Connect with us

Nossa Cidade

Mostra InterArtes começa neste sábado (04/07)

Publicado

em

Programação gratuita terá música, dança, grafite, fotografia e outras manifestações culturais

Começa neste sábado (04/07), às 19h, a Mostra Cultural InterArtes, que apresenta à população o resultado das atividades realizadas nos cursos livres oferecidos pela Prefeitura, por meio da Secretaria de Cultura, no CAC (Centro de Arte e Cultura), no Jardim Nossa Senhora de Fátima, e na Biblioteca Luz do Saber, no Jardim Amanda. O evento acontece em duas etapas. As atividades, que passam pelas artes plásticas e visuais, música, cultura digital e dança, são gratuitas e abertas ao público.

No primeiro dia, apresentam-se os aprendizes do CAC. A programação acontece no CEMMH (Centro de Educação Musical Municipal de Hortolândia), na Rua Vicente Palhão, S/Nº, no Jardim Santa Cândida, e reúne manifestações como grafite, fotografia, audiovisual, dança, música e capoeira.

O segundo dia de apresentações, a dos aprendizes da Biblioteca Luz do Saber, será no sábado seguinte (11/07), também às 19h, na Emef (Escola Municipal de Ensino Fundamental) Maria Célia Cabral do Amaral, na Rua Augusto dos Anjos, 1275, no Jardim Amanda.

Confira a programação completa da Mostra InterArtes:

Dia 04/07 – Aprendizes do Centro de Arte e Cultura – CAC

Local: Centro de Educação Musical Municipal de Hortolândia (CEMMH)

Rua Vicente Palhão S/Nº – Jardim Santa Cândida – Hortolândia

Exibição dos curtas-metragens

O Entregador

Curta metragem produzido pelos alunos da turma 2 do curso “Produção de Vídeo”. O filme conta a história de um entregador de mercadorias que se mete em uma confusão com um de seus clientes. Duração: 7 min. Arte-educadores: Ernimar Kuball e Lucas Vega.

Pegadinha

Curta metragem produzido pelos alunos da turma 1 do curso “Produção de Vídeo”. O filme conta a história de alguns amigos que resolvem pregar uma peça em uma amiga que costuma aprontar com eles. Duração: 7 min. Ernimar Kuball e Lucas Vega.

Apresentações artísticas

Capoeira: Filosofia, arte e Educação

Apresentação de Orquestra de Berimbaus e Roda de Capoeira Angola com os aprendizes do Curso Livre Capoeira: Filosofia, Arte e Educação. Arte-educador: Contramestre Leo Lopes.

Violão Popular

Os arranjos valorizam o violão como acompanhador, sem deixar de lado suas possibilidades melódicas. Além de música instrumental, a apresentação proporciona uma interação com aprendizes do curso livre de Canto Coral executando uma canção da MPB. Arte-educadores: Douglas Ferreira e Luiz Antônio Ferreira da Silva.

Canto coral: Nossa Bossa Nova

Nesta apresentação a turma do curso livre de Canto Coral resgata grandes sucessos da MPB, em ritmo de Bossa Nova, um movimento da música popular brasileira derivado do samba e com forte influência do jazz, lançado por João Gilberto, Tom Jobim, Vinícius de Moraes e jovens cantores e/ou compositores da zona sul carioca, nos final dos anos 50. Arte-educadora: Keyla Gomes Jardim. Participação Arte-educador Douglas Ferreira.

Dança do ventre: Hallege

As meninas da Dança do Ventre apresentam a Hallege, uma dança folclórica da região do Golfo Pérsico caracterizada pela vestimenta de longas túnicas, movimentos com os cabelos e que remetem ao cotidiano da população local. Arte-educadora: Roberta Hein.

Dança do Ventre Moderna

A dança do ventre moderna proporciona um maior repertório de movimentos coreografados de uma forma mais natural, visando o que a aprendiz constrói com seu corpo. Na dança moderna, o figurino é elaborado para valorizar a expressão artística das aprendizes. Arte-educadora: Nájima Anjum.

Balé: Allegro

Uma dança alegre e com passos leves, o Allegro é um estilo musical dançado por convidados para alegrar as festas e bailes de época. Arte-educadora: Jéssica Silva.

Camponesas

Nos campos do século XIX, as trabalhadoras camponesas dançavam todas as noites com suas famílias a Polca, uma dança regional europeia que alegrava as festas no campo. Arte-educadora: Jéssica Silva.

Baile Real

Nas cortes, nos tempos dos Reis e Rainhas, o Minueto era uma dança muito comum nos bailes reais, onde Rainhas, Princesas e Duquesas dançavam cumprimentando e entretendo todos os presentes. Arte-educadora: Jéssica Silva.

Valsa dos bosques

A valsa, uma dança comumente vista nos salões, vai para os bosques e se inspira através dos elementos da natureza: ar, terra, fogo e água juntos, no compasso de uma valsa. Arte-educadora: Jéssica Silva.

Lenda das Fadas

As fadas enchem o céu com sua leveza, contam sua história e a espalham para todos os cantos do mundo. Apesar de não serem vistas, no palco ganham vida e mostram sua dança. Arte-educadora: Jéssica Silva.

Exposições

Artes para Crianças

Regiões do Brasil

Mostra do trabalho realizado pelos alunos do curso livre de Artes para Crianças durante o primeiro semestre de 2015, com maquetes e outras produções das artes plásticas. Arte-educadora Amanda Martini.

Grafite

Apresentação dos resultados dos exercícios utilizando diferentes técnicas durante os encontros: Desenho de letras e lambe-lambe. Arte-educadora: Elisa Priedols.

Desenho Artístico

Apresentação dos resultados dos exercícios utilizando diferentes técnicas durante os encontros: Composição geométrica, desenhos de observação, desenhos com lápis 6B, colagem. Arte-educadora: Elisa Priedols.

Fotografia e Edição Digital

Consiste na seleção de 4 fotos sobre o mesmo tema, produzidas pelos aprendizes do Curso Livre de Fotografia e Edição Digital. Arte-educador: Rodrigo França.

Dia 11/07 – Aprendizes da Biblioteca Luz do Saber | Escola de Artes de Hortolândia “Augusto Boal”

Local: EMEF Maria Célia Cabral do Amaral

Rua Augusto dos Anjos, 1275 – Jardim Amanda, Hortolândia

Exibição dos curtas-metragens

O Entregador

Curta metragem produzido pelos alunos da turma 2 do curso “Produção de Vídeo”. O filme conta a história de um entregador de mercadorias que se mete em uma confusão com um de seus clientes. Duração: 7 min. Arte-educadores: Ernimar Kuball e Lucas Vega.

Pegadinha

Curta metragem produzido pelos alunos da turma 1 do curso “Produção de Vídeo”. O filme conta a história de alguns amigos que resolvem pregar uma peça em uma amiga que costuma aprontar com eles. Duração: 7 min. Ernimar Kuball e Lucas Vega.

Apresentações artísticas

Capoeira: Filosofia, arte e educação

Apresentação de Orquestra de Berimbaus e Roda de Capoeira Angola com os aprendizes do Curso Livre Capoeira: Filosofia, Arte e Educação. Arte-educador: Contramestre Leo Lopes.

Violão Popular

Os aprendizes apresentam trilhas sonoras de filmes , blues e música popular brasileira, experimentando a relação entre a melodia, o acompanhamento e a improvisação. Arte-educador: Luiz Antônio Ferreira da Silva.

Canto Coral: Nossa Bossa Nova

Nesta apresentação a turma do curso livre de Canto Coral resgata grandes sucessos da MPB, em ritmo de Bossa Nova, um movimento da música popular brasileira derivado do samba e com forte influência do jazz, lançado por João Gilberto, Tom Jobim, Vinícius de Moraes e jovens cantores e/ou compositores da zona sul carioca, nos final dos anos 50. Arte-educadora: Keyla Gomes Jardim. Participação: Arte-educador Luiz Antônio Ferreira da Silva.

Dança do Ventre Moderna

A dança do ventre moderna proporciona um maior repertório de movimentos coreografados de uma forma mais natural, visando o que a aprendiz constrói com seu corpo. Na dança moderna, o figurino é elaborado para valorizar a expressão artística das aprendizes. Arte-educadora: Nájima Anjum.

Mellaya Leff

Mellaya Leff é uma dança folclórica da região de Alexandria onde as mulheres se valem de um véu enrolado para protegê-las no trajeto de ida às festividades, preservando a mostra de seus trajes. Arte-educadora: Roberta Hein.

Dias Floridos

Durante a primavera no campo, os dias são cada vez mais floridos, são diversos aromas e rosas, que em grupos dançam pelo espaço alegrando a estação. Arte-educadora: Jéssica Silva

Ondas do mar

Águas tranquilas com leves e pequenas ondas que, juntas, percorrem o palco e formam a imensidão do mar. Arte-educadora: Jéssica Silva.

Cores e formas

A graciosidade dos movimentos infantis delineados com a caracterização das cores e seus significados. Arte-educador: Sérgio Queiroz.

Exposições

Artes para crianças

Regiões do Brasil

Mostra do trabalho realizado pelos alunos do curso livre de artes para crianças durante o primeiro semestre de 2015, com maquetes e outras produções das artes plásticas. Arte-educadora: Amanda Martini.

Histórias e Brincadeiras

A Exposição reúne o trabalho dos aprendizes de Artes para Crianças, contando um pouco da trajetória do curso e das suas histórias brincadas. Arte-educadora: Laura Valadão.

Retratos da infância

Mostra dos trabalhos realizados durante os encontros do 1º semestre. Arte-educadora Suzana Pereira.

Desenho artístico

Grafite

Apresentação dos resultados dos exercícios utilizando diferentes técnicas durante os encontros: Desenho de letras e lambe-lambe e estêncil. Arte-educadora: Elisa Priedols.

Desenho Artístico

Apresentação dos resultados dos exercícios utilizando diferentes técnicas durante os encontros: Composição geométrica, desenhos de observação, desenhos com lápis 6B, colagem. Arte-educadora: Elisa Priedols.

Fotografia e Edição Digital

Consiste na seleção de 4 fotos sobre o mesmo tema, produzidas pelos aprendizes do Curso Livre de Fotografia e Edição Digital. Arte-educador: Rodrigo França.

Nossa Cidade

Ana Perugini confirma pré-candidatura a deputada estadual

Publicado

em

Ana Perugini

A ex-deputada Ana Perugini confirmou nesta sexta-feira (21) sua pré-candidatura a deputada estadual nas eleições de outubro deste ano.

“Vou ficar aqui em São Paulo, perto das minhas filhas. Minha vocação é tocar, ouvir as pessoas e aqui eu acredito que posso contribuir mais. O meu dom natural é esse. Se Deus permitir, é isso que vai acontecer”, afirmou Ana, em entrevista ao jornalista Helton Pimenta.

Ana Perugini participou, na tarde desta sexta, do programa Helton Pimenta Entrevista. A atração é transmitida ao vivo pelo Facebook.

Caso seja eleita deputada estadual, Ana Perugini cumprirá seu terceiro mandato na Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo), onde esteve de 2007 a 2010 e de 2011 a 2014. Entre 2015 e 2019, foi deputada federal. Nos últimos dois anos na Câmara dos Deputados, Ana presidiu a Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher.

Ao conquistar 121.681 votos no pleito de 2014, Ana Perugini foi a primeira mulher eleita deputada federal  na RMC (Região Metropolitana de Campinas).

Ana Perugini é funcionária pública do TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo), com formação em direito pela PUC-Campinas e pós-graduação em gestão pública pela FGV/Perseu Abramo.

Continue Lendo

Nossa Cidade

Consulta pública para apresentação de propostas para Conferência da Igualdade Racial é prorrogada até o dia 24

Publicado

em

Interessados devem preencher formulário on-line, que se encontra no Portal da Prefeitura, ou impresso disponível no Departamento de Direitos Humanos

A Prefeitura de Hortolândia prorrogou para segunda-feira (24/01) o prazo para inscrições da consulta popular para apresentação de propostas para a V Conferência Municipal de Políticas de Promoção da Igualdade Racial. Antes, este prazo se encerraria nesta sexta-feira (21/01). Por conta do aumento do número de casos de influenza e da Covid-19, a comissão organizadora mudou a dinâmica da conferência que passará a ser online, com abertura prevista para a próxima sexta-feira (28/01), a partir das 19h, e poderá ser acompanhado pelo canal da Secretaria da Cultura pelo Youtube.

No sábado (29/01), os trabalhos seguem online, a partir das 9h e para participar é necessário se inscrever no link pela plataforma https://docs.google.com/forms/d/1uLuCBMbQ_uF9wTREkM0gPLOcHxx8j5zW6F7-IycL0SI/edit

De acordo com informações do Departamento de Direitos Humanos e Políticas Públicas para as Mulheres, Setor de Políticas Públicas de Promoção da Igualdade Racial, os interessados em participar da consulta pública devem preencher formulário on-line que se encontra no Portal da Prefeitura – www.hortolandia.sp.gov.br – ou em formato impresso no Departamento de Direitos Humanos e Políticas Públicas para as Mulheres, localizado na rua João Blumer, 289, no Remanso Campineiro.

“O prazo foi prorrogado, o que aumenta as chances das pessoas interessadas de participar. Como etapa preparatória à V Conferência Municipal de Promoção da Igualdade Racial (COMPIR), estas propostas visam ampliar a participação popular nas demandas da Promoção de Igualdade Racial”, explicou a gerente do Departamento de Direitos Humanos e Políticas Públicas para as Mulheres, Cícera Abreu.

Continue Lendo

Nossa Cidade

Hortolândia destaca combate à intolerância religiosa

Publicado

em

O dia 21 de janeiro significa um marco na luta ao respeito da diversidade religiosa

A Secretaria Municipal de Governo, por meio do Departamento de Direitos Humanos e Políticas Públicas para as Mulheres, destacará nos dias 28 e 29 de janeiro, durante a 5ª Conferência Municipal de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, a discussão sobre o combate à intolerância religiosa.

No dia 28, o evento será transmitido pelo canal do Youtube da Secretaria de Cultura, a partir das 19h. No dia 29, a Conferência será virtual para os credenciados. Para se inscrever basta acessar a plataforma https://docs.google.com/forms/d/1uLuCBMbQ_uF9wTREkM0gPLOcHxx8j5zW6F7-IycL0SI/edit


“Neste ano levaremos a discussão sobre o desenvolvimento de políticas públicas contra à intolerância religiosa durante os trabalhos da Conferência. Por isso é importante que as pessoas se inscrevam e participem deste momento importante e democrático”, destacou o diretor de Direitos Humanos e Políticas Públicas para as Mulheres, Fabiano Cavalcante.

DIA NACIONAL

O Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa, celebrado em 21 de janeiro, foi instituído no ano de 2007 pela Lei nº 11.635 em homenagem à Mãe Gilda Iyalorixá, que foi vítima de intolerância religiosa em outubro de 1999, quando teve seu templo invadido, depredado e o seu marido agredido por fundamentalistas religiosos. Não superando o trauma dos ataques, veio a falecer em janeiro do ano seguinte, após um infarto.


O dia 21 de janeiro significa um marco na luta ao respeito da diversidade religiosa. Embora o preconceito e a intolerância religiosa sejam considerados crimes no Brasil, as ocorrências aumentaram de forma substancial nos últimos anos. Um levantamento realizado pelo Ministério dos Direitos Humanos mostra que no período de janeiro de 2015 ao primeiro semestre de 2017 houve uma denúncia a cada 15 horas.

Continue Lendo

Noticias

Amazon

Populares