Connect with us

Nossa Cidade

PAT cadastra currículo de pessoas com deficiência em busca de emprego

Publicado

em

 

Empresas de Hortolândia e região procuram por esse perfil de trabalhador 

O PAT (Posto de Atendimento ao Trabalhador) de Hortolândia procura por trabalhadores que possuem algum tipo de deficiência para cadastrar currículos. O motivo é a demanda frequente das empresas da cidade e região por esse perfil de trabalhador. Para se cadastrar, a pessoa com deficiência deve comparecer ao posto de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, com CPF, RG, comprovante de endereço e carteira de trabalho. O PAT fica no prédio do HORTOFÁCIL, na rua Argolino de Moraes, 405, Vila São Francisco.

De acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo, a oferta de vagas de emprego para PCDs (Pessoas com Deficiência) está cada vez maior e mais frequente nas empresas de Hortolândia e região. “O PAT tem enfrentado dificuldade para atender as necessidades das empresas para a contratação de PCDs. Então, é importante que essas pessoas cadastrem seus currículos para que possam aproveitar as oportunidades de trabalho que surgem. As informações de contato e histórico profissional do trabalhador devem estar sempre atualizados para que possamos agilizar sua contratação”, explica a secretária de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Monique Freschet.

De acordo com a Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social, o último Censo do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), realizado em 2017, apontou que o País possui mais de 45 milhões de pessoas com deficiência, ou seja, aproximadamente 24% dos brasileiros. “A pessoa com deficiência possui capacidades que precisam ser exploradas. Um dos objetivos da Administração é emancipar essas pessoas para que elas conquistem sua autonomia pessoal. Diante desse desafio, o PAT é um importante instrumento para colocação da pessoa com deficiência no mercado de trabalho”, disse o secretário de Inclusão e Desenvolvimento Social, Régis Bueno.

LEI

A “Lei de Cotas”, n° 8.213/91, é uma Lei Federal, criada para garantir as pessoas portadoras de necessidades especiais ou que sejam beneficiárias do programa de Reabilitação Profissional pelo INSS (Instituto Nacional de Seguro Social) o direito e a possibilidade de exercer atividade laboral.

Também está previsto na lei, a obrigatoriedade das empresas que possuem mais de 100 funcionários a reservarem de 2% á 5% das vagas do seu quadro efetivo para PCD (Pessoa com Deficiência).

Parceria 

O PAT (Posto de Atendimento ao Trabalhador) é fruto de uma parceria da Prefeitura com a SERT (Secretaria Estadual do Emprego e Relações de Trabalho), o órgão cadastra desempregados, faz captação de vagas junto a empresas, encaminha candidatos para o processo de seleção, realiza emissão de carteira de trabalho e requerimento de seguro-desemprego. 

 

 

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Nossa Cidade

Prefeitura e Estado entregam DDM e anunciam construção de 360 moradias em Hortolândia

Publicado

em

Governador Rodrigo Garcia confirmou a abertura de 31 leitos pediátricos no HC da Unicamp e no Hospital Estadual de SumaréO prefeito de Hortolândia, José Nazareno Zezé Gomes, acompanhado do governador de São Paulo, Rodrigo Garcia, entregou oficialmente as instalações da primeira DDM (Delegacia de Defesa da Mulher) de Hortolândia e a 139ª do Estado de São Paulo. Localizado na rua Benedicta Pires de Assis, 88, bairro Remanso Campineiro, o espaço passou por reforma e adequações internas solicitadas pelo Estado, por meio da Secretaria de Estado de Segurança Pública.

Durante a solenidade de inauguração, o governador formalizou convênio para financiamento de 360 moradias populares na cidade. O empreendimento de 360 apartamentos para famílias de baixa renda receberá apoio público por meio de convênio firmado entre o Estado e a Prefeitura de Hortolândia. O projeto será viabilizado pela modalidade Nossa Casa – Preço Social, com aporte de R$ 9 milhões para ajudar as famílias a quitar o financiamento habitacional. As moradias serão construídas pela iniciativa privada. A Secretaria Municipal de Habitação ainda não revelou o local onde o empreendimento será construído.

Para o prefeito Zezé Gomes, a DDM era um sonho antigo do município, que há anos lutava para a instalação de uma delegacia que garanta mais dignidade às mulheres. O Chefe do Executivo hortolandense aproveitou para agradecer o empenho do governador que vem garantindo ao município uma série de obras e melhorias. “O meu amigo e saudoso prefeito Angelo Perugini, quando ocupou a cadeira de deputado estadual, havia plantado em 2016 uma semente e, face a toda essa luta e trabalho, sem esquecer da fé, alcançamos agora em 2022 esse grande objetivo. A partir do momento que o Governo do Estado lançou o decreto, confirmando a DDM, nós já buscamos um local adequado para a sua implantação. O prédio ficou muito bom e atenderá as necessidades da Polícia Civil. Quero também agradecer o governador que não vem medindo esforços e vem garantindo a nossa cidade uma série de benefícios. Rodrigo participou da entrega do Corredor Metropolitano, liberou recursos para a construção do viaduto do Nova Europa, tem a Praça da Cidadania que está chegando na região do Peron e vem nos ajudando na regularização fundiária pelo programa Cidade Legal e, agora, mais 360 apartamentos. Somos muito gratos ao Governo do Estado”, explicou o prefeito hortolandense.DDM-HORTOLÂNDIAA Delegacia de Defesa da Mulher era uma reivindicação antiga da população hortolandense, cuja instalação foi confirmada no último dia 6 de janeiro, por meio do Decreto n° 66.425. De acordo com o documento, a área de atuação será abrangida pelos limites territoriais da cidade. Assim como as demais DDMs sediadas em Sumaré, Santa Bárbara d’Oeste e Americana, a delegacia integrará a estrutura da Delegacia Seccional de Americana, vinculada ao Deinter-9 (Departamento de Polícia Judiciária do Interior) de Piracicaba. Apesar de Hortolândia contar com mais de 234 mil habitantes, o município ainda não disponibiliza atendimento diferenciado para mulheres vítimas de violência. As denúncias de estupro, ou violência doméstica, por exemplo, são registradas nos Plantões Policiais ou distritos policiais da cidade. No último ano, o CRAM (Centro de Referência e Atendimento à Mulher) “Debora Regina Leme dos Santos”, de Hortolândia, registrou o triste recorde de atendimento às mulheres vítimas de violência doméstica. Em 2021 foram registrados 660 atendimentos, um aumento de 50% em relação a 2020, quando foram anotadas 440 denúncias. Deste total, 421 casos terminaram na concessão de medidas protetivas de urgência, ação prevista pela Lei Maria da Penha (n° 11.340, de 7 de agosto e 2006).MAIS SAÚDE O governador Rodrigo Garcia confirmou a abertura de 31 novos leitos pediátricos no Hospital das Clínicas da Unicamp e no Hospital Estadual de Sumaré.  “Não é só dinheiro que resolve a saúde. É comprometimento, são profissionais dedicados, profissionais vocacionados, e compaixão que é o que nós temos em São Paulo e isso tem que nos encher de orgulho, porque todos nós juntos fizemos a diferença durante a pandemia”, afirmou Rodrigo.Os novos leitos pediátricos serão abertos na próxima quarta-feira (1°/06)) para atendimento de enfermaria, terapia intensiva e semi-intensiva no HC da Unicamp e na unidade estadual de Sumaré. O Governo de São Paulo investirá R$ 2 milhões para abertura e custeio dos leitos até o fim de setembro, cobrindo o período de sazonalidade de doenças respiratórias.Na Região Metropolitana de Campinas, Rodrigo fez ainda o anúncio oficial do programa Mutirão de Cirurgias para a região, que tem cerca de 71,4 mil procedimentos represados no sistema Cross (Centrais de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde). A iniciativa prevê cirurgias extras na rede estadual, remuneração dobrada nos hospitais do SUS e a contratação de serviços na rede privada e hospitais filantrópicos.

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Continue Lendo

Nossa Cidade

Governado no Estado assina convênio para construção de 360 habitações em Hortolândia

Publicado

em

cdhu

Nesta quinta-feira (26/05), o governado do estado, Rodrigo Garcia assinou um convênio para construção de 360 unidades habitacionais em Hortolândia pelo programa Nossa Casa Preço Social, além disso disponibilizou mais de 12 milhões para obras de infraestrutura na cidade. Diversas personalidades participaram do evento da entrega da Delegacia de Defesa da Mulher em Hortolândia.

Projeto Habitacional

Nossa Casa Preço Social: parceria entre o Estado e as Prefeituras para o desenvolvimento de empreendimentos de Habitação Social, pela iniciativa privada, em terrenos públicos municipais e estaduais. Nesse caso, os empreendimentos viabilizados terão parte das suas unidades disponibilizadas a preço social, além de contar com subsídios adicionais para todas as unidades.

Delegacia da Mulher

A Delegacia de Defesa da Mulher era uma reivindicação antiga da população hortolandense, cuja instalação foi confirmada no último dia 6 de janeiro, por meio do Decreto n° 66.425. De acordo com o documento, a área de atuação será abrangida pelos limites territoriais da cidade.

Assim como as demais DDMs sediadas em Sumaré, Santa Bárbara d’Oeste e Americana, a delegacia integrará a estrutura da Delegacia Seccional de Americana, vinculada ao Deinter-9 (Departamento de Polícia Judiciária do Interior) de Piracicaba.

Continue Lendo

Nossa Cidade

Evento “Grito Cultural” celebra o poder feminino neste domingo (29/05)

Publicado

em

Evento faz homenagem póstuma à Mãe Eleonora e comemora o aniversário de 31 anos de Hortolândia

A cultura afro é parte importante da história de Hortolândia. Prova disso é a 15ª edição do evento “Grito Cultural”, que acontece neste domingo (29/05), às 13h, na rua João Alves, 288, Jardim Adelaide. Neste ano, o evento tem o tema “As grandes mães e o poder feminino” para homenagear Mãe Eleonora, criadora da associação Ponto de Cultura Caminhos, responsável pela realização do evento. Mãe Eleonora faleceu no ano passado, vítima da COVID-19. O evento, que conta com o apoio da Prefeitura, também integra a programação comemorativa do aniversário de 31 anos de emancipação política de Hortolândia

O evento será aberto com um cortejo do grupo Urucungus. A programação terá ainda apresentação de jongo, dança popular de origem afro, com o grupo Jongo Dito Ribeiro. Outra atração é a exibição de capoeira com Mestre Zenaldo, do Núcleo Educacional Capoeira Salvador. Já para quem gosta de samba e pagode, a grande atração é o show do cantor Henrique Santos (foto), que foi integrante do grupo Soweto. A programação terá ainda apresentações do cantor Jorge Israel, do grupo Obi e de dança afro com o grupo Oju Obá.

Entre uma atração e outra, o público poderá curtir uma balada black com DJ. Outro atrativo é a feira “Mercados das Iabás”, com participação de 10 empreendedores afro que comercializarão roupas e acessórios. Para matar a fome e a sede, o evento terá barracas de alimentação, com destaque para o tradicional acarajé, e bebidas. 

Já na sede da associação Ponto de Cultura Caminhos, o público poderá conferir a exposição “As grandes mães e o poder feminino”, com fotos, quadros e um memorial com as iabás, que são as orixás femininas. Para valorizar a mulher negra, haverá um desfile com as vencedoras do concurso Miss Beleza Negra, realizado em edições anteriores do evento.

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Continue Lendo

Populares