Nossa Cidade

Ponte da Esperança já está liberada para veículos

 

A Ponte da Esperança (estaiada), construída pela Prefeitura de Hortolândia para integrar as regiões Leste (Jd. Novo Ângulo) e Oeste (Jd. Amanda) da cidade, já está liberada para o tráfego de veículos. A estrutura foi inaugurada, nesta quinta-feira (30/05). Com 700 metros de extensão, e 16,9 metros de base, sustentada por 16 estais, a ponte é um importante eixo de integração viária local e regional, uma vez que faz parte do traçado do Corredor Metropolitano Noroeste, em implantação pela EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos).

Quando todas as obras do corredor estiverem prontas, este viário ligará as cidades de Americana, Santa Bárbara D’Oeste, Nova Odessa, Sumaré, Hortolândia e Campinas. Durante a inauguração da ponte, o governador João Doria afirmou que, até dezembro deste ano, as obras que ligarão a Ponte da Esperança à Campinas estarão finalizadas, o que inclui a continuidade do corredor pelos bairros Parque Peron e Chácaras Nova Boa Vista (perto do presídio) e a alça de acesso ao km 5 da SP-101 (Rodovia Jornalista Francisco Aguirre de Proença).

A Ponte da Esperança é a primeira ponte modelo estaiada da RMC (Região Metropolitana e Campinas) e a maior do interior paulista, com 180 metros de vão sob a base e um mastro de 75 metros de altura. Agora que está liberada para o tráfego de veículos, a estrutura vai facilitar acessos entre os bairros de Hortolândia. “Esta é uma obra importante para todas as cidades da região, mas especialmente para Hortolândia, pois ela liga uma região muito humilde da cidade, que é o Jd. Nova América e o Jd. Novo Ângulo, ao restante do município. É um momento que ficará para a história de Hortolândia”, ressaltou o prefeito Angelo Perugini. “Meu bairro estava separado do restante da cidade. Penso que, agora, com as facilidades que a ponte vai trazer, vamos em breve contar com bancos e lotéricas, pois até para pagar contas temos dificuldades aqui”, destacou o monitor Antônio Carlos Bruno, de 64 anos, morador do Jd. Nova América.

Atualmente, o acesso à região do Jd. Novo Ângulo é pela Estrada Municipal Sabina Baptista de Camargo, a antiga Estrada da Granja. A pista simples é um empecilho, por exemplo, ao escoamento da produção de empresas e, até mesmo, ao dia a dia dos moradores, tanto para quem depende de transporte coletivo quanto para quem precisa seguir caminho de carro. Com a entrega da Ponte, ficará mais fácil o acesso a rodovias como SP-101, Anhanguera e Bandeirantes. “Temos a perspectiva de abertura de novos loteamentos nesta região, além da movimentação do comércio local e da chegada de novas empresas, o que, consequentemente, vai gerar mais postos de trabalho para o morador da cidade”, destaca o secretário de Planejamento Urbano e Gestão Estratégica, Carlos Roberto Prataviera Junior.

A obra da Ponte da Esperança teve início em 2012, na gestão anterior de Perugini. Quando ele assumiu a atual administração, em 2017, retomou a articulou junto ao Governo do Estado para a continuidade das obras do Corredor Metropolitano, que estavam paradas desde 2015. A EMTU atendeu ao pedido do prefeito e agilizou o serviço: fez a cabeceira da ponte sentido Novo Ângulo, abriu uma avenida projetada da ponte até a avenida Antônio da Costa Santos, no Jd. Nova América, asfaltou e sinalizou a base da Ponte da Esperança e construiu estações de embarque neste trajeto. O Estado também fez a ligação da avenida Olívio Franceschini até a ponte, cruzando a avenida da Emancipação. Já a Prefeitura construiu a cabeceira da estrutura pelo Jd. Santa Rita de Cássia.

PIC

A inauguração da Ponte da Esperança e a continuidade da obra do Corredor Metropolitano são ações que fazem parte do PIC (Programa de Incentivo ao Crescimento), iniciativa que prevê mais de 100 intervenções e serviços que promoverão o desenvolvimento urbano, ambiental, social e humano para que Hortolândia cresça com planejamento e sustentabilidade nos próximos 30 anos.

Raio X – Ponte da Esperança

•180 metros de vão

•700 metros de extensão

•75 metros de altura

•16,9 metros de largura

•16 pares de estais

•90 luminárias LED

•Pista de caminhada

•Capacidade de fluxo de 2,4 mil veículos por hora

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Lei Proibida a reprodução total ou parcial, sem autorização previa do Portal Hortolandia . Lei nº 9610/98