota oficial, que a ação dos detentos chegou ao fim e os funcionários não ficaram feridos.

De acordo com o Sindicato dos Agentes de Segurança Penitenciária de São Paulo (Sindasp), os detentos entregaram à SAP uma lista de reivindicações que pedia, entre outras coisas, a troca da direção atual da unidade. O sindicato informou que os três agentes penitenciários que foram mantidos reféns foram liberados em troca de comida para os presos.

Rebelião

No início do mês, presos realizaram uma rebelião no Complexo Penitenciário pedindo a saída da atual administração. Eles afirmaram que sofriam maus-tratos. Familiares relataram que, além dos maus-tratos, o local estava com percevejos e pulgas, além da comida ser servida estragada.

Durante a rebelião, três agentes foram feitos reféns. Com uso de facas artesanais, os presos queimaram colchões para intimidar os agentes.

 

Artigo anteriorPedro Paulo & Alex são a atração do terceiro dia de Festa
Próximo artigoTerreno abandonado vira motivo de preocupação no Jardim Rosolem