Connect with us

Nossa Região

Governo do Estado qualifica mais de 2 mil reeducandos em SP

Publicado

em

Em janeiro, 82 escolas da rede pública ganham novo visual.  A tarefa é realizada por 2.075 reeducandos do regime semiaberto de 59 unidades prisionais, que foram selecionados para receber qualificação profissional por meio do Programa Via Rápida Expresso, que oferece aulas práticas de pintura em prédios públicos. Essa ação é uma parceria entre a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado (SDECTI), a Secretaria da Administração Penitenciária (SAP), Secretaria de Estado da Educação (SEE) e secretarias municipais de educação. Nesta etapa serão contemplados 50 municípios paulistas, desde a capital até o extremo oeste do Estado.

Os cursos possuem dois módulos, divididos em 25/horas de aulas teóricas e 75/horas de práticas. As cidades foram escolhidas de acordo com a demanda de reeducandos na região. Na rede estadual, sempre nos meses que antecedem a volta às aulas, a SEE organiza atividades práticas de manutenção e limpeza nos prédios.

A ação, iniciada em 2016, já qualificou 18794 reeducandos e contemplou 167 escolas e outros 189 equipamentos públicos, entre eles, hospitais.  De acordo o vice-governador e secretário da SDECTI, Márcio França, a ação é fundamental para reinserção do reeducando na sociedade. “A reitegração de apenados nem sempre é uma tarefa fácil. Por um lado há o pré-conceito das pessoas e por outro, a preocupação de como fazer o restabelecimento com dignidade e de forma eficaz. O Governo encontrou a fórmula de sucesso, trabalho e educação, que é o primeiro passo para o processo de recuperação e inclusão social”, acrescentou.

Para o secretário de Estado da Educação José Renato Nalini, a ideia é oferecer à comunidade um equipamento recuperado. “Os executores dessa ação recuperam igualmente o valor conferido ao trabalho honesto e evidenciam o propósito de se dedicar inteiramente a ele, em lugar de perseverarem na senda do crime”, salienta.

Segundo o secretário da SAP, Lourival Gomes, a interação entre as secretarias é a matéria-prima para o sucesso do Via Rápida Expresso. “Na ação todos ganham, os usuários dos equipamentos públicos, o Estado porque proporciona mão de obra qualificada e os reeducandos que, além de aprenderem um ofício, ainda reduzem a pena”, explica.

Sobre o Via Rápida Expresso

O Via Rápida Expresso é uma modalidade do Programa Via Rápida coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado (SDECTI) que tem como objetivo oferecer cursos de curta duração, na área da construção civil (pintores), para presos do regime de semiliberdade, internos em regime semiaberto da Fundação Casa e trabalhadores desempregados. Em 2016, a iniciativa ofereceu 10 mil vagas para o Via Rápido Expresso e outras 10 mil para o Via Rápida Econômico (cursos de pintura e hidráulica). Em 2017 foram destinadas 20 mil vagas em 66 municípios para cursos de pintura. A Pasta também conta com o Via Rápida Emprego, que já qualificou profissionalmente mais de 250 mil pessoas em todo Estado, por meio das 28 unidades móveis e classes descentralizadas.

Região de Campinas

Setenta e cinco reeducando da região de Campinas estão fazendo pinturas em escolas públicas. 
 
Campinas:

Unidade prisional responsável: Centro de progressão Penitenciária “Profº Ataliba Nogueira

E.E. Professor João Fiorelo Reginato, 

Endereço: Rua Nossa Senhora das Dores S/N, Vila Pe. Anchieta

Nº de presos: 25

Hortolândia

Unidade prisional responsável: Centro de  Progressão Penitenciária de  Hortolândia 

ETEC Hortolândia

Endereço: Rua Capitão Lourival Mey, 750, Jd. Santana

Nº de presos: 25

Sumaré

Unidade prisional responsável: Centro de Ressocilaização  de Sumaré

E.E “Antonio do Vale Sobrinho”

Endereço: Rua Virgio Basso, 614 Jd Campo Belo.

Nº de presos: 25

Nossa Região

Jovem de 22 anos desaparece em Paulínia

Publicado

em

Henrique Augusto de Oliveira, de 22 anos, desapareceu do Abrigo do Bem, na cidade de Paulínia, no último dia 19 de Maio.

O garoto foi levado para a clínica, onde ficou internado, um dia antes, pela mãe. Segundo o Boletim, feito na delegacia de Hortolândia, Henrique foi visto pela última vez às 15h30.

O boletim de ocorrência foi feito em 22 de Maio e uma página no Facebook chamada Ceia do Recanto pede ajuda e deixa o telefone (11) 99823-3968, para qualquer informação.

A mãe, Lucélia, pede todo apoio e ajuda, pois encontra-se desesperada. 

Continue Lendo

Nossa Região

Americana ganha Indústria química que deve gerar 350 empregos

Publicado

em

Americana irá receber uma nova empresa, que será instalada na área da antiga Polyenka, na região do Salto Grande. Trata-se da Produs, ligada ao grupo Labsynth Farmoquímica, de Diadema, Grande São Paulo, com mais de 35 anos de atuação no mercado e especializado em produção de insumos para indústrias farmacêuticas, cosméticas, alimentícias, entre outras.

A área da Polyenka compreende 143 mil metros quadrados, e o projeto prevê que as instalações ocupem 58 mil metros quadrados, destes, 10 mil metros quadrados para estoque e demais operações da fábrica.

Com investimentos de cerca de R$ 100 milhões, a expectativa é de que a indústria comece as atividades no início de 2023. Em até 5 anos, a estimativa é de que sejam gerados 350 empregos diretos na planta.

Representantes da empresa estiveram com o prefeito de Americana, Chico Sardelli, nesta terça-feira (24), com o vice-prefeito Odir Demarchi, com o secretário de Desenvolvimento Econômico, Rafael de Barros, e o secretário de Habitação, Luiz Carlos Cezaretto. “Fico feliz, obrigado por acreditarem em Americana. Temos sido parceiros de quem quer investir na cidade. Só existem duas formas de se aumentar a arrecadação: ou com aumento de taxa e impostos ou facilitando investimentos. Nós preferimos aumentar investimentos. É para isso que estamos trabalhando, para desenvolver economicamente a cidade e gerar empregos. Americana precisa. Americana agradece”, disse o prefeito.

Segundo o diretor da empresa, Mario Antônio da Silva Gomes, um dos motivos de Americana ter sido escolhida é a localização: “É excelente, é perto da rodovia, perto dos centros universitários, a própria cidade de Americana tem mão de obra, a região é muito favorável”, explica o diretor.

“É uma felicidade para Americana receber mais uma empresa, que vem da Grande São Paulo para cá e adquiriu uma área muito importante na história da cidade”, destaca o secretário de Desenvolvimento Econômico, Rafael de Barros.

Continue Lendo

Nossa Região

Seis municípios da RMC receberão recurso extra do governo estadual para combater a dengue

Publicado

em

dengue

A iniciativa faz parte do Plano de Contingência para a prevenção e controle da disseminação da Dengue, Zika e Chikungunya

O governo estadual está investindo R$ 10,7 milhões para ajudar prefeituras no controle da dengue, zika e chikungunya. Os 291 municípios beneficiados foram selecionados com base nos indicadores epidemiológicos e entomológicos. Na RMC (Região Metropolitana de Campinas), seis cidades estão no “pacote”: Americana, Santa Bárbara d’Oeste, Paulínia, Holambra, Monte Mor, e Santo Antonio de Posse.

Os recursos serão utilizados em ações de combate à disseminação do mosquito transmissor e monitoramento dos casos notificados. A iniciativa faz parte do Plano de Contingência para a prevenção e controle da disseminação da Dengue, Zika e Chikungunya.

O Estado de São Paulo registrou, em 2022, 153 mil casos de dengue e 119 óbitos. Em 2021, no mesmo período, foram contabilizados 117 mil casos de dengue e 44 óbitos. Até o momento, os municípios paulistas contabilizam 174 casos confirmados de chikungunya e dois casos de zika, sem nenhum óbito.

“O investimento é fundamental para diminuir os casos de dengue em todo Estado. Além de ser uma questão de saúde pública, é de extrema importância conscientizar a população sobre a importância de evitar novos focos de ovos do mosquito transmissor”, afirma a Diretora de Vigilância Epidemiologica, Tatiana Lang.

O Plano de Ação tem como objetivo intensificar as visitas domiciliares aos imóveis para a eliminação de potenciais criadouros existentes, realizar a nebulização ambiental, para eliminação de insetos infectados e mobilizar a população na adoção de medidas para evitar criadouros nas residências.  Essas atividades são conduzidas pelos municípios, com apoio técnico do Governo de SP.

PREVENÇÃO. O enfrentamento ao mosquito Aedes aegypti é uma tarefa contínua e coletiva. As principais medidas de prevenção são: deixar a caixa d’água bem fechada e realizar a limpeza regularmente; retirar dos quintais objetos que acumulam água; cuidar do lixo, mantendo materiais para reciclagem em saco fechado e em local coberto; eliminar pratos de vaso de planta ou usar um pratinho que seja mais bem ajustado ao vaso; descartar pneus usados em postos de coleta da Prefeitura.

Continue Lendo

Populares