Connect with us

Saúde & Beleza

Obesidade: mudança cultural sobre a doença

Avatar de Redação Portal Hortolândia

Published

on

obesidade

Obesidade é uma doença crônica. Complexa, multifatorial, uma epidemia global da qual o Brasil não escapa. Na verdade, aqui, essa doença só tem aumentado. Nos últimos 20 anos, a prevalência de obesidade entre a população adulta mais do que dobrou, passando de 12,2% para 26,8% segundo o IBGE. Em março a doença está ainda mais em evidência, já que dia 4 foi Dia Mundial da Obesidade. 

Estima-se que, se a taxa de crescimento continuar a mesma, poderemos chegar a quase o mesmo índice dos Estados Unidos, o país do hambúrguer e das batatas fritas, onde cerca de 40% da população vive com obesidade. 

Anuncio


Se isso já não fosse preocupante, os médicos alertam que o acúmulo de gordura corporal contribui para uma lista enorme de problemas de saúde, como hipertensão, doenças cardiovasculares, diabetes tipo 2, além de artrose, refluxo gastroesofágico e diversos tipos de tumor. “Mas por que, apesar de todas essas evidências, as pessoas, incluindo os profissionais de saúde, têm tanta relutância em considerar a obesidade uma doença e tratá-la como tal?”, questiona Adriana Striebel, médica endocrinologista e presidente da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM-SC). 

Em 2013, a American Medical Association (Associação Médica Americana) estabeleceu oficialmente o conceito de obesidade como doença crônica. E em 2015 a Organização Mundial da Saúde (OMS) colocou como meta mundial interromper o aumento das taxas de excesso de peso, com o objetivo de conter o número de mortes por doenças não transmissíveis até 2025 – uma meta que já se sabe que não será alcançada. 

Advertisement

Durante décadas, os pesquisadores que trabalhavam com esse tema se concentravam na parte comportamental, como se a gordura corporal fosse uma condição individual, decorrente da incapacidade de controlar a balança, fechar a boca e praticar atividade física, em vez de resultado de alterações moleculares e metabólicas do organismo. “Não tem a ver apenas com a força de vontade. Isto é mito popular. É preciso olhar a obesidade como um balanço fisiológico anormal entre fome e saciedade”, completa Adriana. 

A obesidade pode ser medida de acordo com o IMC (Índice de Massa Corporal): o peso da pessoa dividido pela sua altura ao quadrado. Se o resultado for superior a 25 Kg/m2 a pessoa tem sobrepeso. Se passar de 30 Kg/m2, é considerado obesidade. Se tiver doenças associadas, como diabetes e hipertensão, precisa urgentemente rever seus hábitos e buscar ajuda.

A humanidade foi selecionada para armazenar energia e guardá-la para períodos de restrição, quando a alimentação é escassa Só que o mundo mudou e hoje temos abundância de alimentos. Estamos vulneráveis para adquirir obesidade e acumular gordura ao longo da vida. Segundo o médico Fulvio Tomaselli, pode existir uma predisposição tanto genética quanto biológica para a obesidade. 

Essa questão explica por que a obesidade se tornou uma epidemia mundial que só aumentou nas últimas décadas.

Advertisement

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS
Compartilhar no Facebook

Lei Proibida a reprodução total ou parcial, sem autorização previa do Portal Hortolandia . Lei nº 9610/98

Saúde & Beleza

Conheça a febre oropouche: doença viral com aumento significativo de casos no Brasil

Avatar de Eder Oliveira

Published

on

febre oropouche

Você conhece a febre oropouche? Pois saiba que há um aumento expressivo de casos desta doença viral no Brasil. Ela é transmitida, principalmente, pela picada de um mosquito conhecido como maruim ou mosquito-pólvora (Culicoides paraensis é seu nome científico).

Os dados revelam, segundo o Ministério da Saúde, que em 2023 foram 832 casos, contra 3.354 registros nas quinze primeiras semanas de 2024.

Números da febre oropouche

Anuncio


O número de casos da febre oropouche pode ser visto abaixo:

  • Amazonas (2.538 casos),
  • Rondônia (574 casos),
  • Acre (108 casos),
  • Bahia (31 casos),
  • Pará (29 casos),
  • Roraima (18 casos),
  • Mato Grosso (11),
  • São Paulo (7) e,
  • Rio de Janeiro (6).

Uma das razões apontadas pelo Ministério da Saúde para esse aumento é a descentralização do diagnóstico laboratorial para detecção do vírus nos estados da região amazônica, onde a febre oropouche é considerada endêmica.

No entanto, a situação é mais complexa, uma vez que muitas regiões do Brasil não têm disponibilidade de exames, sugerindo que o número real de casos pode ser ainda maior do que os registros oficiais.

Advertisement

O que é a a doença?

Detectado no Brasil na década de 1960 a partir de amostras de sangue de um bicho-preguiça capturado durante a construção da rodovia Belém-Brasília. A partir disso, ela tem se tornado um preocupante vilão da saúde pública, exigindo medidas de controle e prevenção, como o combate ao vetor transmissor e a conscientização da população sobre os sintomas e medidas de proteção.

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS
Compartilhar no Facebook

Lei Proibida a reprodução total ou parcial, sem autorização previa do Portal Hortolandia . Lei nº 9610/98
Continue Reading

Saúde & Beleza

10 dicas para proteger crianças contra infecções + dica bônus

Avatar de Eder Oliveira

Published

on

dicas para proteger crianças contra infecções

Aqui, mostraremos 10 dicas para proteger crianças contra infecções. Isso tem se tornado uma preocupação constante para pais e cuidadores, especialmente durante os períodos de maior incidência de doenças respiratórias, como gripes e resfriados. Contudo, tome os cuidados listados abaixo e, se verificar sintomas mais constantes, procure ajuda médica.

10 dicas para proteger crianças contra infecções

Vacinação:

A vacinação é fundamental para crianças, jovens e adultos, independentemente do que muitos digam por aí. Certifique-se de que as crianças recebam todas as vacinas recomendadas, incluindo as vacinas contra gripe e outras doenças respiratórias, de acordo com o calendário de vacinação.

Higiene das mãos:

Anuncio


Ensine as crianças a lavar as mãos regularmente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, especialmente antes de comer, depois de usar o banheiro e ao chegar em casa.

Cobrir a boca e o nariz:

Instrua as crianças a cobrir a boca e o nariz com um lenço de papel ao tossir ou espirrar e a jogar o lenço no lixo imediatamente após o uso. Se não houver lenço disponível, ensine-as a tossir ou espirrar no cotovelo, em vez das mãos.

Advertisement

Evitar contato próximo com pessoas doentes:

Oriente as crianças a evitar o contato próximo com pessoas que estão doentes, incluindo evitar compartilhar objetos pessoais, como talheres e copos.

Limpeza e desinfecção:

Mantenha superfícies e objetos frequentemente tocados limpos e desinfetados regularmente, especialmente em áreas de uso compartilhado, como banheiros e cozinhas.

Evitar multidões:

Evite levar as crianças a locais lotados ou eventos onde haja muitas pessoas, especialmente durante surtos de doenças respiratórias. Tudo isso para que o sistema imunológico mantenha-se equilibrado.

Promover um estilo de vida saudável:

Incentive as crianças a manterem um estilo de vida saudável, incluindo uma dieta equilibrada, exercícios regulares, sono adequado e redução do estresse.

Advertisement

Mantenha as crianças em casa quando estiverem doentes:

Se uma criança estiver doente, é importante mantê-la em casa para evitar a propagação da doença para outras pessoas.

Ventilação adequada:

Mantenha os ambientes internos bem ventilados, abrindo janelas e portas sempre que possível para permitir a circulação de ar fresco. Essa ‘troca de ar’ ao longo do dia, é fundamental não só para crianças, mas também para adultos.

Consulta médica:

Em caso de sintomas de infecções respiratórias, como febre, tosse, coriza ou dificuldade para respirar, consulte um médico imediatamente para avaliação e tratamento adequados.

Dica Bônus:

Oferecer exclusivamente leite materno nos primeiros 6 meses de vida e complementá-lo com alimentos saudáveis até os 2 anos é altamente recomendado, pois o leite materno contém anticorpos fornecidos pela mãe. Esses anticorpos ajudam a aumentar a proteção contra infecções comuns no outono/inverno e outras doenças.

Advertisement

    COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS
    Compartilhar no Facebook

    Lei Proibida a reprodução total ou parcial, sem autorização previa do Portal Hortolandia . Lei nº 9610/98
    Continue Reading

    Saúde & Beleza

    Entenda o que é Mounjaro: remédio que tem sido usado por ricaços brasileiros

    Avatar de Eder Oliveira

    Published

    on

    Entenda o que é Mounjaro

    Você sabe Entenda o que é Mounjaro: remédio que tem sido usado por ricaços brasileiros? Esta é uma nova substância apelidada de “Ozempic dos ricaços” e que foi produzida pelo laboratório Eli Lilly. Semelhante ao Ozempic, tornou-se favorito dos ricaços quando o assunto é rápido emagrecimento e o valor dele? Pode chegar a R$ 3.782,17.

    Além disso, sua indisponibilidade no mercado brasileiro aumenta seu status de exclusividade. Aprovado pela Anvisa no ano passado, tem como principal objetivo tratar diabetes.

    O que é Mounjaro?

    Anuncio


    Segundo a bula seu principal ativo é a tirzepatida, que ajuda a controlar a taxa de açúcar no sangue. Na prática, o remédio foi aprovado para tratar a diabetes, desta vez do tipo 2 e nos Estados Unidos, o Mounjaro foi aprovado para tratamentos da obesidade.

    Simulando a ação dos hormônios GLP-1 e GIP, a medicação afeta a sensação de saciedade no cérebro e a redução da velocidade da digestão da comida. Com essa ação, a pessoa que usa o medicamento sente menos fome, consome menos calorias e perde peso. Já no pâncreas, o Mounjaro estimula a produção de insulina, motivo pelo qual os remédios são utilizados no tratamento da diabetes tipo 2.

    Advertisement

    COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS
    Compartilhar no Facebook

    Lei Proibida a reprodução total ou parcial, sem autorização previa do Portal Hortolandia . Lei nº 9610/98
    Continue Reading

    Noticias

    mega-sena mega-sena
    Brasil7 minutos ago

    Sorteio da Mega-Sena oferece prêmio de R$ 3,5 milhões hoje à noite

    A Caixa Econômica Federal realizará o sorteio do concurso número 2716 da Mega-Sena nesta terça-feira (23), com um prêmio estimado...

    curso profissionalizante de Soldador curso profissionalizante de Soldador
    Cursos12 horas ago

    Inscrições gratuitas para curso profissionalizante de Soldador em Hortolândia

    Estão abertas as inscrições para o curso profissionalizante de Soldador em Hortolândia. Ao todo, serão oferecidas 60 vagas, distribuídas em...

    Hospital Municipal de Hortolândia Hospital Municipal de Hortolândia
    Nossa Cidade12 horas ago

    Hospital Municipal de Hortolândia faz procedimento inédito em paciente de 1 ano de idade

    Um marco importante foi alcançado recentemente no Hospital Municipal de Hortolândia “Mario Covas”, onde foi realizado, pela primeira vez, a...

    Novo espaço de lazer Novo espaço de lazer
    Nossa Cidade13 horas ago

    Novo espaço de lazer com quadra de futsal é entregue em Hortolândia

    Um Novo espaço de lazer foi entregue na manhã de sábado (20) em Hortolândia! Estou falando da Praça da Vila...

    qualifica-sp qualifica-sp
    Cursos14 horas ago

    Estado lança programa Meu Primeiro Emprego

    A Secretaria de Desenvolvimento Econômico está com 4.275 vagas de cursos remotos abertas para todos os municípios do estado de...

    Hortolândia Hortolândia
    Nossa Cidade14 horas ago

    “Nova prefeitura” de Hortolândia já tem data de inauguração prevista

    A construção do novo Paço Municipal de Hortolândia avança em ritmo acelerado, aproximando-se cada vez mais da realidade. Situada na...

    banco de alimentos banco de alimentos
    Nossa Cidade15 horas ago

    17 anos do Banco de Alimentos: celebração desta data será na próxima quinta-feira (25)

    Na próxima quinta-feira (25), a partir das 14h, Hortolândia celebrará o aniversário de 17 anos de criação do BAH (Banco...

    Advertisement
    cinema

    Populares