Em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado no dia cinco de junho, a Prefeitura de Hortolândia realizará, na próxima sexta-feira, a partir das 14 horas, um seminário digital sobre o tema “Os ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável) e a Gestão Municipal”. O objetivo é discutir ações de interesse público, mostrando que a Administração Municipal busca diretrizes, em nível mundial, para formular e colocar em prática políticas públicas ambientais de sustentabilidade, que garantam à população mais qualidade de vida.

Para participar do debate, os interessados deverão acessar o link do webinar, na data e hora da conferência (acesse aqui o link). A sala de conferência online tem capacidade para até mil participantes. Não é necessário se inscrever previamente. O seminário é realizado pela Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, com o apoio da Escola de Gestão Pública de Hortolândia (EGPH), órgão da Secretaria de Administração e Gestão de Pessoal.

O tema central do seminário será abordado, em diferentes vertentes, por profissionais da área da própria Prefeitura e por especialistas convidados, como o estatístico, ex-presidente da ANA (Agência Nacional de Águas), Vicente Andreu Guillo; a Profa. Emília Wanda Rutkowski, livre docente na FEC Unicamp (Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo da Universidade Estadual de Campinas) e coordenadora do Laboratório Fluxus; e Mimo Ravagnani, superintendente do Consimares (Consórcio Intermunicipal de Manejo de Resíduos Sólidos da Região Metropolitana de Campinas). Confira a programação completa abaixo.

A secretária adjunta de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Eliane Nascimento Oliveira, ressalta a importância da ação e da participação popular. “Iremos comemorar o Dia Mundial do Meio Ambiente, data importante para estimular mudanças de atitudes e sensibilizar quanto à importância do respeito e preservação ao meio ambiente, o que, com certeza, irá refletir nas nossas futuras gerações”, afirma Eliane.

Ação estratégica

Na atual gestão do prefeito Angelo Perugini, a Prefeitura, por meio da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, definiu como ação estratégica, na formulação e aplicação de políticas públicas municipais, a incorporação dos conceitos de Cidades Inteligentes e Sustentáveis e dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 da ONU (Organização das Nações Unidas).

Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável são uma agenda mundial, adotada durante a Cúpula das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável em setembro de 2015, composta por 17 objetivos e 169 metas a serem atingidos até 2030.

Nesta agenda, estão previstas ações mundiais envolvendo temáticas diversificadas, como erradicação da pobreza, segurança alimentar e agricultura, saúde, educação, igualdade de gênero, água e saneamento, energia, crescimento econômico sustentável, infraestrutura, redução das desigualdades, cidades sustentáveis, padrões sustentáveis de consumo e de produção, mudança do clima, proteção e uso sustentável dos oceanos e dos ecossistemas terrestres, sociedades pacíficas, justas e inclusivas e meios de implementação.

Projeto ANDUS

Hortolândia se tornou um dois seis municípios brasileiros – e o único paulista – a firmar parceria internacional na área de desenvolvimento sustentável com o Projeto ANDUS (Apoio à Agenda Nacional de Desenvolvimento Urbano Sustentável no Brasil).

A participação neste projeto proporcionará ao município transferência tecnológica, capacitação de servidores e construção de ferramentas para a implementação do Plano Diretor, de modo a tornar Hortolândia cidade modelo de sustentabilidade, em sintonia com a Agenda 2030 e os ODSs da ONU.

A parceria internacional vem ao encontro das ações do PIC (Programa de Incentivo ao Crescimento), que tem como objetivo promover o desenvolvimento urbano, social, econômico, ambiental e humano de Hortolândia, de modo sustentável, preparando a cidade para o crescimento urbano dos próximos 30 anos. Por meio do PIC, Hortolândia já iniciou uma série de investimentos para tornar a cidade inteligente, do ponto de vista tecnológico e de sustentabilidade.

Programação         

14h – Abertura Oficial

14h20 – Apresentação musical e mímica com Ricardo Zanoni, Carlos Campos, Neide Martins e Márcia Campos

14h30h – Carlos Maldonado – Diretor da Escola de Gestão Pública de Hortolândia – “ODS e a Formação dos Gestores Públicos”

14h55 – Elaine Sousa – Diretora do Departamento de Licenciamento Ambiental e Gestão de Resíduos da SMMADS/PMH – “ODS e a Política Municipal de Meio Ambiente”

15h20 – Vicente Andreu Guillo – Estatístico, ex-presidente da ANA – Agência Nacional de Águas – “ODS, Água e Saneamento”

15h45 – Profa. Emília Wanda Rutkowski – Livre Docente FEC Unicamp e Coordenadora do Laboratório Fluxus – “ODS e a Iniciativa Lixo Zero”

15h10 – Mimo Ravagnani – Superintendente do Consimares (Consórcio Intermunicipal de Manejo de Resíduos Sólidos da Região Metropolitana de Campinas) – “ODS como Inspiração para Ação Regional”

15h30 – Debates pós-palestras e encerramento

Moderador: Gustavo Cherubina, Assessor Técnico SMMADS /PMH e integrante do Fórum Popular da Natureza – Núcleo PCJ

#HortolândiaSolidária #FiqueEmCasa #Coronavírus 

 

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Artigo anteriorPrefeitura de Hortolândia recebe doação de 250 kits de higiene e limpeza da empresa Taormina
Próximo artigoIndivíduo é preso por tráfico de drogas em Hortolândia