Connect with us

Policial

Detento morre após passar mal no CDP de Hortolândia

Publicado

em

Um presidiário do CDP (Centro de Detenção Provisório) de Hortolândia morreu após passar mal, na manhã de domingo. Ele chegou a ser socorrido e levado para o Hospital Municipal Mário Covas, no Jardim Mirante, mas não resistiu e morreu. As causas da morte ainda não foram divulgadas.
De acordo com o agente penitenciário R. P., de 34 anos, por volta das 6h, ele teria ido até a enfermaria onde encontrou a vítima sentada em uma maca. Ao perguntar o que havia acontecido, o presidiário relatou que estava passando mal.
De imediato, o agente socorreu o detento até o hospital municipal, onde recebeu os primeiros socorros. No entanto, não resistiu e morreu. O presidiário, que era natural do Pará, não teve as causas da morte divulgada, mas seu corpo foi encaminhado para o IML (Instituto Médico Legal), onde passou por exames necroscópicos.
O caso foi registrado no Plantão Policial como morte suspeita e será encaminhado para o 1º Distrito Policial da cidade, onde um inquérito será aberto.

DADOS
O complexo penitenciário de Hortolândia, que conta hoje com quatro unidades, está com mais que o dobro de presidiários do que sua capacidade total. Segundo dados da SAP (Secretaria de Administração Penitenciária), o complexo, no total, conta com 2.735 vagas, no entanto, abriga atualmente 5.788 detentos, mais de 111% acima da capacidade permitida. Os dados foram atualizados no dia 16 de junho.
As quatro unidades enfrentam o problema, no entanto, o número de presidiário da Penitenciária II, não foi divulgado no site da SAP. O CDP (Centro de Detenção Provisória), que conta com 844 vagas e abriga 2.018 presidiários, o CPP (Centro de Progressão Penitenciária), com 1.036 vagas e 1.767 reeducandos, a Penitenciária II “Odete Leite de Campos Critter”, com 804 vagas e 1.868 detentos.

Policial

Pediatra é preso em Monte Mor por suspeita de abusar de adolescente de Hortolândia 

Publicado

em

Por

Um médico pediatra de 65 anos foi preso na última sexta-feira (5) em Monte Mor por suspeita de abuso sexual a um adolescente de 14 anos durante o atendimento em Hortolândia. Ele foi conduzido à delegacia e após ser ouvido foi levado para uma penitenciária em Sorocaba. 

O médico foi alvo de um mandado de prisão preventiva expedido no último dia (3) pela 1ª Vara Criminal de Hortolândia, e foi localizado atendendo em uma clínica em Monte Mor. O advogado do pediatra informou que a prisão foi infundada e arbitrária, e destacou que irá se manifestar sobre o conteúdo das investigações somente no processo.

Foi instaurado um inquérito em 3 de janeiro pelo 1º Distrito Policial de Hortolândia. A Segunda Promotoria de Justiça da cidade acompanha o caso, que está em segredo de Justiça. 

O médico atuava em clínicas particulares nas cidades de Monte Mor e Hortolândia. A Justiça que fez o pedido de prisão preventiva, investiga o crime de estupro contra vulnerável. 

A Secretaria de Saúde em Hortolândia informou através de nota que o médico foi servidor da cidade, em junho e está aposentado desde então. “A administração municipal está à disposição das demais autoridades para colaborar com a investigação”, diz o texto.

Em Monte Mor o médico atendia na cidade, mas não atuava na rede pública.

Continue Lendo

Policial

LSD com mortadela: mercadoria foi enviada para o CDP de Hortolândia 

Publicado

em

LSD-mortadela

Mercadoria (LSD com mortadela) foi enviada por mãe de custodiado 

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) informa que policiais penais do Centro de Detenção Provisória (CDP) de Hortolândia encontraram 275 micropontos de LSD dentro de uma mortadela.

O flagrante ocorreu neste quarta (03/08), durante o procedimento de revista das mercadorias enviadas por familiares de detentos.  

No caso desta ocorrência, a remetente está cadastrada no rol de visitas como mãe de um custodiado. O material apreendido foi encaminhado para a delegacia, onde foi feito o boletim de ocorrência.

O preso que receberia o alimento foi isolado preventivamente para procedimento disciplinar. A SAP informa que as pessoas flagradas tentando introduzir ilícitos no sistema prisional são suspensas do rol de visitas temporariamente. 

Continue Lendo

Policial

Maconha é encontrada em mercadoria enviada para o CDP de Hortolândia

Publicado

em

Mãe de custodiado enviou a droga dentro de um pacote de fumo 

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) informa que agentes de segurança do CDP de Hortolândia encontraram 24 gramas de maconha escondidos dentro de uma embalagem de fumo que a mãe de um custodiado havia enviado para o CDP.

O flagrante ocorreu ontem à tarde, quando foi feito a revista das mercadorias enviadas por familiares de detentos para a unidade prisional.

O material apreendido foi encaminhado para a Delegacia, onde foi instaurado o boletim de ocorrência. O preso que receberia os itens pessoais foi isolado preventivamente para apuração dos fatos.

A SAP informa que as pessoas que tentam inserir ilícitos nas unidades prisionais são suspensas do rol de visitas temporariamente.  

Continue Lendo

Noticias

Populares