18 de maio de 2024
Campinas

Ao som de Luiz Gonzaga, Orquestra Sinfônica de Campinas emociona público de Hortolândia

A orquestra, composta por 82 músicos, apresentou as músicas de Mozart, Rossini, Franz von Suppé e Brahms

Orquesta Sinfônica de Campinas em Hortolândia (SP)

O espetáculo realizado pela Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas, emocionou a plateia, na noite desta quinta-feira (04), em Hortolândia. Os concertos contaram com Helder Trefzger como regente convidado, o barítono Saulo Javán, como solista e mais 82 músicos. Para finalizar o espetáculo os músicos apresentaram a versão instrumental da música Asa Branca, de Luiz Gonzaga, além de outros sucessos nacionais, como “Trem das Onze.

O evento foi realizado na Igreja Matriz Nossa Senhora do Rosário, localizada na Praça São Francisco de Assis, Vila Real, em parceria com a Prefeitura de Hortolândia, por meio da Secretaria de Cultura. Cerca de 300 pessoas apreciaram o espetáculo gratuito.

A apresentação faz parte do projeto “Sinfônica de Campinas Visita RMC ( Região Metropolitana de Campinas)”. No programa, elaborado especialmente para esta ocasião, foram executadas obras de grandes compositores mundiais, com aberturas de árias de óperas conhecidas do grande público, como “La Gazza Ladra” e “Barbeiro de Sevilha” de Rossini, “As Bodas de Fígaro” e “Don Giovanni” de Mozart e “Danças Húngaras”, de Brahms.

O prefeito de Hortolândia, Antonio Meira agradeceu à Orquestra pela apresentação. “ A valorização dos grandes artistas nos emociona, de podermos assistir a um espetáculo grandioso. É muito satisfatório para nossa cidade receber a orquestra”, disse.

Sobre a Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas

Reconhecida como uma das mais dinâmicas orquestras do País, a Sinfônica de Campinas foi a primeira instituição de seu gênero a surgir em uma cidade brasileira que não é capital de seu Estado. Já no início do século XX, o amor do povo campineiro pela música transformou a cidade em rota obrigatória de alguns dos principais programas sinfônicos e operísticos, estimulando, assim, a criação de uma orquestra local.

A partir de 1975, passou a receber do poder público o apoio necessário para a manutenção de um grupo solidamente constituído e apto a desenvolver um trabalho artístico de excelência. Desde então, a orquestra tem atraído grandes músicos para os seus quadros, com passagem obrigatória nos principais festivais e eventos eruditos. Atualmente, tem como diretor administrativo o compositor e arranjador Rodrigo Morte e como regente titular e diretor artístico o maestro Victor Hugo Toro. A Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas é mantida pela Prefeitura Municipal de Campinas, por meio da Secretaria Municipal de Cultura.

Fonte: Assessoria de Comunicação / Prefeitura de Hortolândia

Lei Proibida a reprodução total ou parcial, sem autorização previa do Portal Hortolandia . Lei nº 9610/98