São Paulo

Estado de São Paulo informa sobre situação das chuvas

chuva

Devido às fortes chuvas que atingiram o estado nos últimos dias, o governo do Estado de São Paulo enviará boletins atualizados para informar a população sobre a situação das estradas e áreas de risco. A Coordenadoria Estadual da Defesa Civil montou um comitê para gerenciar as ações de atendimento às vítimas e o governador Tarcísio de Freitas e o Coordenador Estadual da Defesa Civil, Coronel Henguel Ricardo Pereira, visitam neste domingo (19) as áreas afetadas em São Sebastião e Ubatuba, no Litoral Norte do Estado, que tiveram pontos de alagamento e deslizamentos.
 

Em Ubatuba, um deslizamento no bairro Pereque-Açu deixou uma vítima fatal. Em São Sebastião, as regiões mais afetadas foram em Camburi e na Baleia. Equipes do Corpo de Bombeiros atendem uma vítima de soterramento. Em Boiçucanga, as equipes de emergência auxiliam no atendimento a pessoas isoladas.
 

Para garantir a segurança de todos, a Defesa Civil do Estado recomenda que a população evite o deslocamento para o Litoral Norte do Estado até que a situação esteja normalizada.
 

As fortes chuvas também ocasionaram quedas de barreiras nas estradas de acesso à região. Neste momento, as seguintes rodovias estão com trechos de interdição total e parcial:
 

Rodovia dos Tamoios (SP-099) — Interdição total no km 65 litoral e km 82 sentido capital
Rodovia Dr. Manoel Hyppólito Rego (SP-055) — interdição total nos seguintes trechos:
Km 174 — queda de barreira; Km 164+100 — queda de barreira; Km 178 — alagamento; Km 140 ao 142 — queda de barreira e árvores; Km 061 — queda de barreira; Km 065 — queda de barreira; Km 097 — alagamento; Km 095 — queda de barreira; Km 099 — alagamento; Km 116 — queda de barreira.

Os trechos com interdição parcial da SP-055 são:
Km 164 — queda de barreira; Km 180 — queda de árvore; Km 205 — alagamento; Km 203 — queda de barreira; Km 237 — queda de barreira; Km 066 — queda de barreira; Km 070 — queda de barreira; Km 084 — queda de árvore; Km 093 — alagamento;

A Rodovia Mogi-Bertioga (SP-098) está interditada na altura do quilômetro 82, em Biritiba Mirim, devido ao rompimento de uma tubulação e consequente erosão causados pelas fortes chuvas que atingiram a região. Também há interdição total nos km 90 e 91, devido à queda de barreira; e no Km 87, devido a uma erosão. Uma equipe do DER está no local avaliando a situação para definir os procedimentos necessários ao restabelecimento do tráfego. Os motoristas estão sendo orientados a usar como rotas alternativas as rodovias Sistema Anchieta/Imigrantes (SP-160 e SP-150), Rodovia dos Tamoios (SP-099) e Oswaldo Cruz (SP-125).
 

GERENCIAMENTO PARA O ATENDIMENTO ÀS VÍTIMAS
A Coordenadoria Estadual da Defesa Civil montou um comitê de gerenciamento das ações de atendimento aos desabrigados e desalojados pelas chuvas. Equipes da Defesa Civil Estadual já estão no local e em deslocamento para o município de São Sebastião, que declarou calamidade pública. Caminhões da Defesa Civil com colchões, cobertores, kits de limpeza e cestas básicas estão sendo abastecidos para o atendimento aos municípios.
 

PREVISÃO DO TEMPO
As fortes chuvas foram ocasionadas pela passagem de uma frente fria que gerou um sistema de baixa pressão, trazendo umidade do Oceano para o Continente. Essa massa de ar se concentrou na região do Litoral Norte e Baixada Santista gerando acumulados elevados de chuvas. A tendência é que essa massa de ar se desloque para o litoral sul sentido Paraná, com acumulados podendo chegar a mais de 100mm em Itanhaém e Peruíbe.
Abaixo, os maiores acumulados nas últimas 24 horas:

Bertioga 683mm
Guarujá 395mm
Santos 232mm
São Vicente 194mm
Cubatão 117mm
Praia Grande 209mm
Mongaguá 112mm
Itanhaém 94mm
Peruíbe 98mm
Ubatuba 335mm
Caraguatatuba 234mm
Ilhabela 337mm
São Sebastião 627mm
 

ABASTECIMENTO DE ÁGUA
As fortes chuvas registradas desde ontem (18) na Baixada Santista e no Litoral Norte deslocaram grande quantidade de lama, pedras, troncos, galhos, entre outros materiais que reduzem a vazão da água tratada nas estações. As equipes da Companhia atuam no restabelecimento dos sistemas desde a madrugada. A Sabesp também disponibiliza caminhões-tanque para hospitais e situações de emergência nas regiões.
 

Neste momento, para uma mais rápida recuperação do sistema, a Sabesp reforça a importância da economia no uso da água dos reservatórios domiciliares. Para atender emergências, a Sabesp disponibiliza caminhões-tanque. Basta entrar em contato pelos canais de atendimento da Empresa, durante 24 horas, e informar o endereço completo do imóvel pelos telefones 195 ou 0800 0550195 (ligação gratuita). Ou pelo WhatsApp oficial da Sabesp 11-3388-8000.

Lei Proibida a reprodução total ou parcial, sem autorização previa do Portal Hortolandia . Lei nº 9610/98