Connect with us

Nossa Cidade

Prefeitura inicia diálogo com arranjos produtivos para fortalecer economia

Publicado

em

Reunião, nesta quarta-feira(11/07), no Palácio das Águas, reuniu empresários do setor alimentício e representantes do Sebrae, da Unicamp e da Administração Municipal 

A Prefeitura de Hortolândia iniciou, nesta quarta-feira (11/07), uma série de encontros para a retomada dos APLs (Arranjos Produtivos Locais). O objetivo ・manter diálogo permanente com os segmentos e, deste modo, fortalecer a economia do município. O primeiro a participar foi o setor alimentício, mais especificamente o dos produtores de pão de queijo da cidade. O encontro, que aconteceu no Paço Municipal Palácio das Águas, no Remanso Campineiro, reuniu empreendedores do segmento e representantes do Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas ), da Fundação Fórum Campinas e da Agência de Inovação da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas ). 

Em Hortolândia, existem formalmente cerca de 30 fabricantes de pão de queijo e agregados, entre MEIs (Microempreendedores Individuais) e empresas de pequeno, médio e grande porte, segundo a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo. Juntas, elas geram mais de mil empregos diretos e indiretos, o que representa um faturamento em torno de R$ 4 milhões ao mês. 

Com a iniciativa de dialogar com os APLs, a Prefeitura busca entender qual o melhor caminho para fortalecer a economia local e fazer cada segmento crescer. “O objetivo do APL é concentrar um núcleo de inteligência, em que nós possamos envidar esforços e constituir pautas virtuosas perante os governos estaduais e federais alinhados com a cadeia produtiva, para que cada segmento da cidade se fortaleça e prospere”, explicou a secretária de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Monique Freschet. Por meio do APL, a Administração Municipal, em parceria com o Sebrae, a Unicamp e a Fundação Fórum de Campinas, une os empreendedores locais para aumentar a competitividade no mercado, ampliar a produção e reduzir custos. 

Durante a reunião, os empresários apresentaram à Administração as dificuldades e expectativas de quem atua no setor. ” Compra centralizada é o nosso sonho, ela reduz o custo da obra prima, ela possibilita fechar acordos mais atrativos, propiciando a redução de custos para a empresa”, explicou um dos proprietários da Pozelli Alimentos, Felipe Pozelli.

Para o diretor executivo da Veccon Empreendimentos, Fabiano Vendramini, quebrar os paradigmas do dia a dia é o desafio do momento econômico atual. “Precisamos ter visão de empreendedor e enxergar o segmento procurando condições favoráveis para atrair investimentos. Temos que nos reinventar, estar todos no mesmo contexto de nos unirmos para crescer e ter lucro”, acrescenta Vendramini.

Para o Sebrae, o primeiro passo é entender o setor, realizar o mapeamento e o dimensionamento das empresas, formais e informais para instigar os acadêmicos a estudar o setor com a finalidade de desenvolver políticas para o desenvolvimento econômico das empresas. “Precisamos mapear o que temos em Hortolândia, explorar o que a cidade movimenta e marcar território. Assim conquistarmos indicações geográficas”, explica o diretor do Sebrae, Nilcio Cairbas Souza Freitas. 

“Nosso papel é ser o facilitador, o tradutor do que vocês, tanto o poder público, quanto as empresas, precisam, e identificar qual entidade pode ajudar. A universidade trabalha na fronteira do conhecimento”, explica o diretor do Parque Tecnológico da Unicamp, Eduardo Gurgel do Amaral, representante da Agência de Inovação da Unicamp.

Cabe à Fundação Fórum Campinas Inovadora o papel de auxiliar o desenvolvimento do empreendedorismo. A Fundação oferece suporte com pesquisas e ensinamentos que auxiliem o desenvolvimento econômico. “A qualificação profissional para nós é necessária e imprescindível”, afirma o presidente da Fundação,  José Eduardo Azarite.

“A Prefeitura quer colaborar, provocar e articular as políticas públicas de forma coletiva e construtiva para o desenvolvimento econômico da cidade. A intenção é unir forças para que o setor e a cadeia produtiva como um todo cresçam”, acrescenta Monique. Interessados em obter informações relacionadas aos APLs, podem entrar em contato pelo e-mail

\n

O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.


.

Políticas públicas para o desenvolvimento econômico

O APL do pão de queijo é uma das ações da Prefeitura que levaram o prefeito Angelo Perugini a receber do Sebrae o selo Prefeito Empreendedor no ano de 2006 que, homenageou prefeitos que implantaram políticas públicas favoráveis aos micros e pequenos empresários. 

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Nossa Cidade

Confira as vagas de emprego disponíveis no PAT de Hortolândia

Publicado

em

Há 2 vagas exclusivas para PCDs (pessoas com deficiência) para auxiliar de linha de produção e uma vaga para quem cursa Ensino Superior para assistente de engenharia civil

O PAT (Posto de Atendimento ao Trabalhador), órgão da Prefeitura de Hortolândia, está com vagas de emprego para pessoas de diferentes perfis e formações. No total, são 24 vagas disponíveis, sendo que duas são exclusivas para PCDs (pessoas com deficiência) para o cargo de auxiliar de linha de produção. Já para quem está cursando Ensino Superior, há uma vaga para assistente de engenharia civil. Há ainda oportunidades para auxiliar de linha de produção (5 vagas), operador de sala de controle (4 vagas), vendedor interno (3 vagas), serralheiro (2 vagas), pedreiro (2 vagas), detre outras funções.

O PAT solicita aos interessados para que se candidatem às vagas pelo aplicativo Sine (Sistema Nacional de Emprego) Fácil ou pelo site Emprega Brasil, ambos do governo federal.

O órgão ainda orienta os candidatos para que fiquem atentos às datas de disponibilidade de cada vaga. Em caso de vagas com data de disponibilidade no fim de semana, os candidatos podem se candidatar por meio do aplicativo Sine Fácil ou do site Emprega Brasil. O PAT informa que as vagas de emprego ficam disponíveis até a data limite ou até o número máximo de candidatos estabelecido pelo empregador for atingido.

Para quem preferir se candidatar presencialmente, o PAT fica dentro do HORTOFÁCIL, localizado na rua Argolino de Moraes, 405, Vila São Francisco. O atendimento é das 8h às 17h.

É necessário levar Carteira de Trabalho (digital ou impressa), Carteira de Identidade (RG) e CPF (Cadastro de Pessoa Física) e comprovante de endereço. Os candidatos também podem levar currículo e comprovante de endereço, mas de acordo com o PAT, a apresentação desses documentos não é obrigatória. Para mais informações e orientações, o telefone do órgão é 3965-1400, ramais 8912 e 8913.

Confira as 24 vagas de emprego disponíveis no PAT de Hortolândia:

Cargo PCDs
inclusos
Vagas Escolaridade Experiência Salário Limite de
candidatos
Data
limite
Serralheiro Não 2 Ensino Médio completo Preferencialmente Não divulgado 6 27/05
Masseiro Não 1 Ensino Médio incompleto Sim R$ 1.800,00 3 27/05
Ajudante de obras Não 1 Ensino Fundamental incompleto Não exigida Não divulgado 3 30/05
Assistente de engenharia civil Não 1 Ensino Superior incompleto Sim R$ 1.668,89 3 30/05
Motoboy Não 1 Ensino Médio completo Não exigida Não divulgado 3 30/05
Passador de roupa Não 1 Ensino Fundamental completo Sim Não divulgado 3 31/05
Auxiliar de linha de produção Sim 5 Ensino Médio incompleto Sim R$ 1.554,40 15 06/06
Operador de sala de controle Sim 4 Ensino Médio completo Sim Não divulgado 12 10/06
Pedreiro Não 2 Ensino Fudamental incompleto Sim R$ 2.030,00 6 13/06
Torneiro mecânico Não 1 Ensino Médio completo Preferencialmente R$ 2.018,08 3 15/06
Auxiliar de linha de produção Exclusivo 2 Não exigida Não exigida R$ 1.474,00 6 16/06
Vendedor interno Sim 3 Ensino Médio completo Sim Não divulgado 9 22/06

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Continue Lendo

Nossa Cidade

Hortolândia recebe carreta do Via Rápida que terá curso de soldagem

Publicado

em

São 60 vagas disponíveis; inscrições podem ser feitas até esta sexta-feira (27/05)

Se você quer recolocar-se no mercado de trabalho ou iniciar em uma nova profissão, fique atento a esta oportunidade! Hortolândia recebe a carreta do programa estadual Via Rápida. A unidade móvel ministrará um curso de soldagem. Os interessados devem fazer inscrição por meio deste link. São 60 vagas disponíveis, sendo 20 para o período matutino, 20 para o período vespertino e 20 para o período noturno. O curso tem carga horária de 100 horas/aula. O prazo de inscrição termina nesta sexta-feira (27/05). O curso ainda oferece bolsa-auxílio de R$ 210,00. A vinda da carreta é uma parceria do governo do Estado com a Prefeitura de Hortolândia

O curso visa capacitar o aluno para a realização de processos de soldagem de peças em aço e ligas metálicas na indústria. De acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Turismo e Inovação, o curso está previsto para começar na próxima terça-feira (31/05). A carreta deve chegar à cidade nesta semana e ficará na Unidade Cultural Arlindo Zadi, localizada na rua Graciliano Ramos, 280, Jardim Amanda.

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Continue Lendo

Nossa Cidade

Curso gratuito de Solda Básica em Hortolândia

Publicado

em

solda

Mais oportunidade de qualificação profissional gratuita para os moradores de Hortolândia.

Estão abertas as inscrições para curso de Solda Básica, promovido pelo Via Rápida Emprego, órgão do Governo do Estado em parceria com a Prefeitura.

Além de promover qualificação para o mercado de trabalho, os cursos também contam com uma bolsa-auxílio de R$ 210,00.

As aulas começam no dia 31 de maio, na carreta móvel do programa, que ficará estacionada na Unidade Cultural Arlindo Zadi, localizada na rua Graciliano Ramos, 280, Jd. Amanda.

Os interessados podem se inscrever, até sexta-feira (27/5), no site do programa: www.cursosviarapida.sp.gov.br/cursos/7105/soldagem

Continue Lendo

Populares