Connect with us

Nossa Cidade

Hortolândia registra índice considerado baixo de quantidade de larvas de Aedes aegypti

Publicado

em

Hortolândia registra o Índice de Breteau de 1. Este é o resultado da ADL (Análise de Densidade Larvária) que a Prefeitura realizou neste mês. O índice, que contabiliza a quantidade de larvas do mosquito Aedes aegypti encontrados na cidade, é considerado baixo. O índice é dividido em três escalas: de 0 a 1 é considerado baixo; de 1 a 4, médio; e acima de 4, alto.

De acordo com o veterinário da UVZ (Unidade de Vigilância e Zoonoses), órgão da Secretaria de Saúde responsável por realizar a análise, Evandro Alves Cardoso, o índice medido ficou dentro do nível esperado para essa época do ano. “Durante o inverno, que é caracterizado por temperaturas mais baixas, diminui a circulação do Aedes aegypti. Mas, mesmo assim, é importante que a população mantenha os cuidados para prevenir e combater a proliferação do mosquito”, alerta Cardoso.

O veterinário reforça que, apesar de em menor quantidade, o Aedes aegypti continua ativo no inverno durante o dia, período em que a temperatura é mais quente e, portanto, propícia para sua circulação e reprodução. Assim, é necessário manter os cuidados para evitar a reprodução do mosquito. 

Dentre os cuidados que o veterinário orienta a população adotar estão manter quintais e áreas externas da casa limpos e sem armazenagem de materiais que possam acumular água parada, condição propícia para que a fêmea do Aedes aegypti deposite os ovos. Outras medidas recomendadas são manter tampados tonéis, barris e caixas d’água, colocar telas em ralos, deixar garrafas com a boca virada para baixo e encher os pratinhos de vasos de plantas com areia até a borda. De acordo com a UVZ, cerca de 80% dos focos de criadouros do Aedes aegypti estão nas casas das pessoas. 

Outra ação que os moradores devem fazer para ajudar no combate ao mosquito é evitar o descarte irregular de resíduos em vias e áreas públicas e em terrenos baldios. A Prefeitura reforça a orientação para que a população faça o descarte correto de resíduos e materiais reaproveitáveis nos 11 PEVs (Pontos de Entrega Voluntária de entulho e outros materiais recicláveis) existentes na cidade. Em breve, a Administração Municipal deve inaugurar mais dois PEVs no município. A lista dos PEVs está disponível no site da Prefeitura, por meio deste LINK.

A ADL consiste em visitas aleatórias em casas de todas as regiões da cidade. É feito o sorteio dos quarteirões a serem visitados. De acordo com o veterinário Evandro Alves Cardoso, foram visitados cerca de 3.000 imóveis para fazer a análise. Os agentes entram nas residências para investigar locais onde há larvas do Aedes aegypti. As larvas são recolhidas, identificadas e contabilizadas para gerar o índice, conhecido como Índice de Breteau. 

O veterinário ressalta que a ADL é importante para que a Prefeitura verifique o grau de infestação do mosquito no município e defina quais ações e estratégias de prevenção e combate ao Aedes aegypti que devem ser adotadas. A ADL é realizada três vezes ao ano, janeiro, julho e outubro. O índice medido no município em janeiro deste ano foi de 3,9. Já em julho de 2020 a análise não foi feita em razão da pandemia do Coronavírus.

CASA A CASA

Em paralelo a ADL, a Prefeitura de Hortolândia prossegue com outra ação importante de combate ao Aedes aegypti: o trabalho casa a casa de busca e eliminação de criadouros do mosquito em diferentes regiões da cidade. Nesta semana, a UVZ executa a ação nas regiões da Chácaras Reymar e do Parque dos Pinheiros.

Os agentes do órgão visitam as casas dos moradores para fazer a busca ativa e a eliminação de possíveis criadouros do Aedes aegypti. O objetivo é eliminar o mosquito ainda na fase larval. Caso sejam encontradas larvas, algumas delas são recolhidas para identificação em laboratório. 

A Prefeitura solicita para que os moradores recebam os agentes e os deixem entrar em suas residências para realizar a ação. O veterinário Evandro Alves Cardoso ressalta que os agentes estão identificados com crachá e uniforme. Durante a ação, a Prefeitura ressalta ainda que, em virtude da pandemia do Coronavírus, os agentes e os moradores devem manter os protocolos sanitários com o uso obrigatório de máscara e distanciamento.  Mas é preciso ficar atento contra golpes: durante as visitas, os agentes não solicitam nenhum dado bancário ou informação pessoal dos moradores. O trabalho realizado consiste somente na identificação e eliminação de criadouros do mosquito.

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Nossa Cidade

Terminais da EMTU em Hortolândia e Campinas recebem esta semana o Circuito de Saúde

Publicado

em

Passageiros poderão realizar testes de glicemia e aferir a pressão arterial

O Circuito Campinas de Saúde, parceria entre a EMTU e o Instituto SAUTEC, levará ações de saúde aos passageiros do Terminal Hortolândia nesta terça-feira (19) e ao Terminal Metropolitano Magalhães Teixeira, na próxima sexta-feira (22).

A primeira ação do Circuito na região aconteceu em Americana no dia 09/10, quando foram realizadas 346 aferições de pressão e 231 testes de glicemia.

A iniciativa visa orientar os passageiros sobre prevenção de doenças como diabetes e hipertensão, além de alertar para a importância do diagnóstico precoce em pacientes assintomáticos. Profissionais e estudantes do Instituto SAUTEC vão realizar aferição de pressão arterial e testes de glicemia, esclarecendo também as dúvidas da população e distribuindo materiais informativos sobre as patologias.

Instituto SAUTEC – Escola de cursos na área da saúde, o Sistema de Ensino da SAUTEC une processos de aprendizagem com os mais atuais recursos pedagógicos e tecnológicos.

EMTU – Vinculada à Secretaria dos Transportes Metropolitanos, a Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo (EMTU) é controlada pelo Governo de São Paulo. Fiscaliza e regulamenta o transporte metropolitano de baixa e média capacidade nas cinco regiões metropolitanas do Estado: São Paulo, Campinas, Sorocaba, Baixada Santista e Vale do Paraíba / Litoral Norte. Juntas, as áreas somam 134 municípios.

Serviço

Data: 19/10

Horário: 08h30h às 15h

Local: Terminal Hortolândia

Endereço: Avenida Santana, s/n – Parque Ortolândia – Hortolândia .

Data: 22/10

Horário: 08h30h às 15h

Local: Terminal Prefeito Magalhães Teixeira – Campinas

Endereço: R. Dr. Ricardo, 233 – Centro, Campinas

Continue Lendo

Nossa Cidade

Parque Lago da Fé recebe flores e plantas em ação de paisagismo na área em ampliação

Publicado

em

Prefeitura de Hortolândia avança com obra de ampliação da maior área de lazer da cidade

A chuva veio em boa hora. Além de melhorar as condições ambientais, como qualidade do ar e capacidade dos reservatórios de água, a umidade ajudará na manutenção das plantas recém colocadas na área em ampliação do Parque Lago da Fé. O serviço de paisagismo realizado pela Prefeitura de Hortolândia teve início na última semana, com objetivo de deixar a maior área de lazer da cidade mais florida e alegre. A previsão é que o trecho do parque em ampliação, que vai desde o Jd. São Miguel até a avenida Olívio Franceschini, fique pronto em três meses, no início do próximo ano.

De acordo com a Secretaria de Obras, no trecho em ampliação já foram construídos dois quilômetros de pista de caminhada e ciclovia, cinco quadras esportivas para basquete, tênis, vôlei e futsal, sendo uma das quadras de areia. O parque também terá academia ao ar livre, viveiro, bicicletário, estacionamento, área multiuso e playground, numa área iluminada com lâmpadas LED.

Com o avanço da obra estrutural, foi possível iniciar o processo de paisagismo. Para isso, a Prefeitura está utilizando espécies de plantas e flores ornamentais. Floreiras com base de tijolos foram construídas em diversos pontos do parque, com bancos de concreto nas laterais, para oferecer beleza aos olhos e descanso aos frequentadores. Em breve, a área também receberá mudas de espécies nativas para arborização.

O Parque Lago da Fé totalizará uma área de 222 mil metros quadrados quando a obra for finalizada. A parte já implantada, desde o Jd. Nova Alvorada, passando pelo Pq. Gabriel, atrás da Câmara Municipal, até o Jd. São Miguel, conta com 180 mil metros quadrados, incluindo duas lagoas de contenção de enchentes, pista de caminhada e travessia para pedestres.

Continue Lendo

Nossa Cidade

Parque Chico Mendes recebe “Movimento Rosa” neste domingo (24)

Publicado

em

Atividades começam a partir das 7 horas, com a realização da aula de alongamento e, em seguida, pedal e caminhada; tenda da saúde, artesanato, praça de alimentação, música e muito mais

No próximo domingo (24/10), no Parque Socioambiental Chico Mendes, será realizado o “Movimento Rosa”, atividade alusiva à campanha “Outubro Rosa” de conscientização e prevenção ao câncer de mama. O Parque fica localizado na avenida Olívio Franceschini, s/n°, na região Central.


A partir das 7 horas, as secretarias municipais de Serviços Urbanos, Segurança, Mobilidade Urbana, Inclusão Social, Fundo Social de Solidariedade, Saúde, Cultura, Meio Ambiente e Esportes ocuparão as dependências do parque, oferecendo atividades físicas como alongamento, pedal, caminhada, zumba e exercícios funcionais. A Saúde estará presente com uma tenda do CAISM (Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher) e da atenção básica, onde farão orientações sobre a importância de realizar o autoexame e a mamografia como ações preventivas ao câncer de mama.


Além disso, o Fundo Social de Solidariedade, junto com o Banco de Alimentos, terá uma tenda para arrecadação de alimentos para o programa “Hortolândia Solidária”. “Você que tem condições de ajudar, doe um quilo de alimento não perecível. Essa contribuição faz diferença na vida de muitas pessoas”, declarou a presidente do Fundo Social, Maria dos Anjos.


O “Movimento Rosa” terá ainda a participação dos artesãos da economia solidária, food truck e apresentações culturais. O evento terá o apoio da Guarda Municipal e dos agentes de trânsito, garantindo maior segurança aos pedestres e frequentadores do Parque Chico Mendes.

MÊS DE CONSCIENTIZAÇÃO

A Prefeitura de Hortolândia entrou de cabeça na campanha “Outubro Rosa”. Uma série de atividades já está acontecendo em todas as regiões da cidade. O objetivo é conscientizar a população, em especial as mulheres, sobre a importância de realizar exames preventivos e o autoexame, uma vez que o diagnóstico precoce eleva as chances de cura da doença.


Ao longo de todo o mês, a Secretaria de Saúde promoverá atividades especiais nas unidades de saúde, com o objetivo de mobilizar a população sobre o tema. Haverá palestras, roda de conversas, cafés da manhã, caminhadas, exames de papanicolau, entre outras atividades que promovam orientações sobre a importância de realizar rastreamento do câncer de mama.


“O Outubro Rosa é um período para chamar a atenção para a prevenção do câncer de mama. Quando diagnosticado precocemente, o câncer de mama tem mais chances de cura. Mas é fundamental que as mulheres façam os exames, procurem uma unidade básica de saúde e conversem com os profissionais de saúde”, destaca o diretor de Direitos Humanos, Fabiano Cavalcante.


Em setembro deste ano, o município zerou a fila de espera por exames de mamografia, com apoio da carreta do Projeto Social de Saúde “Cuidando Delas”, viabilizado pela deputada estadual Edna Macedo. Agora, as mulheres que recebem encaminhamento dos médicos das UBSs (Unidades Básicas de Saúde) para este exame são atendidas sem demora, em cerca de 15 dias. Em Hortolândia, o CAISM é a unidade de referência para atendimento, com a oferta de 600 mamografias por mês. Caso sejam detectadas alterações no exame ou suspeita de câncer, a paciente é encaminhada a um serviço de referência do SUS (Sistema Único de Saúde) para fazer exames complementares, acompanhamento ou tratamento, conforme as particularidades de cada caso.


O câncer de mama é uma doença causada pela multiplicação de células anormais da mama, que formam um tumor. Há vários tipos de câncer de mama. Alguns tipos têm desenvolvimento rápido enquanto outros são mais lentos. O câncer de mama é o câncer mais comum entre as mulheres no Brasil e no mundo, correspondendo a cerca de 25% dos casos novos a cada ano. Especificamente no Brasil, esse percentual é um pouco mais elevado e chega a 28,1%. Existe tratamento para câncer de mama e o Ministério da Saúde oferece atendimento por meio do SUS (Sistema Único de Saúde).

Continue Lendo

Populares