Connect with us

Brasil

Famoso obstetra é acusado de violentar paciente

Publicado

em

policial

Renato Kalil, famosos médico obstetra, foi acusado de abuso sexual. Numa entrevista para o jornal O Globo, Letícia Domingues, de 48 anos, diz que foi estuprada pelo médico enquanto estava internada para um procedimento ginecológico em uma hospital em São Paulo.

Isso teria ocorrido durante três dias, no mês de outubro de 1991, enquanto permaneceu sozinha naquele local.

E ainda, revela que não sabia se, de fato, era ele. Porém, após marcar uma consulta de retorno, teve a certeza, pois houve uma nova situação desesperadora. Letícia conta que “foi a hora em que me toquei que era real. Levantei e saí rápido da sala”.

O médico nega a acusação.

Este não foi o primeiro relato de abuso

Uma influenciadora chamada Shatal Verdelho, diz ter sofrido violência obstétrica por parte de Renato Kalil, quando deu à luz sua segunda filha.

Isso veio à tona, após áudios terem sido vazados na internet. O médico, novamente, nega a acusação e diz que entrará na justiça.

Brasil

Anvisa aprova uso e comercialização de autoteste para covid-19

Publicado

em

Por

Produtos não estarão disponíveis de imediato nas farmácias

A diretoria colegiada da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou hoje (28), por unanimidade, o uso e a comercialização, no Brasil, de autotestes para detecção de covid-19.A aprovação ocorre após o envio de informações pelo Ministério da Saúde a pedido da Anvisa que, em 19 de janeiro, solicitou esclarecimentos a respeito da inclusão do autoteste nas políticas públicas de testagem para covid-19 e também sobre o registro de casos positivos.RegistroCom a aprovação desta sexta-feira, a agência vai publicar uma resolução com os requisitos necessários para que as empresas interessadas em vender os autotestes em farmácias peçam o registro dos produtos.Isso quer dizer que os autotestes não devem estar disponíveis de imediato ao público final, pois, para que cheguem às farmácias, cada produto, de cada fabricante ou importador, deve ainda ser aprovado individualmente pela Anvisa, após análise de ampla documentação.RequisitosUm dos requisitos para aprovação de cada produto, de acordo com o voto da relatora do tema na Anvisa, diretora Cristiane Rose Jourdan Gomes, é que os autotestes tragam informações, com linguagem clara e precisa, orientando o público leigo sobre como colher adequadamente o material biológico e fazer o exame.Outro requisito é que os produtos tenham sensibilidade de 80% ou mais ao coronavírus e que possuam especificidade de no mínimo 97% na detecção do vírus, de acordo com o voto da relatora.EntendaA aprovação do autoteste ocorreu depois de o Ministério da Saúde se comprometer a incluir um capítulo sobre o assunto no Plano Nacional de Expansão da Testagem para Covid-19. Acerca do registro de casos positivos, foi considerado suficiente exigir que os fabricantes dos produtos disponibilizem plataforma para tal, por meio de tecnologia QR Code.Ontem (27), o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou que os autotestes não devem ser disponibilizados pelo SUS e que a ideia é que estejam disponíveis em farmácias para quem “tiver interesse em adquirir”.Votos“Não resta dúvida de que o produto do diagnóstico in vitro na forma de autoteste pode sim representar excelente estratégia de triagem e medida adicional no controle da pandemia. Principalmente neste momento em que o contágio pela doença é grande e muitas pessoas não conseguem ter acesso aos testes pelo SUS ou por

laboratórios da rede privada”, frisou a relatora do tema na Anvisa.

Cristiane Gomes destacou ainda que o autoteste tem sido elemento essencial no controle da pandemia em países como Alemanha, Reino Unido e Estados Unidos, onde são, muitas vezes, disponibilizados gratuitamente. 

O voto dela foi seguido pelos demais diretores que participam da reunião extraordinária desta sexta-feira – Rômison Rodrigues Mota, Alex Machado e Meiruze de Souza Freitas.  O diretor-presidente da Anvisa, Antonio Barra Torres, não participou, por motivo de emergência de saúde na família. 

Em seu voto, o diretor Rômison Rodrigues Mota disse que “o autoteste tem excelente aplicabilidade no contexto pandêmico, visto que permite o isolamento precoce de casos positivos e a quebra de cadeia de transmissão da covid-19”.

Ele destacou ainda dados da Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma), divulgados ontem, dando conta de altíssima demanda por testagem para covid-19. Segundo a entidade, entre 17 e 23 de janeiro, foram feitos um recorde de 740,7 mil testes em farmácias e drogarias, sendo que 43,14% resultaram positivos.

Preços

Todos os diretores mostraram preocupação com o preço do autoteste, destacando que, para serem acessíveis ao maior número possível de pessoas, os preços dos produtos devem ser menores do que os praticados atualmente, tendo em vista que dispensam o fornecimento do serviço de coleta do material biológico.

“Não há competência legal da Anvisa para estabelecer preços máximos. Contudo, entendo que é fundamental que os órgãos de proteção e defesa do consumidor continuem a realizar ações para coibir práticas de mercado que podem ser consideradas abusivas”, disse Rômison Rodrigues Mota.

Fonte Agência EBC

Continue Lendo

Brasil

Caixa paga Auxílio Brasil a cadastrados com NIS final 9

Publicado

em

Por

auxilioBrasil

Neste mês, 3 milhões de famílias foram incluídas no programa

A Caixa paga nesta sexta-feira (28) o Auxílio Brasil a beneficiários com Número de Inscrição Social (NIS) final 9. O valor mínimo do benefício é R$ 400. As datas seguirão o modelo do Bolsa Família, que pagava os beneficiários nos dez últimos dias úteis do mês.

Em janeiro, 3 milhões de famílias foram incluídas no programa, aumentando para 17,5 milhões o total atendido. Segundo o Ministério da Cidadania, serão gastos R$ 7,1 bilhões neste mês com o Auxílio Brasil.

O beneficiário poderá consultar informações sobre datas de pagamento, valor do benefício e composição das parcelas em dois aplicativos: Auxílio Brasil, desenvolvido para o programa social, e o Caixa Tem, usado para acompanhar as contas poupança digitais do banco.

Confira o calendário:

Final do NISDia do pagamento
118 de janeiro
219 de janeiro
320 de janeiro
421 de janeiro
524 de janeiro
625 de janeiro
726 de janeiro
827 de janeiro
928 de janeiro
031 de janeiro

Auxílio Gás

O Auxílio Gás também é pago hoje – retroativamente – às famílias inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), com NIS final 9. O benefício segue o calendário regular de pagamentos do Auxílio Brasil.

Com duração prevista de cinco anos, programa beneficiará 5,5 milhões de famílias até o fim de 2026, com o pagamento de 50% do preço médio do botijão de 13 quilos a cada dois meses. Atualmente, a parcela equivale a R$ 52. Para este ano, o Auxílio Gás tem orçamento de R$ 1,9 bilhão.

Só pode fazer parte do programa quem está incluído no CadÚnico e tenha pelo menos um membro da família que receba o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

A lei que criou o programa definiu que a mulher responsável pela família terá preferência, assim como mulheres vítimas de violência doméstica.

Benefícios básicos

O Auxílio Brasil tem três benefícios básicos e seis suplementares, que podem ser adicionados caso o beneficiário consiga emprego ou tenha filho que se destaque em competições esportivas, científicas ou acadêmicas.

Podem receber o benefício famílias com renda per capita até R$ 100, consideradas em situação de extrema pobreza, e até R$ 200, em condição de pobreza.

Agência Brasil elaborou guia de perguntas e respostas sobre o Auxílio Brasil. Entre as dúvidas que o beneficiário pode tirar estão critérios para integrar o programa social, os nove tipos diferentes de benefícios e o que aconteceu com o Bolsa Família e o auxílio emergencial, que vigoraram até outubro.

Fonte Agência EBC

Continue Lendo

Brasil

Pastora Ludmila Ferber morre, aos 56 anos, após luta contra o câncer

Publicado

em

Ludmila Ferber

Morreu, na noite desta quarta-feira (26), a pastora, cantora e compositora gospel Ludmila Ferber. A artista, já há algum tempo, lutava contra um câncer no pulmão, com metástases no fígado e nos ossos. Ela teria iniciado o quinto tratamento contra a doença em um hospital de São Paulo na semana passada. A informação foi confirmada à Revista Quem.

Em Junho de 2021, Ludmila fez uma publicação informando que estava suspendendo o quarto tratamento por ineficácia. Ela afirmou que após dois ciclos desse tratamento, as células afetadas continuavam avançando.

Na época, a cantora afirmou que não recebia a notícia com tristeza, mas com fé. Ela chegou a mencionar que o quinto tratamento seria iniciado em breve e que essa fase exigiria muitos cuidados. A artista citou um trecho de uma das suas músicas: “Não desista, não pare de crer”.

Dois dos maiores sucessos da carreira de Ludmila foram as canções “Sonhos de Deus” e “Nunca Pare de Lutar”.

A última publicação de Ferber em seu perfil no Instagram foi feita há dois dias.

“Quando tudo parece estranho ao redor, buscar tua face é preciso, Deus. Quando a gente não sabe o que está ocorrendo, buscar tua face é preciso, Deus. Quando a fúria dos ventos vem contra nós, e a vontade é sumir e calar a voz, é nessa hora que a gente precisa lutar e jamais desistir. Justamente agora é o momento de se humilhar e buscar a face de Deus“, escreveu.

Em 2019, a cantora chegou a ir até as redes sociais desmentir a Fake News sobre sua morte.

Ludmila, que foi casada de 1987 a 2014 com José Antônio Lino, deixa as três filhas do ex-casal: Daniela Ferber Lino, Ana Lídia Ferber Lino e Vanessa Ferber Lino.

Continue Lendo

Populares