22 de maio de 2024
Nossa Cidade

Hortolandenses pedem redução de salários dos veredores

Mobilização da população tem como objetivo a derrubada do Projeto de Lei que prevê o reajuste no salário dos vereadores, e também pedem a sua redução.

Os moradores de Hortolândia realizarão uma mobilização no próximo dia 23/02 a partir das 14h até as 16h, em frente a Câmara Municipal de Hortolândia, para colher assinaturas contra o Projeto de Lei que prevê o reajuste dos salários dos vereadores em 10,64%, passando de R$ 11,2 mil para R$ 12,4 mil.

Um dos organizadores da ação, diz que além de vetar o reajuste, a emenda popular sugere a redução salarial dos parlamentares para um salário mínimo. Ele diz ainda que os vereadores não debatem as leis, e não fiscaliza e nem se opõem contra o executivo.

O projeto foi votado no dia 11/02 de forma “relampaga”, sem que a população soubesse. Na divulgação da sessão de quinta-feira, a assessoria de imprensa da Câmara informou apenas os números dos projetos aprovados, e não o resumo deles, como costuma fazer em outros e-mails.

Para que a emenda popular entre em votação na Câmara é preciso aproximadamente 5% do total de eleitores de Hortolândia.

Justificativa do Presidente da Câmara

O presidente da câmara Gervásio Batista Pozza (PT) falou em entrevista que o reajuste, de forma a repor a infração, é justa para qualquer trabalhador e que a mobilização não passa de interesses políticos, organizada por pessoas que são pré-candidatos.

Pozza teria dito ainda que o salário do vereador é insuficiente para manter o mandato. E justifica o salário por ter gastos como o escritório político mantem em seu bairro para atender a população.

Lei Proibida a reprodução total ou parcial, sem autorização previa do Portal Hortolandia . Lei nº 9610/98