Connect with us

Nossa Cidade

Rotary Hortolândia ajuda a conscientizar sobre a fibrose cística, doença rara e sem cura

Publicado

em

Maioria da população desconhece a enfermidade, que surge nos primeiros dias de vida e pode levar à morte, caso não seja tratada

Estudos mostram que uma a cada 10 mil pessoas nascidas vivas sofre com a fibrose cística no Brasil. A doença, rara e sem cura, é pouco conhecida, e pode matar se não for tratada de modo adequado. Para ajudar a conscientizar e informar sobre a doença, o Rotary Club Hortolândia 101 firmou, nesta quarta-feira (8-9), uma parceria com a FibroCis (Sociedade de Assistência à Fibrose Cística), que realiza a Campanha Setembro Roxo de Conscientização e Prevenção à Fibrose Cística.

 Com o lema “Conhecer é a melhor forma de tratar”, a campanha tem o objetivo de informar e conscientizar sobre a doença. Outdoors instalados na cidade e peças nas redes sociais, das duas instituições, intensificam as informações sobre a importância do diagnóstico precoce, do tratamento adequado e onde buscar ajuda.

 “Para o Rotary, a saúde é essencial. Temos muito a contribuir com nossas ações sociais na questão da fibrose cística, essa doença rara, perigosa e pouco conhecida. Conclamo a todos para apoiar e contribuir com o trabalho da FibroCis, que tem um valor imensurável, que promove a vida”, afirma o presidente do Rotary Club Hortolândia 101, Eliseu Silas de Assis.

 A fibrose cística é uma doença hereditária crônica, presente desde o nascimento, causada pelo mau funcionamento de vários órgãos, principalmente do pulmão e do pâncreas, afetando na respiração e na digestão.

 Os principais sintomas são: suor salgado (sentido ao beijar a criança), diarreia e tosse frequentes, além de desenvolvimento físico difícil. Esses sintomas, informa a FibroCis, variam de acordo com a idade e acompanhamento médico do paciente.

 O diagnóstico precoce é essencial para que o tratamento comece o mais rápido possível. A falta dos cuidados necessários pode levar à morte.

 A Fibrose Cística pode ser identificada com o teste do pezinho, realizado na primeira semana de vida dos bebês, e diagnosticada por meio de exames genéticos ou teste do suor.

 “É muito importante para a FibroCis a parceria com o Rotary Hortolândia, uma instituição renomada e reconhecida. Com certeza, trará grandes ações em prol da causa da fibrose cística, não só em Hortolândia, mas também abrindo portas para novas parcerias na região”, valoriza o diretor-presidente da FibroCis, Claudenor Abilla.

 A instituição, sem fins lucrativos, atua no apoio e assistência às pessoas com fibrose cística e seus familiares, com ações que facilitem o acesso e a adesão ao tratamento. O trabalho é realizado há 28 anos.

 Segundo Abilla, atualmente, a FibroCis atende 82 cidades do Estado, incluindo a RMC (Região Metropolitana de Campinas). “Temos 252 pessoas cadastradas com fibrose cística, entre recém-nascidos e idosos”, informa Abilla.

Tratamento exige cuidado, disciplina

 e amor, alerta pai

 Wesley Daniel de Sousa Nagy, morador de Hortolândia, é pai da Elisa, uma menina de dois anos de idade, diagnosticada com fibrose cística nos primeiros dias vida. Na época, ele recebeu apoio da FibroCis para obter informações sobre a doença e oferecer o tratamento adequado à filha.

 “Não tínhamos conhecimento nenhum sobre a Fibrose Cística até recebermos o diagnóstico da Elisa, por meio do teste do pezinho, e depois confirmado pelo teste do suor. Felizmente, recebemos todo suporte e apoio da FibroCis”, observa Wesley Nagy.

 Segundo ele, desde o diagnóstico confirmado, Elisa realiza tratamento no Hospital de Clínicas da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas). Com o tratamento, seguido à risca pela família, a menina é uma criança saudável.

 Desde que recebeu o diagnóstico de Elisa, Wesley Nagy passou a apoiar os trabalhos da FibroCis e ajuda na conscientização sobre a Fibrose Cística, tão perigosa, pouco falada, cujo tratamento exige muita disciplina e horas diárias de dedicação dos pacientes, familiares e cuidadores.

 “Eu e minha esposa cuidamos da Elisa com muito amor e dedicação. Me considero um privilegiado de Deus que colocou a Elisa nas nossas vidas com a missão de cuidar dela e, ao mesmo tempo, nos dá a oportunidade de ajudar outros pais, outras famílias. A união faz a força”, declara Wesley Nagy, que também é membro do Rotary Club Hortolândia 101.

Nossa Cidade

Mario Covas receberá repasse de R$ 3 milhões

Publicado

em

Obras são fundamentais para garantir um espaço mais moderno e acolhedor, diz prefeito Zezé Gomes

O Hospital Municipal e Maternidade “Governador Mário Covas”, de Hortolândia, receberá neste ano um repasse de R$ 3 milhões do Governo do Estado. O recurso foi anunciado nesta quinta-feira (16/09) pelo vice-governador Rodrigo Garcia ao prefeito José Nazareno Zezé Gomes, durante a inauguração das alças de acesso do Corredor Metropolitano “Vereador Biléo Soares” à rodovia Jornalista Franscisco Aguirre Proença (SP-101).

De acordo com o vice-governador, o recurso já está autorizado e será depositado dentro dos próximos dias nos cofres municipais. O repasse poderá ser utilizado para custeio, compra de medicamentos, insumos, manutenção ou reforma. “Estamos vivendo uma pandemia e, graças a vacinação realizada pelo Governo do Estado, estamos superando e voltando aos poucos com as nossas vidas normais. Investir em saúde é fundamental, uma vez que iniciaremos mutirões de exames e de cirurgias em todo o estado. Em Hortolândia, investir no Hospital é importante para a Prefeitura e fundamental para a população. Esse investimento reflete também em outras cidades da região. Todos ganham”, destacou Garcia.

O prefeito Zezé Gomes agradeceu o vice-governador pelo anúncio e destacou o trabalho de bastidores que foi necessário realizar para que o Estado pudesse destinar novos recursos ao Hospital Municipal. “Na semana passada, estive junto com o deputado estadual Rafa Zimbaldi onde tratamos sobre a saúde e cobramos recursos para o nosso hospital. A unidade vem passando por reforma e ampliação e todos os recursos são fundamentais para que possamos dar vazão às nossas necessidades. Recentemente entregamos o novo Pronto Socorro. Agora, estamos trabalhando na criação da sala de tomografia computadorizada e remodelando o Pronto Socorro Infantil. As obras são fundamentais para garantir um espaço mais moderno e acolhedor, melhorando substancialmente o atendimento para aqueles que mais precisam”, afirmou Zezé.

REMODELAÇÃO

A Prefeitura de Hortolândia continua avançando com a reforma do Hospital. Na intervenção, são investidos R$ 12,5 milhões para reforma desde a fachada até as instalações internas, o que resultará em diversas melhorias, entre elas, a ampliação de 67 para 100 leitos. Algumas etapas já foram concluídas, como a criação de 10 vagas de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) adulto, a finalização da obra no Pronto Atendimento Obstétrico e Ginecológico e a reabertura do Pronto Socorro Adulto, que também passou por obras de remodelação.

Continue Lendo

Nossa Cidade

Viaduto Nova Europa-Bandeirantes será construído

Publicado

em

Licitação será realizada em 60 dias; obras devem inicia entre o final do ano e início de 2022, anunciou o Estado

A Prefeitura de Hortolândia e o Governo do Estado de São Paulo confirmaram, nesta quinta-feira (16/09), a construção do viaduto que fará a ligação do Jardim Nova Europa (Hortolândia) ao Parque Bandeirantes (Sumaré).

A confirmação foi comemorada pelo prefeito José Nazareno Zezé Gomes. O chefe do executivo hortolandense destacou que a obra era sonhada há mais de 15 anos e que a importância da sua realização foi frequentemente ressaltada pelo ex-prefeito Angelo Perugini, falecido no último mês de abril, vítima de complicações da Covid-19. “Desde quando o Angelo Perugini foi prefeito pela primeira vez, em 2005, a construção do viaduto do Nova Europa era debatida. Eu mesmo fui testemunha da luta desse homem para que essa obra saísse do papel. Hoje, com a graça de Deus, esse sonho começa a se transformar em realidade. O Governo do Estado anunciou a construção e disse que, dentro dos próximos 60 dias, será realizado o processo licitatório, para que a obra possa ser iniciada entre o final do ano e início de 2022. Essa será uma obra que vai potencializar o desenvolvimento de toda a região do Nova Europa, abrindo caminhos para a chegada de novas empresas e favorecendo as indústrias que ali já estão localizadas. Estamos abrindo caminho direto para as rodovias Anhanguera e Dom Pedro I, diminuindo distâncias e favorecendo diretamente a nossa gente”, destacou o prefeito.


De acordo com o vice-governador, Rodrigo Garcia, para a construção do viaduto serão investidos cerca de R$ 37 milhões. Ele destacou que a mobilidade urbana será impactada positivamente, criando mais uma via de ligação entre cidades e aproximando Hortolândia do eixo Anhanguera-Dom Pedro I. “Hoje eu venho fazer a autorização para que o DER licite, nos próximos 60 dias, o viaduto do bairro Nova Europa. Uma obra de R$ 37 milhões e vamos fazer porque sabemos que é importante para melhorar a mobilidade da Região Metropolitana”, disse Rodrigo Garcia.


O investimento de R$ 37 milhões para a construção do futuro viaduto será viabilizado por meio da Secretaria de Logística e Transportes. A obra fará a interligação entre os municípios de Hortolândia e Sumaré, sobre a linha férrea da concessionária ALL (América Latina Logística). A transposição terá 730 metros e garantirá mais mobilidade e opção de acesso a pedestres e motoristas entre os dois municípios.

Continue Lendo

Nossa Cidade

Oficina gratuita de dança contemporânea

Publicado

em

Projeto “Trajetória em movimento”, financiado com recursos da Lei Aldir Blanc, tem o apoio da Prefeitura de Hortolândia

Gosta de dançar e está em busca de projetos públicos para realizar este sonho? Então é melhor se apressar. Ainda há vagas para a “Oficina de Dança Contemporânea”, que será realizada gratuitamente, nesta sexta-feira (17/09), das 19h às 20h30, na Unidade Cultural Arlindo Zadi, unidade da Secretaria de Cultura da Prefeitura de Hortolândia, localizada na Rua Graciliano Ramos, 280, no Jd. Amanda. 

As vagas são limitadas. As inscrições devem ser feitas pelo WhatsApp do artista responsável (19) 99349-6325. Podem se inscrever pessoas interessadas em dança, a partir dos 12 anos de idade.

O workshop integra o Projeto “Trajetória em movimento”, realizado pelo arte-educador Sergio Queiroz e financiado com recursos da Lei Aldir Blanc, no município. O projeto, que conta com o apoio da Prefeitura, oferece vivências de dança, nas áreas de jazz, balé, dança de rua, dança contemporânea, dança de salão, dança do ventre e dança afro.  

Os participantes receberão certificado. O arte-educador recomenda aos inscritos que levem roupa leve adequada para participar da oficina escolhida e respeitem os protocolos sanitários, como o uso de máscara individual. No local, será disponibilizado álcool em gel.

Continue Lendo

Populares