Na tarde dessa quarta (03), o Governo do Estado de São Paulo, Dória, confirmou o retrocesso à fase vermelha do Plano SP de enfrentamento ao novo coronavírus em todos os municípios paulistas.

As medidas mais restritivas passam a valer a partir de sábado (6), quando apenas os serviços essenciais devem permanecer abertos, e vão durar até o próximo dia 19.

A única dúvida era em relação ao funcionamento das escolas, que permanecem abertas mesmo com todas as restrições. O toque de recolher, já em vigor, muda de horário: passa a valer a partir das 20h e dura até às 5h (antes tinha início às 23h).

O que pode funcionar?

Nesta fase, é permitido apenas o funcionamento de atividades consideradas essenciais: supermercados, farmácias, atendimentos de saúde, postos de combustíveis, oficinas mecânicas, padarias (sem consumo no local), bancos, pet shops e outros.

Na relação de atividades vetadas estão lojas, galerias, comércio, prestadores de serviços, salões de beleza, barbearias, academias de ginástica, espaços de eventos e convenções, museus, cinemas, teatros e espaços culturais. Restaurantes, lanchonetes, bares e outros espaços de gastronomia podem funcionar somente para entrega e venda, sem consumo no local.