16 de junho de 2024
Brasil

Entenda o que é a anomalia magnética que cresce no Brasil e como isso pode afetar regiões como Sul e Sudeste

Uma anomalia magnética cresce e pode afetar as regiões sul e o sudeste do Brasil, segundo relatório publicado este ano pelo governo dos Estados Unidos. Chamada de Anomalia Magnética do Atlântico Sul (AMAS), tem sido monitorada por diversas agências governamentais internacionais e está localizada onde a magnetosfera, que circunda o planeta, é mais fraca.

A anomalia se move e se aprofunda, ou seja, esse contorno se aproxima da região onde é mais provável que ocorram danos por radiação nos satéliteso.

O que a anomalia magnética pode causar?

Os dados do levantamento foram comparados com os coletados em 2019 pela Agência Espacial Europeia (ESA). As informações detalharam que a anomalia pode causar diversos impactos, desde danos potenciais aos satélites devido à radiação excessiva até a obstrução da propagação das ondas de rádio.

Devido ao crescimento da AMAS e sua proximidade com a América do Sul, houve uma defasagem na proteção magnética da Terra nesta região, especificamente no Sul e Sudeste do Brasil, até a faixa que se estende à África.

Lei Proibida a reprodução total ou parcial, sem autorização previa do Portal Hortolandia . Lei nº 9610/98