livros-ed-adonis

São da região sudeste do país, mais especificamente de Santa Catarina, capital e interior de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, os vencedores das cinco categorias propostas pelo IV Concurso Agostinho de Cultura – 2013, que, desde 2008, revela novos talentos da literatura, bem como fomenta a produção literária aproximando escritor e mercado editorial.

As obras foram inscritas com uso de pseudônimos de seus escritores e tiveram como critério para análise do júri: trabalho estético com a linguagem, coerência, construção do narrador, caracterização das personagens, ambientação e temporalidade, e potencialidade interpretativa.

Ficou a cargo de profissionais do corpo docente do Unisal (Centro Universitário Salesiano de São Paulo – Unidade Americana) a tarefa de avaliar e selecionar as obras enviadas. “Foi uma experiência muito rica de contato com textos de qualidade e conhecimento referido. Tivemos o país inteiro representado, não foi fácil chegar aos ganhadores… mas temos certeza de que os vencedores representam o que a Adonis, e o Unisal, buscavam”, explica Regiane Rossi Hilkner, que ao lado dos mestres em Educação, Severino Antônio e Regina Penachione formaram o júri nomeado pela Adonis.

Com autoria de Patrícia Gibin de Oliveira, de Piracicaba/SP, a obra “A matrioska triste” foi a grande vencedora da categoria Primeiro Leitor. Já na categoria Leitor Iniciante o texto “Teto de estrelas”, de Vivian Cristina Ferreira, de Florianopolis/SC, foi o escolhido pelo júri. Com sotaque carioca, a obra “A princesa e a sombra do duende”, de Rosane Nicolau dos Santos, é a vencedora da categoria “Leitor em processo”. Escrito por Laércio Nora Bacelar, de Belo Horizonte/MG, “Incríveis Jogos de Palavras: Para acabar com a monotonia” é o vencedor da categoria Infantojuvenil. Na categoria Neoleitor é o trabalho de Atílio José Bari, de São Paulo/SP, “Lilavati” o primeiro lugar.

As obras vencedoras do IV Concurso Agostinho de Cultura farão parte do catálogo da Adonis e começam a ser lançadas no segundo semestre deste ano.

Indicados

Além dos vencedores das cinco categorias do Concurso, o júri também indicou sete obras, que poderão ser publicadas no ano que vem pela Editora. Dentre elas se destacam duas obras; uma vinda de Portugal e outra de Moçambique.

O Concurso Agostinho de Cultura

A quarta edição do concurso recebeu obras de diversos estados brasileiros, além de Portugal e Moçambique, no período de 14 de março a 25 de julho do ano passado.

Os textos deviam ser enviados à editora Adonis e possuir o Registro de Direito Autoral/EDA (Escritório de Direito Autoral). A identificação dos originais deveria ser feita por meio de pseudônimo escolhido pelo escritor.

O Concurso Agostinho de Cultura é o principal meio de edição e publicação dos principais títulos do selo Adonis e até o momento já publicou 14 títulos, entre vencedores e indicados pelo corpo de jurados.

 

Vencedores:

– Primeiro Leitor

“A matrioska triste”

Pseudônimo: Hie-Hie 10.5

Escritora: Patrícia Gibin de Oliveira

 

– Leitor Iniciante

“Teto de Estrelas”

Pseudônimo: Virvinhas

Escritora: Vivian Cristina Ferreira

 

– Leitor em processo

“A princesa e a sombra do duende”

Pseudônimo: Nic Dabul

Escritora: Rosane Nicolau dos Santos

 

– Infantojuvenil

“Incríveis Jogos de Palavras: Para acabar com a monotonia”

Pseudônimo:  Zegzil Piuntxi Kamporé

Escritor: Laércio Nora Bacelar

 

– Neoleitor

“Lilavati”

Pseudônimo: Báskara da Índia

Escritor: Atílio José Bari
Indicados:

– Leitor iniciante

“Tininha”

Pseudônimo: Verônica

Escritora: Doris Carrion Magalhães Castro

 

“A bala e a bola”

Pseudônimo: Risoleta Jardim

Escritora: Cristina Decico Lobarinhas

 

“Sapinho de óculos”

Pseudônimo: Rouco

Escritor: Hudson Okada

 

“Atrás do último corredor”

Pseudônimo: Boz

Escritora: Júlia Antuerpem

 

“As filhas do Sol e da Lua”
Pseudônimo: Lux D.M.J
Escritora: Esli Aparecida de Almeida

 

– Leitor em Processo

“O desvio do rio e outros contos para crianças”
Pseudônimo: Puto Wambire
Escritor: Danito Gimo da Graça

 

“Joãozinho e as palavras difíceis”
Pseudônimo: Chico Piauí
Escritora: Maria Gorette Jardim Ribeiro

 

Infantojuvenil

“A maratona do menino premiado”
Pseudônimo: R. Trindade
Escritora: Rosane Nicolau Santos

 

“Uma aventura no mundo de Graian”
Pseudônimo: Valentina D’Espirais
Escritora: Maria Gorette Jardim Ribeiro