22 de maio de 2024
Nossa Região

Espetáculo “A conta, por favor” aborda a importância da educação financeira para estudantes de Campinas e Holambra

dinheiro

O projeto, que é gratuito, conta com oito apresentações teatrais, entre os dias 13 e 16 de maio, e distribuição de material informativo sobre o tema em escolas públicas das cidades

O espetáculo “A conta, por favor” busca conscientizar os alunos de escolas públicas sobre a importância da educação financeira, entre os dias 13 e 16 de maio, em Campinas (SP) e Holambra (SP). O projeto é direcionado ao público jovem, de 13 a 17 anos, abordando o tema visando contribuir para a conscientização sobre o tema.

Todas as apresentações teatrais serão gratuitas, de classificação livre, realizadas em escolas da rede pública. Complementando a ação, serão distribuídos livretos com informações sobre o tema da peça.

Para garantir acessibilidade total aos participantes, a peça contará com um intérprete de Libras, além de um monitor disponível para fornecer todo o suporte necessário aos alunos.

A história da peça se passa em um restaurante muito chique, em que quatro amigos da época da escola marcam um encontro 10 anos depois. Ao chegarem, olham o cardápio e pedem um banquete. Todos desejam contar suas histórias sobre como se tornaram bem-sucedidos e ricos, mas será que essa é realmente a verdade? Quem senta na ponta, paga a conta!

O principal objetivo do projeto é ensinar o público jovem sobre educação financeira, através da peça teatral de comédia. Além disso, tem o intuito de conscientizar a respeito da importância de poupar e ter controle financeiro.

Os temas abordados incluem: educação financeira, importância da economia e controle financeiro, bem como as transformações positivas que os hábitos de poupadores podem proporcionar.

Lei de Incentivo à Cultura, o projeto “A conta, por favor” tem a produção da Scorsolino Produções, apoio da Komedi, com patrocínio da Croda/Incotec, e realização do Ministério da Cultura, Governo Federal União e Reconstrução.

“A Croda Internacional definiu como compromisso global contribuir positivamente no clima, terra e nas pessoas, até 2030- “Climate, Land & People Positive by 2030” . Alinhado a isso, a Croda do Brasil tem em seu DNA histórico o apoio dos programas de responsabilidade corporativa e às comunidades locais. Por isso, temos muito orgulho em sempre apoiar e adicionar valor cultural à sociedade civil através da nossa empresa e dos nossos colaboradores. É uma honra e um privilégio apoiar a iniciativa ‘A conta, por favor’”.

Sobre a Croda/Incotec: Estabelecida no Brasil desde 1974, a unidade fabril da CRODA em Campinas emprega cerca de 220 pessoas, produzindo uma ampla gama de ingredientes, incluindo lanolina, ésteres, polímeros acrílicos, encapsulamento de ativos e óleos refinados. A unidade também abriga um Centro de Inovação que conecta a aplicação de ciência a importantes mercados como o Pharmaceutico, Agro e Cosmético, e também possui 3 outros negócios, uma empresa de fragrâncias chamada Iberchem, uma empresa focada no tratamento de sementes para o mercado agrícola chamada Incotec e um centro de inovação com foco em encapsulação e nanotecnologia, além de marketing e atividades comerciais, possibilitando uma excelente experiência do cliente e maior agilidade nos mercados latino-americanos. A cultura da CRODA é orientada por valores compartilhados de forma responsável e inovadora, concentrando esforços para garantir uma ciência inteligente que melhore vidas.

Sobre o Ministério: A principal ferramenta de fomento à Cultura do Brasil, a Lei de Incentivo à Cultura contribui para que milhares de projetos culturais aconteçam, todos os anos, em todas as regiões do país. Por meio dela, empresas e pessoas físicas podem patrocinar espetáculos – exposições, shows, livros, museus, galerias e várias outras formas de expressão cultural – e abater o valor total ou parcial do apoio do Imposto de Renda. A Lei também contribui para ampliar o acesso dos cidadãos à Cultura, já que os projetos patrocinados são obrigados a oferecer uma contrapartida social, ou seja, eles têm que distribuir parte dos ingressos gratuitamente e promover ações de formação e capacitação junto às comunidades. Criado em 1991 pela Lei 8.313, o mecanismo do incentivo à cultura é um dos pilares do Programa Nacional de Apoio à Cultura (Pronac),que também conta com o Fundo Nacional de Cultura (FNC) e os Fundos de Investimento Cultural e Artístico (Ficarts). Lei de Incentivo à Cultura, Ministério da Cultura.

Serviço:

“A conta, por favor” em Campinas/SP e Holambra/SP
Datas, horários e locais:

13/05 – 10h00 e 14h00

EE Prof João Lourenço Rodrigues

Rua Emilio Ribas no 710 – Cambuí – Campinas/SP

14/05 – 10h00 e 14h00

Escola Estadual Professora Rita de Cássia da Silva

Rua Plácida Pretini – Parque São Jorge, 101, Campinas/SP

15/05 – 10h00 e 14h00

E.M. Do Bairro Imigrantes

Avenida Van Aken, 170 – Bairro Imigrantes – Holambra/SP

16/05 – 10h00 e 14h00

Unidade Escolar E.M. Parque dos Ipês

Rua Fênix, SN, Holambra/SP

Lei Proibida a reprodução total ou parcial, sem autorização previa do Portal Hortolandia . Lei nº 9610/98