21 de junho de 2024
São Paulo

Sabesp chega aos 50 anos com foco em inovação e sustentabilidade

sabesp

Criada em 1º de novembro de 1973, a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo, a Sabesp, chega aos 50 anos presente em 376 municípios com um total de 28 milhões de habitantes – 62% da população do Estado.  

Ao longo desta história, muita coisa evoluiu, mas o foco sempre foi, e segue firme, em garantir a universalização do acesso à água e ao tratamento e coleta de esgoto, principalmente às pessoas que moram em comunidades e áreas de vulnerabilidade social. O esforço também está no crescimento sustentável, na preservação do meio ambiente e na atuação incessante por mais eficiência e inovação.  

Em busca deste objetivo, nos últimos 50 anos, programas e tecnologias para expansão do acesso ao saneamento foram criados acompanhando o crescimento do Estado e contribuindo, diretamente, para levar mais saúde e qualidade de vida para a população. 

“Nosso compromisso com a vida é inalienável, a razão de existir da Sabesp é cuidar das pessoas e do meio ambiente. Sem água e sem tratamento do esgoto não há saúde, o crescimento econômico fica prejudicado e o meio ambiente sofre. Em 2022, investimos R$ 5,4 bilhões, mantendo o patamar histórico de cerca de 30% de todo o aporte realizado em água e esgoto entre empresas públicas e privadas brasileiras. O investimento da Sabesp faz de São Paulo o Estado que mais investe em saneamento. Nosso desafio é continuar a crescer, inovar, modernizar e atingir a universalização do saneamento básico, de forma sustentável”, afirmou o diretor-presidente da Sabesp, André Salcedo.  

Atualmente, os índices de saneamento na área atendida pela Sabesp estão entre os melhores do país: 98% de cobertura de abastecimento de água, 92% de cobertura de coleta de esgoto e 83% de imóveis conectados ao tratamento de esgoto. Para o período de 2023 a 2027, a Companhia planeja investir R$ 26,2 bilhões, sendo R$ 8,9 bilhões em água e R$ 17,3 bilhões em coleta e tratamento de esgoto. 

Todos os investimentos têm como premissa o cuidado com o meio ambiente. O conceito de economia circular para reaproveitamento de insumos nas atividades da Companhia tem sido um trabalho permanente. A gestão de resíduos sólidos e a exploração do potencial energético do parque operacional também compõem as alternativas.  

O Programa de Geração de Energia Fotovoltaica da Sabesp, por exemplo, prevê a implantação de 43 usinas em áreas da Companhia até 2025 – nove já estão em operação. Também ligado à economia circular, o projeto de biogás em Franca inova ao converter o gás proveniente do tratamento de esgoto em combustível para carros da frota de Empresa. 

Uma iniciativa emblemática de transformação socioambiental, que também inovou na gestão de contratos por resultados e soluções de engenharia, o Novo Rio Pinheiros alcançou resultados importantes na bacia onde estão 2 milhões de pessoas. A inciativa norteará um dos desafios dos próximos anos: o IntegraTietê, projeto de despoluição do Rio Tietê lançado pela Secretaria de Meio Ambiente, Infraestrutura e Logística (Semil). Responsável pelo eixo saneamento do programa, a Sabesp prevê implantar, até 2026, 590 km de interceptores e coletores-tronco e 6 mil km de redes coletoras na Região Metropolitana de São Paulo, além de ampliar a capacidade e modernizar as Estações de Tratamento de Esgoto (ETE) Barueri, ABC, Parque Novo Mundo, São Miguel e Suzano. 

A modernização dessas ETEs inclui um novo conceito, tornando-as estações de recuperação de recursos por meio de beneficiamento do lodo e do gás gerados no processo, além da instalação de usinas fotovoltaicas. Haverá também a reciclagem do efluente para uso em indústrias – poupando os mananciais –, a exemplo do que já ocorre na ETE ABC com o Aquapolo Ambiental. O projeto pioneiro em parceira com GS Inima Industrial iniciado em 2012, é hoje o maior empreendimento para a produção de água de reúso para  fins industriais na América do Sul. 

Visando a eficiência operacional, a Sabesp vem avançando no conceito de Saneamento 4.0 com uso de tecnologias de automação de ETAs, ETEs e redes de distribuição. A empresa vem instalando também hidrômetros inteligentes com Internet das Coisas (IoT, em inglês), que permitem aos consumidores acompanharem o consumo por smartphone, evitando desperdício e prevenindo vazamentos de água – 223 mil medidores já foram instalados.  

No campo social, o programa Água Legal está sendo ampliado para mais 245 mil moradores de 93 comunidades na Região Metropolitana. Premiado pela Rede Brasil Pacto Global da Organização das Nações Unidas (ONU), o projeto regulariza ligações de água em áreas de alta vulnerabilidade social, onde os moradores são abastecidos de modo precário por tubulações improvisadas e sujeitas à contaminação. Já beneficiou mais de 680 mil pessoas desde 2016. 

Seja o Água Legal, o IntegraTietê ou qualquer ação da Sabesp, o objetivo é sempre melhorar a qualidade de vida das pessoas e preservar os recursos naturais. E para fortalecer essa missão, a Companhia criou em 2023 a Superintendência de Sustentabilidade e Governança Corporativa, responsável por desenvolver a Agenda ESG Sabesp, integrando a estratégia, a cultura organizacional e o negócio a princípios e iniciativas ESG (meio ambiente, social e governança, na sigla em inglês). A nova superintendência já está trabalhando para garantir que, nos próximos 50 anos, a Sabesp continue protagonista no desenvolvimento sustentável de nossa comunidade. 

SABESP EM LIVRO

Para conhecer um pouco mais sobre a história da Sabesp, acesse o livro “Sabesp: 50 anos de vidas”, que traz relatos do passado da Companhia, as principais ações do presente e os planos para o futuro: https://site.sabesp.com.br/site/uploads/file/asabesp_doctos/sabesp50anos_digital.pdf 

SABESP EM NÚMEROS 

  • 376 municípios atendidos no Estado de São Paulo 
  • 28 MILHÕES de pessoas atendidas com água 
  • 91,6 MIL km de adutoras e redes de distribuição de água 
  • 63,6 MIL km de redes, coletores e emissários de esgoto 
  • 582 ETEs (Estações de Tratamento de Esgoto) 
  • 237 ETAs (Estações de Tratamento de Água) 
  • 2,86 TRILHÕES de litros de água tratada por ano 
  • 12,2 BILHÕES de litros de água de reuso produzidos em 2022 
  • R$ 5,4 BILHÕES investidos em 2022 em segurança hídrica e expansão do sistema sanitário 

SABESP NO TEMPO 

1973  

  • Fundação da Sabesp, resultado da fusão das autarquias COMASP, SANESP,  SAEC e parte do patrimônio do FESB (Fundo Estadual de Saneamento Básico). E, em 1975, da SBS e da SANEVALE  
  • Inauguração da ETA Guaraú, primeira estação de tratamento de água da Sabesp 

1974  

  • Botucatu é o primeiro município a conceder os serviços à Sabesp (além dos que já estavam nas autarquias fundadoras) 
  • Entra em operação o Sistema Cantareira, um dos maiores da América Latina  
  • Inaugurado novo sistema de esgotos da Baixada Santista  

1976 

  • Sabesp assume os serviços de saneamento em São José dos Campos 
  • Construção do emissário na praia de José Menino, em Santos 

1977  

  • Rápida expansão: adesão de municípios à Sabesp chega à média de oito por mês 

1978 

  • Inaugurado Emissário Submarino de Santos, essencial para melhoria nas condições de saúde e saneamento do Litoral  
  • Sabesp assume Presidente Prudente 

1982 

  • Inaugurada uma das primeiras estações de tratamento de esgoto de nível secundário, a ETE Suzano 
  • Inaugurado o maior reservatório do Sistema Cantareira, o Jaguari/Jacareí 
  • Taubaté assina contrato de concessão com a Sabesp  

1984 

  • Início do Programa de Fluoretação (primeiro do país), para combater cárie  

1985 

  • Inaugurado sistema de abastecimento de água de Franca  

1988 

  • Inaugurada a ETE Barueri, uma das maiores estações de tratamento de esgoto da América do Sul 

1989 

  • Entra em operação a ETE Cubatão  

1991 

  • SOS Mananciais é criado para proteger represas 

1992 

  • Inaguração da ETA Alto Tietê – 1ª obra com participação público-privada (PPP) 
  • Lançamento do Projeto Tietê, visando despoluir o Rio Tietê em parceria com diversos órgãos  

1994 

  • Sabesp abre capital com 100% das ações ordinárias, seguindo sob controle do Governo de São Paulo; é listada na CVM 

1995 

  • Programa de Uso Racional da Água (PURA), de conscientização contra desperdício 

1996 

  • Inaugurada a ETA Tapiraí, primeira totalmente automatizada 

1997 

  • Sabesp tem ações negociadas na maior bolsa da América Latina, a Bovespa  

1998 

  • Inauguradas ETEs Parque Novo Mundo, São Miguel e ABC, parte do  Projeto Tietê 
  • Automação da ETA de Registro 
  • Entram em operação ETEs de Franca, Lavapés (São José dos Campos), Barra do Turvo, Cananéia, Eldorado, Ilha Comprida, Itariri, Jacupiranga, distrito de Santa Rita (Miracatu) e Pariquera-Açu 

1999 

  • Preocupação com o cliente: surge a Ouvidoria Sabesp 
  • ETE Franca recebe o certificado de fábrica de fertilizantes a partir do lodo  
  • Sabesp assume os serviços em Osasco  

2000 

  • Inaugurada estação de flotação do Ibirapuera, para despoluir o lago do parque  
  • Inaugurado Emissário Pinheiros, no Projeto Tietê 
  • Assinada a 2ª etapa do Projeto Tietê 
  • Unidade no Baixo Tietê e Grande, com sede em Lins, alcança o menor índice de perdas da Sabesp: 25% 

2001 

  • Inauguradas ETEs de São Lourenço da Serra e de Iguape 

2002 

  • Sabesp é a primeira do setor a aderir ao Novo Mercado 
  • É listada na New York Stock Exchange (Nyse), a bolsa de valores mais importante do mundo  

2003 

  • Avanços do Projeto Tietê 2  

2004  

  • Sabesp assume os serviços em São Bernardo do Campo e Itapira  

2007 

  • Onda Limpa, maior programa de saneamento do litoral brasileiro: Santos, São Vicente, Praia Grande, Guarujá, Itanhaém, Peruíbe, Mongaguá, Cubatão e Bertioga  
  • Programa Córrego Limpo, parceria com Prefeitura de São Paulo para despoluir os córregos da cidade, contribuindo para melhoria do rios Tietê e Pinheiros 
  • Inaugurada a ETE de Paulínia 

2008  

  • Inaugurada a ETE Porto Novo, em Caraguatatuba, parte do programa Onda Limpa 
  • Inaugurado o sistema de esgotamento sanitario de Hortolândia 

2009 

  • Programa Mananciais, para recuperação das bacias de Billings e Guarapiranga  
  • Inaugurado sistema compacto de tratamento de água em Campo Limpo Paulista 
  • Início da terceira etapa do Projeto Tietê 

2010  

  • Assinatura de contrato para operar a cidade de São Paulo  

2011 

  • Começam as obras para tratar 100% do esgoto coletado em Campos do Jordão 
  • Ampliação da ETA Taiaçupeba melhora fornecimento de água para zona leste e Grande São Paulo 
  • Programa Pró-Billings amplia coleta e tratamento de esgoto, beneficiando a represa e cerca de 250 mil moradores de São Bernardo do Campo 
  • Programa Nossa Guarapiranga, para proteger a mata ciliar, a vegetação da bacia e contribuir para a melhoria da qualidade da água  

2012 

  • Programa Se Liga na Rede, para incentivo a ligações de esgoto  
  • Entram em operação: ETE Mogi Mirim, com tecnologia de ponta, ETE Guatambu Itaquaquecetuba, sistemas de abastecimento de Monte Mor e São Roque, ETE Praia do Pinto/Ponta Azedae, em Ilha Bela, a ETE Adamantina 
  • Início da operação do Aquapolo Ambiental, parceria entre a Sabesp e Foz do Brasil para fornecer água reciclada para o Pólo Petroquímico de Mauá. 

2013 

  • Inauguradas as ETAs Mambu Branco e Jurubatuba, na Baixada Santista  
  • Inauguradas as ETEs em Baleia/Sahy (São Sebastião), Cachoeira Paulista, Elias Fausto, Miracatu, Capela do Jacu (Lavrinhas), São Bento do Sapucaí, Apiaí e Boituva 

2014   

  • Inaugurada a ETE Bragança 
  • Inaugurado o sistema de distribuição de água de Iguape 
  • Crise hídrica: Verão menos chuvoso da história, entre 2013 e 2014, faz o nível dos reservatórios cair. Para minimizar o impacto, a Sabesp adota medidas como bônus aos clientes que reduzissem consumo, uso inédito da reserva técnica do Sistema Cantareira e diversas obras, como a interligação Jaguari-Atibainha e o novo Sistema São Lourenço 

2015  

  • Inaugurado Reservatório em Diadema 
  • Inaugurada Adutora Guaió-Taiaçupeba 
  • Crise hídrica: Sabesp intensifica avanço de outros sistemas sobre área do Cantareira e a interligação dos sistemas Rio Grande e Alto tietê 

2016 

  • Programa Água Legal, com o objetivo de levar água tratada para famílias em áreas de alta vulnerabilidade 
  • Sabesp assume Santa Isabel, Iperó, Tarumã e Santa Branca.  
  • Ampliação da ETE Barueri 
  • Inaugurada a primeira etapa da ETE Vargem Grande Paulista, que vai contribuir com a despoluição de afluentes do Rio Tietê  
  • Inaugurada a ETE Pararangaba, universalizando o saneamento em São José dos Campos 
  • Entra em operação a primeira Estação de Tratamento de Esgoto de Alumínio 

2018 

  • Início do Sistema de Biogás em Franca para reaproveitamento do gás proveniente do tratamento de esgotos como fonte alternativa 
  • Aproveitamento do lodo de esgoto como adubo na ETE Botucatu, projeto conhecido como Sabesfértil  
  • Sabesp assume serviços em Guarulhos, segunda maior cidade do Estado 
  • Crise hídrica: Inauguração do Sistema São Lourenço, por meio de PPP, a primeira nesse formato, e da Interligação Jaguari-Atibainha, para levar água da Bacia do Paraíba do Sul para o Sistema Cantareira  

2019 

  • Programa Novo Rio Pinheiros, com objetivo  de revitalizar o rio e devolvê-lo ao convívio da população; traz inovações como o  modelo de contratação de obras por performance, as Unidades Recuperadoras da Qualidade da Água dos Córregos e a Hiperoxigenação.  
  • Sabesp assume serviços em Santo André  

2020  

  • Sabesp assume serviços de abastecimento de água em Mauá  
  • Pandemia: Companhia assume o protagonismo na prevenção, promovendo limpeza e desinfecção de ruas e hospitais, instalação de lavatórios públicos, além da doação de caixas-d’água e distribuição de copos de água à população   

2021 

  • Inaugurada a primeira estação de energia fotovoltaica em Orindiúva  
  • Inaugurado o emissário Praia Grande  
  • Sabesp firma  parceria com a Convenção das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (UNFCCC) 
  • Parceria com a Fundação Amazônia Sustentável (FAS), que atua em apoio às populações ribeirinhas e indígenas 
  • Sabesp se mobiliza para promover as adaptações necessárias à atuação no novo Marco Legal (Lei Federal 14.026/2020) 

2022 

  • Rio Pinheiros está mais limpo, com vida e reintegrado à cidade 
  • Participação na COP26 (Conferência das Nações Unidas para as Mudanças Climáticas), em Glasgow, na Escócia 
  • Participação no Fórum Mundial da Água, em Dakar, no Senegal 
  • Construção da Barragem do Rio Pardo, em Botucatu 
  • Inaugurado do Sistema de Abastecimento de Água Sapucaí-Mirim, em Franca 
  • Participação na COP 27, em Sharm El Sheikh, no Egito 
  • Inaugurado o sistema de esgoto em Barra do Una e Engenho, em São Sebastião 
  • Lançamento da Comissão de Integração ESG 

2023 

  • Sabesp inicia operação em Olímpia, primeiro município conquistado após novo Marco Legal; pela primeira vez, uma estatal do setor vence concorrência pública no país 
  • Processo de reestruturação da Sabesp, com integração de setores, mudanças de diretorias e criação de novas áreas para buscar maior eficiência e ampliar a atuação da Companhia 
  • Sabesp dá pontapé inicial ao seu Centro de Serviços Compartilhados (CSC) 
  • IntegraTietê, programa para despoluição do Rio Tietê lançado pela Secretaria de Meio Ambiente, Infraesturura e Logística (Semil), que aproveitará o aprendizado do Novo Rio Pinheiros 
Lei Proibida a reprodução total ou parcial, sem autorização previa do Portal Hortolandia . Lei nº 9610/98