Connect with us

Nossa Cidade

Hortolendo vira modelo de incentivo à leitura para outros municípios

Publicado

em

Vínculo afetivo entre livros e crianças, criado no evento, motiva trabalho em sala de aula

Hortolendo

A festa literária realizada pela Prefeitura de Hortolândia, por meio das secretarias de Cultura e Educação, continua rendendo frutos. A edição deste ano do Hortolendo, a terceira, desempenhou também o papel de acontecimento turístico. Entre os cerca de 30 mil visitantes, verificou-se um grande número de pessoas vindas de outros municípios que viram no evento não apenas uma opção de lazer e cultura em família, mas um modelo de incentivo à leitura a ser seguido.

Para o chefe de gabinete de Capivari, Eduardo Prado, a iniciativa é tão boa que as autoridades do município paulista pretendem reproduzi-la por lá, com o nome de “Capivari: lendo no parque – terra da luz e poesia”. A festa, que aconteceria no final de junho, com o apoio da editora Adonis, a mesma parceira da Prefeitura de Hortolândia, foi remarcada em razão das chuvas, para quatro de agosto, no parque ecológico Murilo Ferreira Carnicelli.

Segundo o secretário de Educação de Capivari, Nadir Assalin, a iniciativa representará tanto uma oportunidade de desenvolver o hábito da leitura e escrita entre crianças e jovens das escolas municipais, quanto de revitalização do parque, devolvendo-o às famílias como opção de lazer. “Estamos muito ansiosos com isso”, afirma. A ideia era encerrar o semestre letivo com o evento, que prevê apresentação de números musicais, corais, tendas para consulta e distribuição de livros, apresentação de trabalhos das escolas da rede, praça de alimentação, tudo aos moldes do que se vê em Hortolândia em maio, nos últimos três anos.

Publicidade

Na vizinha Sumaré, o projeto socioeducativo-cultural de Hortolândia já tem similar em curso desde 2012, também inspirado no original. É o “Alkmin lendo”, realizado na EE (Escola Estadual) Prof André Rodrigues de Alkmin (ciclo 1), que atende cerca de 590 crianças, com turmas até o 5º ano.“Fiquei impressionado com o tamanho do evento, a organização e o envolvimento das escolas da rede municipal, expondo as atividades que faz, e a parceira com a iniciativa privada”, declarou o professor José Antônio Rodrigues, diretor da escola.

Rodrigues, que soube do Hortolendo desde a primeira edição por meio de uma colega que mora em Sumaré e trabalha na rede municipal de Hortolândia, conferiu o evento agora em maio. “É um evento transformador”, avalia. “Tem a competência de transformar futuros cidadãos em grandes leitores. Fiquei encantado com a proposta o trabalho, que se desenvolve em várias linguagens: teatro, oralidade, música. Não usa uma só. É aí que está o sucesso, oferecer opção e mostrar que tudo é leitura. Isso faz com que a criança possa ler o mundo à sua volta e transformá-lo. Ser um grande leitor é fazer dele um bom produtor de textos”, revela. “O maior valor é apresentar ao público o que as secretarias e a Prefeitura fazem para melhorar a leitura e transformar a criança em leitor. Isso é fundamental. Temos que fazer hoje este leitor, até o 5º ano. Quando a criança vai para o 6º ano e começa a ficar adolescente, muda o foco. O grande ganho é a longo prazo, fazer com que ele continue lendo. É um desafio”, complementa.

Entre os parceiros que colaboraram com a festa pela primeira vez, a receptividade também foi boa. “Além do incentivo à leitura, o evento proporcionou um dia diferente, alegre, com muitas atividades interessantes e lúdicas para toda a comunidade”, comentou a educadora Cátia Zamboni, coordenadora do programa “Estrada para Cidadania”, da Autoban, em email endereçado à comissão organizadora. “O evento foi muito organizado e gostaria de parabenizar a todos que trabalharam para que ele acontecesse”, comentou.

A fama do Hortolendo chegou até ao sul de minas. De Bueno Brandão, cidade a 140 km de Campinas, também vieram elogios. “Estão de parabéns todos os organizadores e colaboradores. No próximo ano organizarei uma excursão para levar professores e, se possível, alunos de minha cidade para conhecerem de perto essa iniciativa tão feliz”, diz Gerson G. Rossi, diretor do Departamento de Cultura da cidade mineira, em mensagem à Secretaria de Educação de Hortolândia, assinada também pela chefe do Departamento, Carla Ribeiro de Melo. “Fiquei encantado. Cheguei às 14h e lamentei não ter chegado às 10h para passar mais tempo por lá. Algumas ideias que colhi por aí já vou começar a aplicar. Isso mostra que os frutos da Hortolendo não se limitam à sua cidade. Sintam-se privilegiados, os moradores de Hortolândia, por sediarem um evento como esse. Obrigado a todos! ”, declarou, empolgado.

Publicidade

O que é o Hortolendo

Projeto conjunto das secretarias de Cultura e Educação, da Prefeitura de Hortolândia, o Hortolendo recebe a colaboração de outros setores e órgãos da Administração e conta com a parceira de algumas entidades do setor privado. A 3ª edição da festa literária aconteceu no último dia 26 de maio de 2013, dentro das comemorações de 22 anos de aniversário da cidade.

Neste ano, cerca de 30 mil pessoas compareceram ao parque Creape (Centro de Referência Ambiental Parque Escola), no Jardim Santa Clara do Lago II.

O objetivo da Hortolendo é criar laços prazerosos entre as crianças e os livros, por meio de atividades lúdicas, como brincadeiras e contação de histórias. O evento é aberto ao público e oferece atividades gratuitas para todas as faixas etárias. Ao longo do domingo, a produção das escolas municipais, em diversos gêneros literários, entre eles poesia, literatura de cordel, parlendas (versinhos com temática infantil recitados em brincadeiras de crianças), história em quadrinhos, contos, canções, receitas, textos jornalísticos, é colocada em destaque.

Publicidade

A Prefeitura disponibilizou uma estrutura de aproximadamente 40 tendas de leitura com diversos gêneros literários, barracas para troca de livros, praça de alimentação, oficinas artísticas e um palco para apresentações culturais. Além disso, ofereceu transporte gratuito, passando por escolas municipais em seis regiões da cidade. Os ônibus estavam equipados com livros, destinados não apenas aos alunos da rede, mas a toda a família.

Fonte: Assessoria de Comunicação / Prefeitura de Hortolândia

Nossa Cidade

Rua da ETEC-Hortolândia ganha pavimento novo

Publicado

em

Prefeitura espera concluir serviço em cinco vias do Jardim Santana até sábado (02/07)

A Rua Capitão Lourival Mey, no Jardim Santana, conhecida por ser “a rua da ETEC-Hortolândia (Escola Técnica Estadual/Centro Paula Souza)”, está de pavimento novo. Após remoção da cobertura anterior e fresagem, equipes contratadas pela Prefeitura colocaram, nesta quinta-feira (30/06), a massa asfáltica. O trecho beneficiado vai desde o cruzamento com a Av. Olívio Franceschini até a Luiz Camilo de Camargo. Com isso, a Administração Municipal reforça a segurança viária de quem circula por importantes vias de Hortolândia.

Segundo a Secretaria de Obras, esta é uma das cinco vias que está sendo pavimentada pela Prefeitura no Jardim Santana. O trabalho na região começou no final de semana passado e tem previsão de término para este sábado (02/07). As outras vias atendidas são: Amélia de Camargo Blumer (da Av. Olívio Franceschini até a Euclides Pires de Assis), Wilson Vasco Mazin (da R. Amélia Blumer até a R. Capitão Lourival Mey), Carlos Roberto de Melo (da R. Cap. Lourival Mey até a R. 11) e Rua J (da Mário Léssio até a Av. Olívio Franceschini).

No início deste mês, aconteceram ações de pavimentação asfáltica tanto na Vila Real, em vias no entorno da Av. Thereza Ana, como a Rua Ernesto Bergamasco, quanto no Jd. Santa Rita. Neste último, foi refeito o pavimento de todo o trecho que vai da Rua Paulina Rosa até a Casemiro de Abreu, no entorno da Ponte da Esperança (Estaiada), na área que dá acesso ao Corredor Metropolitano. Além desta, houve pavimentação ainda na própria Av. Thereza Ana Cecon Breda, em trecho na Vila São Pedro, na saída para Sumaré, e na Rua Dr. Leandro Luiz Camargo dos Santos, em frente a agência dos Correios da Praça da Neusa, na Vila São Francisco. 

Publicidade

Desde o final de maio, a Prefeitura vem atuando em 17 frentes, em bairros como Remanso Campineiro, Parque Gabriel e Jardim Santana; Jardim das Colinas, Vila Real e Vila São Pedro; além do Jardim Santa Clara do Lago. Nos próximos meses, o serviço estará concluído, beneficiando toda a cidade.

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Continue Lendo

Nossa Cidade

Limite de velocidade para o tráfego é reduzido em trecho do Corredor Metropolitano, no Jardim Novo Ângulo

Publicado

em

Medida tem o objetivo de evitar acidentes de trânsito na região

Motoristas que trafegam pelo Corredor Metropolitano na avenida Antônio da Costa Santos devem ficar atentos à redução do limite de velocidade para o tráfego de 60 km/h para 50 km/h no trecho da via desde o cruzamento com a avenida Osvaldo de Souza (Posto Ipiranga) até a Estrada Municipal Sabina Baptista de Camargo (Presídio), na região do Jardim Novo  Ângulo. A medida contempla os dois sentidos da avenida e já está em vigor. De acordo com a Secretaria de Mobilidade Urbana, o novo limite de velocidade permitida para o tráfego evita acidentes de trânsito.

“O trecho possui radares controladores de velocidade e, mesmo assim, é comum observarmos motoristas trafegando acima do limite de velocidade permitida na via, colocando a própria vida e a vida de terceiros em risco. Pedimos a colaboração da população para respeitar a nova medida adotada pela Prefeitura por mais segurança viária neste trecho do Corredor Metropolitano. A contribuição de todos é necessária para construirmos um trânsito cada vez mais seguro e sem mortes na cidade”, explica o diretor de operações da Secretaria de Mobilidade Urbana, José Eduardo Vasconcellos.

Melhoria dos dados de segurança viária em Hortolândia

Publicidade

As políticas públicas implementadas na cidade reduziram em aproximadamente 70% o número de acidentes de trânsito entre os anos de 2017 e 2021, e a redução de 79% dos acidentes com vítimas fatais nas vias municipais. “Além da redução de 1.265 para 404 acidentes no período que compreende entre estes anos, vale ressaltar que, paralelo ao trabalho para redução de acidentes, Hortolândia desenvolve a malha cicloviária, investe na melhoria do transporte público, nas ações educativas com a população e em diversos temas que abrangem o desenvolvimento da mobilidade urbana”, explica o secretário de Mobilidade Urbana, Atílio André Pereira.

Segundo a Secretaria de Mobilidade Urbana, entre os anos de 2017,  criação da secretaria até 2021, nas vias municipais houve a redução em 70% dos acidentes registrados na cidade. Neste mesmo período, o número de vítimas causadas por colisões no trânsito em ruas e avenidas dentro dos limites do município foi reduzido em 79%. Com isso, a cidade cumpriu a meta estipulada pela ONU (Organizações das Nações Unidas) na “Década de Ação pela Segurança no Trânsito”, regulamentada pela instituição  apontando que até 2030, governos de todo o planeta devem tomar novas medidas para prevenir os acidentes com vítimas.

Conjunto de ações para desenvolvimento da segurança viária

Para salvar vidas no trânsito, são desenvolvidas ações, que vão desde atividades educativas com motoristas e pedestres, reforço na sinalização, até a implantação de semáforos e radares controladores de velocidade, principal medida adotada pela Administração Municipal para a redução de mortes no trânsito. Os dispositivos começaram a funcionar em janeiro de 2019. Além disso, a cidade recebe, periodicamente, um mutirão de Tapa-Buraco em todas as regiões. Outra medida importante é a instalação dos painéis eletrônicos informativos nos portais de entrada e saída da cidade e investimentos na malha cicloviária, que, neste ano chegará a 50 quilômetros de um total de 100 quilômetros que serão implantados.

Publicidade

 

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Continue Lendo

Nossa Cidade

Prefeitura irá iniciar inscrições para a disputa de mais três categorias do futebol amador da cidade

Publicado

em

Equipes Máster, Infantil e Mirim podem demonstrar interesse na disputa à partir de sexta-feira (01/07)

As equipes interessadas na disputa das categorias Máster (jogadores à partir dos 40 anos de idade), Infantil (14 e 15 anos) e Mirim (12 e 13 anos) do Campeonato de Futebol Amador de Hortolândia podem entrar em contato, à partir desta sexta-feira (01/07) até o dia 15 de julho, por meio do telefone (19) 992929241, para apresentar o interesse em inscrever os times na competição. De acordo com a Secretaria de Esportes, as inscrições devem ser iniciadas na segunda-feira (18/07) e os campeonatos com previsão de início no sábado (06/08).  Na categoria Super Máster, para jogadores com 45 anos de idade ou mais, as inscrições serão encerradas no domingo (03/07), e a competição tem início previsto para o dia 23 de julho, podendo ter alterações na data do começo do campeonato.

O calendário do futebol em Hortolândia está “recheado” com torneios até o final deste ano. No momento, acontecem as disputas da primeira e segunda divisões  do Campeonato Amador. Além das categoria Super Máster, Máster, Infantil e Mirim com competições em agosto, no mês de outubro, a previsão é do início das competições nas categorias Veterano (jogadores à partir dos 35 anos de idade) e da terceira divisão do Campeonato Amador. Para fechar o calendário do futebol 2022 em Hortolândia, em novembro, devem acontecer as disputas das categorias Juniores (19 e 20 anos) e Juvenil (16 e 18 anos).

 

Publicidade

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Continue Lendo

Noticias

Publicidade

Populares