22 de maio de 2024
Outros

Preço médio dos carros usados tem leve recuo, mas margem bruta cresce

Fiat Argo

O mercado de veículos usados manteve sua boa performance no mês de abril, com o ticket médio atingindo R$ 80.001,00. Em relação ao mês anterior, o valor médio recuou 1,9%, mas vale lembrar que março apresentou o maior preço desde junho de 2023, chegando a R$ 81.596,00. Já a margem bruta cresceu e ficou em 11,2% em abril, e o giro de estoque se manteve em 38 dias. Os dados são do Estudo Megadealer de Performance de Veículos Usados powered by Auto Avaliar (PVU).

“Abril foi um mês que consolidou o bom momento do mercado de usados, já que desde 2023, o ticket médio não ficava acima de R$ 80 mil e, agora, tivemos dois meses seguidos em que alcançamos esse patamar. As margens brutas médias também apresentaram evolução em relação ao mês passado, o que reforça o aquecimento”, afirma Fábio Braga, Country Manager da MegaDealer.

Em termos de volume de vendas, segundo a Fenabrave, mais de 968 mil unidades de carros e comerciais leves usados foram comercializadas no período, representando crescimento de 12% sobre o mês anterior. No acumulado do ano, a marca de 3,5 milhões de vendas de usados já foi ultrapassada, sendo em média 4,7 usados vendidos para cada carro 0km.

Para Braga, os primeiros meses apontam para um 2024 superior a 2023, que fechou com crescimento de 8,6% ante o ano anterior. “Percebe-se um aumento gradual da convicção dos brasileiros em apostar nos veículos usados, não só pela quantidade de vendas, mas também pela disposição para pagar mais caro, quando observamos a alta do valor médio. Muita coisa pode mudar no segundo semestre, mas até o momento, todos os meses foram superiores em relação ao ano passado”, ressalta ao ponderar que a tragédia no Rio Grande do Sul deve impactar o mercado de usados, mas que ainda é cedo para fazer uma análise.

O retorno sobre o investimento (ROI) das concessionárias se manteve em 70% pelo segundo mês consecutivo. Mais uma vez, o destaque fica com a Honda, com um ROI de 109%.

Entre as redes de concessionárias que tiveram a maior taxa de conversão (avaliação versus venda), cinco marcas se destacaram, ficando acima da média de 21%: Chevrolet (27%), Hyundai (23%), Fiat (23%), Mitsubishi (22%) e Volkswagen (22%). Já a Ford (15%), Toyota (16%) e Kia (17%) apresentaram as menores taxas de conversão.

Fiat Argo perde a liderança

Depois de dois meses consecutivos eleito o carro de maior rentabilidade, o Fiat Argo perdeu a liderança e caiu para a sétima colocação. De acordo com o PVU, o primeiro lugar em retorno no mês de abril ficou com o Toyota Yaris, que apresentou o maior ROI, após dois meses figurando entre a segunda e terceira posição no ranking, com preço médio de R$ 85 mil, margem bruta de 10,8% e giro de estoque médio de 29 dias. Em segundo lugar ficou o Honda City (preço médio de R$ 100 mil, margem de 11% e giro médio em 31 dias), seguido do Honda Civic (preço médio de R$ 132 mil, margem de 10% e giro médio em 30 dias).

Entre as redes de concessionárias que tiveram a maior taxa de conversão (avaliação versus venda), cinco marcas se destacaram, ficando acima da média de 21%: Chevrolet (27%), Hyundai (23%), Fiat (23%), Mitsubishi (22%) e Volkswagen (22%). Já a Ford (15%), Toyota (16%) e Kia (17%) apresentaram as menores taxas de conversão.

Dentro da plataforma Auto Avaliar, foram mais de 215 mil veículos avaliados e 39 mil captações pelos concessionários de todo o Brasil, com crescimento pelo terceiro mês consecutivo, atingindo recorde mensal de 2024.

A amostra do estudo engloba 2.678 concessionárias de 23 diferentes marcas conectadas na plataforma Auto Avaliar. Com presença em sete países, a Auto Avaliar atende, atualmente, 4.200 concessionárias e mais de 38.000 lojas independentes e realiza US$ 1,4 bilhão de vendas anuais.

Lei Proibida a reprodução total ou parcial, sem autorização previa do Portal Hortolandia . Lei nº 9610/98