Connect with us

Nossa Região

Mercado fitness registra forte expansão no últimos anos

Publicado

em

Somente em Campinas, em cinco anos, segmento cresceu 15,5%, representando um avanço anual de 2,90%

Hoje, a indústria de atividades físicas movimenta US$ 2,1 bilhões no Brasil e é a maior receita da América Latina e a terceira das Américas. Segundo dados da IHRSA, associação internacional de fomento ao universo de saúde e exercícios, no ano passado existiam mais de 24 mil academias no Brasil, colocando-o como a segunda nação do mundo com maior concentração de estabelecimentos do tipo, perdendo apenas para os Estados Unidos.

Em Campinas, atualmente, existem cerca de 280 academias em funcionamento. Há cinco anos elas eram 242. Um crescimento de 15,5% no período, cerca de 2,90%, ao ano. Essa atividade movimenta aproximadamente cerca de R$ 400 milhões no faturamento anual do setor de serviços em Campinas.

Varejo

A expansão do mercado fitness reflete em outros segmentos, como o varejo. Basta andar na rua e logo se vê pessoas andando pelas ruas com tênis de corrida, jaquetas esportivas, tops e outras roupas para treinos, a caminho de um encontro com os amigos para o almoço, um cinema ou passeio no shopping.  Ou seja, o traje da academia ganhou as ruas.

Em Campinas e Região são, atualmente, 265 estabelecimentos de moda e acessórios ligados aos segmentos de estética e fitness, que movimentam R$ 220,0 milhões ao ano.

O mercado varejista da moda em geral, em Campinas e Região, mobiliza mais de 2.150 empresas, divididos em:

– Lojas de Roupas……. 1.040

– Lojas de Calçados…….. 860

– Lojas de Acessórios …. 250

– Total …………………… 2.150

Serviço:

RETAIL MEETING MODA (7ª Semana de Negócios e Empreendedorismo)

Data: 17 de outubro

Horário: 18h às 21h30

Shopping Iguatemi Campinas – 3º piso, com acesso pela escada rolante ao lado do Hocca Bar. Av. Iguatemi 777 – 1204, Vila Brandina, Campinas

Inscrições e informações: (19) 2104-9200 | https://semanane.com.b/

SOBRE A SNE

Considerado um dos principais eventos de empreendedorismo do interior paulista, a Semana de Negócios e Empreendedorismo da ACIC já trouxe a Campinas mais de 150 palestrantes, que impactaram mais de 9 mil empreendedores participantes, durante 365 horas de conteúdos, em suas edições anteriores. 

Nossa Região

Halo solar é visto no céu da RMC

Publicado

em

Um halo solar foi visto no céu da região metropolitana de Campinas neste sábado (15) e chamou atenção dos moradores.

O arco-íris em círculo em volta do sol foi visto em diferentes pontos da região. Segundo meteorologistas, o fenômeno ocorre quando a luz do sol ultrapassa cristais de gelo ao passar pela atmosfera.

O halo solar pode ocorrer em qualquer época do ano, desde que haja as condições meteorológicas necessárias.

Ainda conforme especialistas na área, geralmente o halo solar ocorre devido a chuvas com nuvens altas com cristais de gelo finos, que foma essa espécie de película.

por Walter Barros

Continue Lendo

Nossa Região

DOE SANGUE: Hemocentro da Unicamp está com níveis de estoque baixo

Publicado

em

Por

Doação de Sangue em Hortolândia

O Hemo Centro da Unicamp está com estoques em níveis preocupantes e pede ajuda pra quem puder doar sangue.

Para doar basta acessar o site da instituição e agendar a sua doação.

https://agendamento.hemocentro.unicamp.br

Continue Lendo

Nossa Região

Festa da Uva de Jundiaí em 2022 está cancelada

Publicado

em

uva

Com a luz amarela acesa no cenário epidemiológico da pandemia de COVID-19, agravado pelo surto de gripe influenza, o Comitê de Prevenção e Enfrentamento ao Coronavírus (CEC) orientou pela não realização da Festa da Uva de Jundiaí em 2022, seguindo a mesma orientação sanitária adotada para o Carnaval.

Além do risco de disseminação do vírus e de contaminação em massa, a realização da festa fora de época agrega custos adicionais aos produtores, por isso, os integrantes dos Conselhos Municipais do Turismo (Comtur) e de Desenvolvimento Rural (CMDR) acolheram e apoiaram a decisão adotada. A Prefeitura de Jundiaí junto com os conselhos e da Associação Agrícola de Jundiaí definirão quais ações poderão ser desenvolvidas para suprir a lacuna deixada pela Festa da Uva.

No segundo semestre de 2021, quando a pandemia da COVID-19 estava em queda sustentada de casos, havia sido acordado com os agricultores que expõem na Festa da Uva, juntamente com a Associação Agrícola de Jundiaí, para a realização da Festa da Uva entre os meses de maio e junho, quando é colhida a safra de inverno. Para isso, os investimentos deveriam ser iniciados em janeiro, tanto para a organização da festa, quanto para os produtores, que precisam realizar a poda fora de tempo para que a fruta possa ser colhida no período do evento.

De acordo com o gestor da UGAAT, Eduardo Alvarez, além do investimento para a realização da festa pelo poder público, existe a necessidade das adequações na produção com a aplicação da chamada ‘poda verde’ nos parreirais, que deveria ser feita neste mês para ter o prazo da colheita no período estimado. “Muitos produtores só iriam podar seus parreirais para atender a demanda da Festa e existe o risco do investimento com a produção de inverno, já que, a rentabilidade pela venda das frutas no evento ficaria comprometida no caso de controle de acesso ou restrição de público. Isso sem contar com o risco de possível cancelamento do evento no meio do período, caso se detecte contaminação por COVID 19 ou Influenza”, detalha.


Como a Festa da Uva é o principal evento do calendário do turismo rural da cidade, o Comtur propôs planejar outras ações para minimizar a ausência do evento. As ações serão apresentadas para os setores envolvidos com vistas ao atendimento das determinações sanitárias específicas, conforme o cenário epidemiológico vigente.

A exemplo do Carnaval, quando a definição pela não realização das festividades foi adotada pela Região Metropolita de Jundiaí, a medida tem por objetivo a prevenção ao agravamento da pandemia e da disseminação dos vírus respiratórios em ambientes de aglomeração.

Continue Lendo

Noticias

Amazon

Populares