Connect with us

Nossa Região

Encerramento de empresas foi menor em 18 cidades da RMC e abertura maior em nove municípios

Publicado

em

Apesar da pandemia, apenas duas cidades terminaram 2020 com um número maior de empresas encerradas, na comparação com 2019. Destaca-se que quase a metade dos municípios apresentaram crescimento na quantidade de novos negócios

Apesar da RMC – Região Metropolitana de Campinas apresentar, nos 20 municípios que engloba, um pequeno índice negativo de 2,83% no total de empresas abertas em 2020 na comparação com 2019, a quantidade de empresas encerradas foi 21,77% no ano passado, mesmo com a crise e o isolamento social provocados pela Covid-19. No balanço geral, foram abertas na RMC 14.005 empresas em 2020 contra 14.413 em 2019, o que leva a esse percentual negativo de 2,83%. Mas, no balanço do fechamento de empresas, foram encerradas 12.515 em 2019 contra 9.790 em 2020, o que representa uma queda de 21,77% na quantidade de negócios que deixaram de funcionar. As informações são Associação Comercial e Industrial de Campinas (ACIC), com base no levantamento divulgado pela Jucesp – Junta Comercial do estado de São Paulo.

As cidades que registram uma maior abertura de empresas em 2020 na comparação com 2019, foram: Morungaba (43 ativas em 2020 contra 33 abertas em 2019); Engenheiro Coelho (71 contra 55); Pedreira (161 contra 130); Monte Mor (203 contra 165); Holambra (118 contra 99); Artur Nogueira (169 contra 144); Nova Odessa (262 contra 231); Valinhos (807 contra 753) e Itatiba (448 contra 432). Vinhedo teve a mesma quantidade de empresas abertas nos dois últimos anos (525).

Apenas Artur Nogueira e Morungaba registraram um número maior de encerramento  de empresas em 2020 contra 2019. Em Artur Nogueira foram encerradas 131 empresas em 2019 e 132 em 2020 (0,76% de aumento). Em Morungaba os negócios fechados somaram 37 em 2019 e 44 em 2020 (18,92% de crescimento. Nas 18 demais cidades o número de empresas fechadas em 2020 foi menor do que em 2019, com destaque para Santa Bárbara D`Oeste, que registrou um percentual – 42,41% de negócios encerrados (764 em 2019 contra 511 em 2020).

Em Campinas o saldo foi negativo em 2020 na abertura de empresas. Foram registrados 5.527 estabelecimentos ativos no ano passado contra 5.799 em 2019 (-4,69%). Quanto ao encerramento das atividades, no entanto, 3.876 empresas deixaram de funcionar em 2020 contra 4.963 em 2019 (uma queda de 25,83% na quantidade de fechamentos.

Nossa Região

EMTU – Entrega Corredor Metropolitano em Hortolândia

Publicado

em

O vice-governador Rodrigo Garcia entregou nesta quinta-feira (16), o trecho final do Corredor Metropolitano Vereador Biléo Soares, parte que passa pelo município de Hortolândia. São 4,4 km de viário com início na Avenida José João da Silva, próximo a Ponte Estaiada, passando pela ponte e seguindo pela Avenida Antonio da Costa Santos até as alças de acesso à Rodovia Jornalista Francisco Aguirre de Proença – SP-101. O investimento para a implantação das obras totalizou R$ 52 milhões por parte da EMTU – Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos.

“Com a entrega deste corredor de ônibus metropolitano estamos melhorando muito a mobilidade do transporte público na Região Metropolitana de Campinas”, comentou Rodrigo Garcia sobre o investimento que reduzirá o tempo do trajeto dos ônibus, além de contribuir com a melhora do trânsito das regiões com a reconfiguração das vias.

Na extensão de Hortolândia foram construídas seis estações de embarque e desembarque ao longo do trecho – Conjunto Habitacional, Panaino, Novo Ângulo, Nova América, Perón e Ataliba Nogueira – que proporcionarão mais conforto e segurança aos passageiros das linhas metropolitanas.

“Hoje concluímos o corredor Biléo Soares, com isso promovemos melhoria no serviço prestado pela EMTU na região de Campinas, dando mais agilidade, velocidade e qualidade ao transporte público”, comentou o secretário executivo da Secretaria dos Transportes Metropolitano, Paulo Galli.

A infraestrutura incluiu obras de drenagem de águas pluviais no final da Rua José João da Silva com travessia sob os trilhos da ferrovia da Concessionária Rumo, a adequação do muro do presídio de Hortolândia e o recapeamento do asfalto sobre a Ponte Estaiada, localizada na continuação da Rua José João da Silva.

Linhas metropolitanas – Cerca de 170 mil passageiros por mês serão beneficiados utilizando as quatro linhas intermunicipais gerenciadas pela EMTU que circularão no novo trecho do corredor a partir de 20/09. Ampliando o atendimento à Estrada Municipal Sabina Baptista de Camargo, passando pelo Residencial Anauá e Jardim Novo Ângulo e reduzindo o tempo de percurso. São as linhas:

– 694 Hortolândia (Boa Esperança) / Campinas (Terminal Metropolitano Prefeito Magalhães Teixeira)

– 696 Hortolândia (Parque do Horto) / Campinas (Terminal Metropolitano Prefeito Magalhães Teixeira)

– 702 Hortolândia (Parque Oreste Ongaro) / Campinas (Terminal Metropolitano Prefeito Magalhães Teixeira)

-741 Hortolândia (Terminal Metropolitano Hortolândia) / Campinas (Terminal Metropolitano Prefeito Magalhães Teixeira)

Corredor Biléo Soares – Concluídas as obras em Hortolândia, o Governo do Estado finaliza a implantação do Corredor Vereador Biléo. São 31,7 km de viário total interligando os municípios de Campinas, Santa Bárbara D’Oeste, Americana, Nova Odessa, Sumaré, Hortolândia e Monte Mor. Foram construídos também cinco terminais, sete Estações de Transferências e 23 Estações de Embarque e Desembarque e 20 Paradas nos municípios de Campinas, Hortolândia, Sumaré, Nova Odessa, Americana e Santa Bárbara D’Oeste.

O investimento total para a implantação do Corredor Metropolitano Vereador Biléo Soares foi de R$ 455,1 milhões.

Continue Lendo

Nossa Região

Americana ganha primeira loja Sam’s Club

Publicado

em

Os consumidores de Americana (SP) agora podem conhecer uma nova experiência de compra. O Sam’s Club, único clube de compras do Brasil, inaugura nesta quarta-feira, dia 15, a sua primeira loja na cidade e traz para a região um novo conceito de loja, focada em itens exclusivos, produtos importados e embalagens diferenciadas e econômicas.

A unidade de Americana conta com cerca de cinco mil itens entre produtos exclusivos e importados dos setores de alimentos, bebidas, mercearia, higiene e cuidados pessoais, limpeza, bomboniere, têxtil, decoração, tecnologia entre outros. Com área de vendas de mais de cinco mil metros quadrados, 14 caixas e quase de 300 vagas no estacionamento, o novo Sam’s é responsável por gerar mais de 100 empregos diretos.

Entre os serviços oferecidos, o clube conta com um açougue que possui diversos cortes especiais e uma adega com vinhos nacionais e importados, além de uma linha especial de destilados. A loja conta também com uma ampla variedade de produtos para o dia a dia do consumidor e os sócios do formato ainda possuem uma série de benefícios, como descontos em parques, hotéis, postos de combustível, shows, entre outros.

“Trabalhamos para oferecer uma experiência de compra diferenciada aos nossos sócios”, afirma Marcos Ambrosano, diretor-executivo do Sam’s Club. “Para isso, reunimos em nossas lojas uma ampla variedade de produtos importados, exclusivos e do dia a dia com embalagens econômicas, que trazem uma grande vantagem tanto para clientes pessoa física quanto jurídica”, explica o executivo.

Com mais de dois milhões de sócios no Brasil, o Sam’s Club opera com os mais altos padrões de segurança sanitária adotados pela empresa desde o início da pandemia como forma de proteger colaboradores e clientes contra o novo coronavírus. Entre as medidas adotadas, estão a instalação de placas de acrílico nos caixas, displays de álcool em gel em vários pontos da loja, reforço na higienização dos carrinhos, desinfecção da unidade, medição de temperatura entre outros cuidados.

Para se tornar sócio e aproveitar essas e outras vantagens, basta acessar o site https://sejasocio.samsclub.com.br/ e fazer o cadastro mediante ao pagamento de uma taxa anual no valor de R$ 75,00. Caso seja da preferência do cliente, o cadastro também pode ser efetuado diretamente nas unidades do Sam’s Club.

Serviço – Sam’s Club Americana

Endereço: Av. Brasil, 1313 – Jardim Paulista, Americana – SP, 13465-240

Horário de funcionamento: de segunda a sábado, das 8h às 22h, e aos domingos, das 9h às 20h. 

Continue Lendo

Nossa Região

Cidade da região vai multar quem lavar calçada

Publicado

em

A partir dessa segunda,13 de setembro, os moradores de Amparo que forem flagrados desperdiçando água tratada ou potável serão punidos e multados.

A medida tem como objetivo combater o uso indevido de água no período de estiagem que toda a região está passando no momento. Serão multados os moradores que forem flagrados lavando calçadas, ruas, fachadas ou coberturas residenciais, comerciais e industriais, Lavagem de carros e rega de jardins com fluxo contínuo de água tratada ou potável fornecida pelo SAAE também serão punidos. 

Também serão multados os moradores que forem denunciados por outros tipos de uso que caracterizem desperdício. Essas penalidades não se aplicam às atividades comerciais e industriais regulamentadas, como os lava-rápidos e lavanderias. O decreto municipal de emergência hídrica, divulgado hoje no Jornal Oficial do município, autoriza que o SAAE utilize poços artesianos e reservas hídricas particulares para o abastecimento de caminhões pipa para atender a demanda de água da população. Além do decreto, a Prefeitura de Amparo enviou à Câmara Municipal um projeto de lei que prevê multa para os moradores que desperdiçarem água.

A multa prevista é no valor de 500 reais, e será considerado desperdício o aumento do consumo acima de 15% da média dos últimos 6 meses na residência, comércio ou indústria. Em caso de reincidência, a multa será em dobro. 

De acordo com o superintendente do SAAE, Marcelo Viam, é importante que a população entenda que a colaboração de todos é necessária para a economia de água nesse momento. “Estamos passando por um período de estiagem e precisamos da colaboração de toda a população para que não falte água em Amparo. Esperamos que, já no mês que vem, a quantidade de chuvas seja suficiente para voltar a encher nossos rios, mas enquanto isso não acontece, temos que fazer nossa parte”, disse Marcelo

Continue Lendo

Populares