Diante do agravamento da pandemia do Coronavírus, a Prefeitura de Hortolândia oferece serviço de hemodiálise para pacientes internados em leitos de alta complexidade no Hospital Municipal e UPAs (Unidades de Pronto Atendimento). A medida visa auxiliar o governo estadual para garantir o atendimento aos pacientes que buscam o serviço de saúde, uma vez que neste momento os leitos estaduais estão sobrecarregados em função do número crescente de casos de COVID-19.

A Secretaria de Saúde realizou um aditivo no contrato com a empresa que já faz o atendimento ambulatorial de hemodiálise no município. O aditamento emergencial terá duração enquanto permanecer a situação de agravamento da pandemia. Com o término da situação emergencial, o serviço de hemodiálise continuará a ser oferecido na modalidade ambulatorial e os casos de alta complexidade voltam a ser regulados apenas pelo governo do Estado.

A hemodiálise é um tratamento que consiste na filtragem do sangue, como se fosse um rim artificial. Pacientes acometidos por diversas doenças graves, em internação hospitalar, como os casos de COVID-19, podem precisar deste tratamento emergencial, até que a saúde seja restabelecida.

Já a hemodiálise ambulatorial é indicada para pessoas com insuficiência renal em estágios avançados, decorrente de problemas de hipertensão não controlados. Caso o paciente não consiga um transplante de rim, ele dependerá do tratamento pelo resto da vida. Este tratamento, oferecido fora do ambiente hospitalar, é necessário por até três vezes por semana.

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia