Connect with us

Nossa Cidade

Pipas causam 169 interrupções de energia nos primeiros sete meses de 2021 em Hortolândia

Publicado

em

Todos os anos, durante o período de férias escolares — dezembro, janeiro e julho–, crianças, adolescentes e até adultos aproveitam para empinar pipas, mesmo com o isolamento social.

Um levantamento realizado pela CPFL Paulista apontou uma queda de 25% nas interrupções causadas pela brincadeira nos primeiros sete meses do ano, comparado ao ano anterior. Em 2020, na região de Campinas, foram 1.669 casos, contra 1.249 em 2021. 

A queda nos números de interrupções causadas por pipas é resultado das ações da Campanha Guardião da Vida, que tem como objetivo levar conscientização dos riscos com a rede elétrica. No entanto, os resultados menores não deixam a companhia tranquila, o brinquedo segue entre as principais causas de perturbação do sistema elétrico, gerando transtornos e riscos à população. 

Nas cidades atendidas pela CPFL Paulista, o estudo identificou uma queda de 9.8% de interrupções no fornecimento, causadas entre janeiro e julho de 2021, em relação ao mesmo período de 2020. Foram 3.242 registros neste ano, contra 3.566 do ano anterior. 

A região de Campinas segue a mesma tendência, registrando 1.249 interrupções por pipas em 2021 e 1.669 ocorrências em 2020. Entre as 10 cidades com mais ocorrências Campinas lidera o ranking, seguida por Hortolândia e Sumaré: 

REGIÃO DE CAMPINASAS 10 CIDADES COM MAIS OCORRÊNCIAS DE INTERRUPÇÕES CAUSADAS POR PIPAS
MUNICÍPIO – janeiro a julho20202021
CAMPINAS492416
HORTOLÂNDIA183169
SUMARÉ177132
PIRACICABA14998
SANTA BÁRBARA D’OESTE6583
CAPIVARI4962
MONTE MOR7840
ITAPIRA3234
AMERICANA6733
COSMÓPOLIS3630
 1.3281.097​

Segurança sempre. Por meio da campanha Guardião da Vida, a CPFL Paulista prioriza a segurança com a população e traz dicas de conscientização constantemente para evitar acidentes com a rede elétrica. 

Como parte da campanha, em junho deste ano, a CPFL Energia convidou o público para um movimento que salva vidas com reforço de sete vídeos criados para chamar a atenção das pessoas para os perigos da rede elétrica. Os materiais podem ser compartilhados via app de mensagem e, além da população, os clientes podem aderir ao movimento baixando os materiais no site da companhia e passando as mensagens adiante.

Entre os assuntos abordados no Guardião da Vida, estão os perigos de brincadeiras com pipas próximo às subestações e às redes elétricas. A CPFL reforça que as pessoas nunca busquem as pipas caídas em locais com equipamentos de energia, que podem causar acidentes e até morte.  

Um brinquedo inofensivo que traz transtornos quando utilizado de forma inadequada, podendo provocar acidentes graves e até fatais e corte no fornecimento de energia. Muitas pipas ficam enroscadas nos fios e causam interrupções nos meses seguintes. Isso ocorre porque a linha e a estrutura da pipa, enrolada nos cabos elétricos, se tornam condutoras de energia quando chove. 

Os desligamentos e os acidentes causados pelas pipas podem ser evitados com alguns cuidados simples, indicados pela campanha Guardião da Vida.  

Confira dez dicas básicas da CPFL Paulista para uma brincadeira mais segura: 

1. Empine pipas longe de rede elétrica, em locais onde não exista nenhum tipo de cabo de energia;

2. Dê preferência a espaços abertos como praças, parques e campos de futebol para usar o brinquedo;

3. Evite também soltar pipas em canteiros centrais de ruas, avenidas ou rodovias, locais onde existe fluxo de veículos;

4. Nunca use cerol ou a linha “chilena”, eles são proibidos por lei (Lei Estadual – Nº 12.192, de 2006);

5. Evite também as “rabiolas”, pois elas enroscam nos fios elétricos, desligando o sistema, podendo provocar choques elétricos, muitas vezes fatais;

6. Utilizar papel alumínio na confecção da pipa é perigoso, pois este material pode provocar curtos-circuitos;

7. Caso a pipa enrosque nos fios, não tente soltá-la. O melhor a fazer é desistir do brinquedo;

8. Nunca tente resgatar ou remover uma pipa com canos, bambus, ou laçar o brinquedo na rede elétrica com uso de linhas. Essas atitudes podem representar sério risco à vida; 

9. Não solte pipas em dias de chuva, com incidência de descargas atmosféricas (raios). Ela funciona como pára-raios, conduzindo energia;

10. Não se deve subir nas lajes das casas para empinar a pipa. Nesse caso, além de se aproximar da rede elétrica, qualquer distração pode causar uma queda. 

Confira essa e outras dicas em: https://guardiaodavida.com.br/

Seja um Guardião da Vida e compartilhe essa ideia: https://www.youtube.com/watch?v=NAVZ8XUoboA​  

Em caso de falta de energia, ou acidente com uma pipa e a rede elétrica, entre em contato com os canais de atendimento da CPFL Paulista: 

• WhatsApp: (19) 99908-8888

• Web mobile: www.cpfl .com.br (acesso via smartphone) 

• App “CPFL Energia”, disponível para smartphones Android ou iOs

• Agência Virtual: www.cpfl.com.br​

• SMS: enviar para 27351 (em casos de falta de energia, o cliente envia seu código de consumidor para este número e recebe também via SMS a previsão de restabelecimento)

• Call Center: 0800 010 1010 (ligação gratuita)

Nossa Cidade

Para proteger a comunidade escolar, Prefeitura reforça sinalização no entorno de escolas

Publicado

em

Ações aconteceram no Jardim Adelaide e também entre o Parque Ortolândia e o Jardim Amanda

Com a volta às aulas presenciais nas escolas da rede municipal de ensino, a Prefeitura de Hortolândia atua para garantir segurança viária à comunidade escolar. Desde o início da semana, agentes da Secretaria de Mobilidade Urbana trabalham em diversos bairros, reforçando a sinalização de trânsito no entorno de escolas de Hortolândia. 

Nesta quarta-feira (15/09), no Jardim Interlagos, além de ligar o novo semáforo instalado em frente à Emeb (Escola Municipal de Educação Básica), a Secretaria de Mobilidade Urbana destacou um agente para permanecer no local, nas horas de entrada e saída, a fim de dar suporte e orientar pedestres e motoristas.

Já na região entre o Parque Ortolândia e o Jardim Amanda, próximo ao Unasp (Centro Universitário Adventista de São Paulo), a Administração Municipal começou, nesta terça-feira (14/09), a implantar colunas onde serão ligados em breve semáforos para pedestres. Os equipamentos devem entrar em funcionamento até o final desta semana, prevê a Diretoria de Operações.

“Começamos a colocar colunas na Av. Santana, em frente ao condomínio Golden Park. Foi um pedido do condomínio, por causa do Unasp, que fica lá perto. Será um semáforo para pedestres. Solicitamos desde já aos motoristas que respeitem o semáforo. Mesmo com o radar, muitos passam por lá em alta velocidade, o que é um absurdo”, afirma o diretor de Operações, José Eduardo Vasconcellos.

Ainda na quarta-feira (15/09), as equipes trabalharam na região do Jardim Adelaide, onde reforçaram a sinalização no entorno da Emef (Escola Municipal de Ensino Fundamental) Fernanda Grazielle Resende Covre. Lá, nas ruas Júlio Cesar do Nascimento, Benedito Macedo e João Gastaldi, houve pintura de linhas duplas amarelas e linhas brancas contínuas, lombadas, legendas de “PARE”, “DEVAGAR” e “ESCOLA”, bem como faixa de retenção de veículos e de pedestres. 

Na Rua Júlio César do Nascimento, bem ao lado da escola, foram afixadas placas de “PROIBIDO ESTACIONAR/Embarque e Desembarque Escolar” e “PERMITIDO ESTACIONAR/Exclusivo Deficiente Físico”. Além disso, houve demarcação de vagas para deficiente físico e ônibus escolar, em frente à Emef. Já na Rua Júlio do Nascimento, em frente ao número 336, houve pintura de lombada e linha continua branca.

Lombadas do Pq. Oreste Ôngaro 

Nesta quinta-feira (16/09), houve reforço na sinalização de trânsito no Parque Orestes Ôngaro. Lá, as equipes traçaram linhas duplas amarelas, implantaram e pintaram lombadas na rua Domingos Batista de Sousa. A medida visa levar mais segurança viária aos usuários da USF (Unidade de Saúde da Família) do bairro.

Continue Lendo

Nossa Cidade

Coleta e tratamento de esgoto se destacam entre as diretivas do Programa estadual Município Verde/Azul

Publicado

em

Município tem quase 100% do esgoto tratado e coletado

A política de meio ambiente desenvolvida em Hortolândia tem a coleta e o tratamento de esgoto como destaques dentre as dez diretivas do Programa Verde Azul, desenvolvido pelo Governo do Estado, e que aponta a evolução dos Municípios, por meio Ranking Ambiental dos municípios paulistas. A participação do município no Programa é organizada pela Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável. 

Além do saneamento, outras nove Diretivas norteadoras da agenda ambiental local servem para medir a desenvoltura das cidades na questão ambiental: Município Sustentável, Estrutura e Educação Ambiental, Conselho Ambiental, Biodiversidade, Gestão das Águas, Qualidade do Ar, Uso do Solo, Arborização Urbana, Esgoto Tratado e Resíduos Sólidos.

Pontuação 

Hortolândia tem até o dia 22 para entregar o relatório com as informações que vão dizer qual sua pontuação no Ranking. A cidade registrou crescimento nos últimos três anos em que participou do certame. Em 2017, sua pontuação foi de 40,11; cresceu em 2018  para 41,79, chegou em 2019 a 66,11 e, em 2020, a 69,39. A expectativa é que, neste ano, a cidade ultrapasse os 80 pontos. “Nossa cidade, assim como os demais municípios, sofreram o impacto da pandemia do coronavírus, mas não perdemos o foco no enfrentamento às demandas socioambientais. Estamos buscando alternativas para a questão dos resíduos sólidos, da arborização urbana, da Educação Ambiental sem perder de vista o incentivo à participação popular que ocorre por meio de ferramentas de comunicação e também do Conselho de Meio Ambiente”, diz o secretário adjunto de Meio Ambiente, Josemil Rodrigues.

Histórico do esgoto

Resultado de uma política violenta de especulação imobiliária nos anos 1970/1980, quando ainda era distrito de Sumaré, Hortolândia se emancipou em 1991. Seu desenvolvimento urbano, econômico e social expandiu as divisas do Estado e atingiu patamares nacionais, como ocorreu no último dia 15 de junho, quando a cidade conquistou o segundo lugar no o Ranking Nacional da Universalização do Saneamento 2021, divulgado pela Abes (Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental). O índice de coleta de esgoto é de aproximadamente 98%. Já o esgoto tratado chega a 100%.

Em 2020, o município já havia dado um salto enorme, quando saiu do 11º e passou para o 6º lugar no ranking nacional, a partir de indicadores de abastecimento de água, coleta e tratamento de esgoto e coleta e destinação adequada de resíduos sólidos. Uma das prioridades da Prefeitura é atingir 100% de esgoto coletado e tratado.

Até 2005, o município não tratava um litro sequer do esgoto gerado. A partir desse ano, com uma política ambiental arrojada, planejada e pensada para as décadas seguintes, a Velha Jacuba investiu pesado em infraestrutura básica, resolveu problemas históricos de saneamento e, em parceria com a CAF (Corporação Andina de Fomento), desenvolve o PIC (Programa de Incentivo ao Crescimento) que prepara o município para os próximos 30 anos.

Os avanços registrados com o desenvolvimento econômico vieram acompanhados de uma evolução de recuperação do ambiente urbano e culminam nos dias de hoje com a implantação de espaços ambientais que dão suporte às dezenas de obras viárias que estão em execução atualmente. 

Verde Azul 

Lançado em 2007 pelo Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Estado do Meio Ambiente, na época – hoje Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente – o Programa Município VerdeAzul – PMVA tem o inovador propósito de medir e apoiar a eficiência da gestão ambiental com a descentralização e valorização da agenda ambiental nos municípios. Assim, o principal objetivo do PMVA é estimular e auxiliar as prefeituras paulistas na elaboração e execução de suas políticas públicas estratégicas para o desenvolvimento sustentável do estado de São Paulo.

Continue Lendo

Nossa Cidade

Mario Covas receberá repasse de R$ 3 milhões

Publicado

em

Obras são fundamentais para garantir um espaço mais moderno e acolhedor, diz prefeito Zezé Gomes

O Hospital Municipal e Maternidade “Governador Mário Covas”, de Hortolândia, receberá neste ano um repasse de R$ 3 milhões do Governo do Estado. O recurso foi anunciado nesta quinta-feira (16/09) pelo vice-governador Rodrigo Garcia ao prefeito José Nazareno Zezé Gomes, durante a inauguração das alças de acesso do Corredor Metropolitano “Vereador Biléo Soares” à rodovia Jornalista Franscisco Aguirre Proença (SP-101).

De acordo com o vice-governador, o recurso já está autorizado e será depositado dentro dos próximos dias nos cofres municipais. O repasse poderá ser utilizado para custeio, compra de medicamentos, insumos, manutenção ou reforma. “Estamos vivendo uma pandemia e, graças a vacinação realizada pelo Governo do Estado, estamos superando e voltando aos poucos com as nossas vidas normais. Investir em saúde é fundamental, uma vez que iniciaremos mutirões de exames e de cirurgias em todo o estado. Em Hortolândia, investir no Hospital é importante para a Prefeitura e fundamental para a população. Esse investimento reflete também em outras cidades da região. Todos ganham”, destacou Garcia.

O prefeito Zezé Gomes agradeceu o vice-governador pelo anúncio e destacou o trabalho de bastidores que foi necessário realizar para que o Estado pudesse destinar novos recursos ao Hospital Municipal. “Na semana passada, estive junto com o deputado estadual Rafa Zimbaldi onde tratamos sobre a saúde e cobramos recursos para o nosso hospital. A unidade vem passando por reforma e ampliação e todos os recursos são fundamentais para que possamos dar vazão às nossas necessidades. Recentemente entregamos o novo Pronto Socorro. Agora, estamos trabalhando na criação da sala de tomografia computadorizada e remodelando o Pronto Socorro Infantil. As obras são fundamentais para garantir um espaço mais moderno e acolhedor, melhorando substancialmente o atendimento para aqueles que mais precisam”, afirmou Zezé.

REMODELAÇÃO

A Prefeitura de Hortolândia continua avançando com a reforma do Hospital. Na intervenção, são investidos R$ 12,5 milhões para reforma desde a fachada até as instalações internas, o que resultará em diversas melhorias, entre elas, a ampliação de 67 para 100 leitos. Algumas etapas já foram concluídas, como a criação de 10 vagas de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) adulto, a finalização da obra no Pronto Atendimento Obstétrico e Ginecológico e a reabertura do Pronto Socorro Adulto, que também passou por obras de remodelação.

Continue Lendo

Populares