Fernando Azevedo e Silva anunciou hoje (29) que vai deixar o cargo de ministro da Defesa. A informação foi confirmada há pouco pela assessoria da pasta, que divulgou à imprensa cópia da mensagem de Silva.

No texto, o ministro agradece ao presidente Jair Bolsonaro a oportunidade de “servir ao país”, integrando o governo por mais de dois anos. “Nesse período, preservei as Forças Armadas como instituições de Estado”, afirma Silva antes de afirmar que deixa o posto com a certeza de ter cumprido sua “missão”.

Já o Ministro das Relações Exteriores avisou sobre sua decisão a assessores próximos, mas governo ainda não confirma a saída oficialmente.

Situação política de Ernesto se deteriorou nos últimos dias, com críticas de deputados e senadores.