O Centro de Progressão Penitenciária registrou casos suspeitos ou confirmados, com 11 presos com resultado positivo para teste rápido que não especifica se foi reagente positivo para IGM ou para IGG, o que impede a conclusão sobre o real estado do paciente. Mas, ainda assim, de maneira preventiva, estão isolados do restante da população carcerária, em observação.

Nos casos suspeitos entre os presos, o paciente é isolado e a Vigilância Epidemiológica local é contatada. Os servidores em contato com o paciente devem usar mecanismos de proteção padrão, como máscaras e luvas descartáveis. Se confirmado o diagnóstico, além de continuar seguindo os procedimentos indicados, o preso será mantido em isolamento na enfermaria durante todo o período de tratamento. 

Na mesma unidade um servidor está afastado com caso confirmado de Covid-19 e outros dois servidores estão afastados preventivamente, sem confirmação da doença. Todo servidor com suspeita de diagnóstico do Covid-19 está devidamente afastado sob medidas de isolamento em sua residência, conforme orientações do Comitê de Contingência do coronavírus e a Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) acompanha seu quadro clínico, fornecendo todo o suporte necessário para sua recuperação. 

A SAP está dando continuidade às medidas já adotadas como  a ampliação na distribuição de produtos de higiene, álcool em gel e sabonete, além distribuição de Equipamentos de Proteção Individual (EPI).

Artigo anteriorNovo coronavírus faz 12ª vítima em Hortolândia; a vítima era uma senhora de 81 anos 
Próximo artigoEMS contrata Analista de Gestão Pleno