Outros

Fiat Argo vai bem mesmo sem a opção do motor turbo

argo

Recentemente o Fiat Argo, modelo lançado há seis anos no Brasil, alcançou a marca de 400 mil unidades emplacadas no mercado brasileiro. E foi esse o modelo, que também é comercializado em mais 10 países da América do Latina, como Argentina, Chile, Colômbia, Peru, Uruguai e Equador, que o Portal Hortolândia conheceu e avaliou durante a última semana.

Esse número de unidades emplacadas se justifica, afinal numa breve retrospectiva de vendas anuais, o modelo sempre esteve entre os cinco mais vendidos em seu segmento.

Em 2020 ele foi o quinto, com 66 mil unidades; em 2021 alcançou a segunda posição, atrás apenas do Hyundai HB20, com 84,6 mil unidades; em 2022 o modelo voltou a ser o quinto, com 64 mil unidades; e agora, até o mês de maio de 2023, ocupa a quarta posição, com 25 mil unidades emplacadas.

Um detalhe importante nos números desse ano é que o Fiat Argo é o único dos quatro mais vendidos que não tem a opção de versão com motor turbo. Os outros três mais vendidos têm: Chevrolet Onix, Volkswagen Polo e Hyundai HB20.

Portanto esse tipo de motorização equipando versões do Fiat Argo pode elevar ainda mais as vendas do modelo. Uma opção seria o motor 1.0 da família GSE, batizado de Turbo 200 Flex, que entrega potência de 130 cavalos com etanol ou 125 cavalos com gasolina, enquanto o torque máximo é de 20,4 kgfm a 1.750 rpm, tanto com etanol quanto com gasolina.

O Fiat Argo 2023 é oferecido em cinco versões e, visualmente, oferece poucas mudanças. O grande destaque da linha é que agora ela conta com a opção do câmbio automático tipo CVT de sete velocidades, que combinado com a potência de 109 cavalos do motor Firefly 1.3, resulta em eficiência e desempenho competitivos para a categoria.

As versões Argo 1.0 e Drive 1.0 são equipadas com motor 1.0 Firefly de três cilindros, que tem potência máxima de 75 cavalos com etanol e 71 cavalos com gasolina. Sua velocidade máxima é de 162 km/h e aceleração de 0 a 100 km/h em 13,4 segundos.

Já as versões Trekking 1.3, Drive 1.3 AT e Trekking 1.3 AT são equipadas com motor 1.3 Firelfy de quatro cilindros, que tem potência máxima de 109 cavalos com etanol e 101 cavalos com gasolina. Sua velocidade máxima é de 173 km/h e chega a 100 km/h em 10,8 segundos.

No design, a linha Fiat Argo 2023 tem como destaques o novo para-choque dianteiro, que ganhou linhas mais arrojadas, que ainda trazem maior proteção.

As grades frontais também tiveram mudanças, sendo unificadas com os faróis, oferecendo uma leitura mais fluida do conjunto dianteiro, que não tem as quebras anteriores na visualização do design e conferem um aspecto mais robusto.

Além disso, traz um toque degradê no padrão da grade, para combinar com a nova fluidez do design dianteiro do carro. Essas alterações servem para atualizar o visual do modelo com a nova estética do design da marca, mas sem perder a sua autenticidade.

Vale destacar que a preservação dos faróis de milha na posição mais centralizada foi pensada estrategicamente para conservar a herança italiana do design do modelo.

Interior Fiat Argo

O hatch da Fiat também apresenta mudanças no interior. Por dentro, o Argo na linha 2023 vem com novo volante, que está seguindo as alterações alinhadas com o rebranding da marca com a inclusão do Fiat Script.

A versão topo de linha Trekking também vem com novidades. Está com um visual atualizado, com para-choque diferenciado e novos desenhos dos adesivos em preto e com detalhes em laranja mais presentes tanto no capô, com comprimento mais longo, quanto na lateral.

Importante mencionar que, apesar das alterações, a versão mantém nos adesivos o seu tradicional logotipo, que é composto por três diferentes formas com significados distintos: transcender, explorar e criar.

Texto: Sérgio Dias

Fotos: Divulgação

Lei Proibida a reprodução total ou parcial, sem autorização previa do Portal Hortolandia . Lei nº 9610/98