Connect with us

Nossa Cidade

Governo Federal visita local onde será construído viaduto da Vila Real

Publicado

em

Assessor de Bolsonaro visita Hortolândia exclusivamente para conhecer o cruzamento da linha de trem    

Na tarde de hoje(28/01), o prefeito de Hortolândia, Angelo Perugini levou o secretário Nacional de Transportes Terrestres do Ministério de Infraestrutura, General Jamil Megid; o presidente da RUMO, Guilherme Penin; e o diretor Regional no Estado de São Paulo da ANTT – Agência Nacional de Transportes Terrestres, José Ricardo N. de Carvalho, para conhecerem o local onde será instalado o viaduto sobre a linha do trem na Vila Real. “Assumi a função de secretário no dia 14 e verifiquei que este é um dos primeiros projetos que estão em execução na pasta, por isso resolvi vê-lo pessoalmente”, disse o General, que foi nomeado pelo presidente Jair Bolsonaro para conduzir a pasta ligada ao Ministério da Infraestrutura.

O processo para a construção da obra está em fase de liberação pelo Tribunal de Contas da União. A visita é uma das primeiras ações do General Jamil, à frente da Secretaria. Além de Hortolândia, ele passou por Santos, São Paulo, Campinas e estava a caminho de Americana, quando passou foi até a linha férrea na Vila Real. “A vinda do secretário até nossa cidade nos dá a segurança de que a reivindicação do Município, respaldado pelo apoio da população, está sendo desenvolvido com responsabilidade e transparência, o que só valoriza nossa conquista diante das outras esferas governamentais”, afirmou Perugini, durante a visita do secretário. A expectativa é que a obra tenha início ainda neste semestre.       

Primeiro da lista

A construção do viaduto para transposição da linha férrea na região central de Hortolândia é prioridade numa lista de obras cuja execução terá o apoio da concessionária Rumo. Numa lista de mais de 40 obras, o viaduto foi escolhido para ser a primeira obra desenvolvida pela RUMO. O anúncio foi feito à Prefeitura em janeiro do ano passado pelo diretor de relações governamentais e institucionais da concessionária de transporte ferroviário de cargas, Emanoel Tavares Costa Júnior. Naquela época, a concessionária confirmou seu interesse em colaborar na obra, que unirá as avenidas Santana (Jd. Amanda) e São Francisco de Assis (Vila Real), além de melhorar o fluxo de veículos, facilitar o acesso entre as regiões da cidade e evitar acidentes envolvendo veículos e trens. 

Em uma lista de mais de 100 cidades, Hortolândia é a primeira da fila para receber obras que serão executadas pela empresa, em virtude do trajeto da linha ferroviária. 

O projeto de obras foi elaborado pela Prefeitura e compreende intervenções desde a igreja Matriz, na Vila Real, até a avenida Santana, logo após a ponte do córrego que corta o Parque Chico Mendes. O viaduto terá passagem de pedestres em ambos os lados e ciclovia em uma das laterais. Há previsão também da construção de 8,2 quilômetros de ciclovia, paralela à linha férrea, desde a região do Jd. Rosolen até o centro da cidade. 

Luta antiga

A construção deste viaduto é uma luta antiga do município, que desde o primeiro do governo do prefeito Perugini busca parcerias para viabilizar a obra. Em 2009, a Prefeitura já havia desapropriado áreas com intuito de agilizar a obra e discutia com o Estado uma possível parceria. Em 2012, após a Prefeitura ter implantado medidas de segurança no trecho de conflito do sistema viário com a ferrovia, o prefeito encaminhou ao DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte) estudo de viabilidade técnica, financeira e ambiental para a obra do viaduto. O projeto, que desde então sofreu algumas adequações, foi analisado pela Rumo e virou uma das prioridades da concessionária. 

Segurança Viária

A construção do viaduto sobre a linha férrea na região central da cidade é uma das ações da Prefeitura para reduzir o número de acidentes de trânsito em Hortolândia.

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Nossa Cidade

Prefeitura de Hortolândia divulga boletim da COVID-19

Publicado

em

Boletim tem atualização feita semanalmente

A Prefeitura de Hortolândia divulga o boletim de casos de COVID-19 e de óbitos desta semana (confira as tabelas abaixo). A atualização dos dados passou a ser semanal desde julho deste ano.

A Prefeitura iniciará as vacinações para crianças de 3 anos e de 4ª dose para pessoas de 30 anos ou mais no Dia D, neste sábado (20/08).  

A Secretaria de Saúde reforça a informação que continua a vacinação diária contra a COVID-19 em oitos UBSs. Nas demais unidades, a vacinação é feita em dias diferentes da semana.

 

Dados da semana

(12 a 18/08)

Total até semana anterior

(01.01.2022 a 11.08.2022)

Total do ano

(01.01.2022 a 18.08.2022)

Casos notificados

712

36. 809

37.692

Casos positivos

124

12.372

12.496

Óbitos

2

88

90

Total de óbitos + casos positivos

126

12.460

12.586

Casos negativos

442

23.559

24.001

Casos em investigação

1.132

957

1.099

Óbitos registrados na semana:

Óbito

Data do óbito

Gênero

Idade

Comorbidades

870

15/03/2022

Feminino

75

Doença cardiovascular crônica

871

09/03/2022

Feminino

80

Não informado

Fonte: Prefeitura

Continue Lendo

Nossa Cidade

Projeto “Concertos Oficiais” terá os grupos Madeira Brasil e Turuntuntun

Publicado

em

Evento será na próxima terça-feira (23/08), às 20h, no CEMMH Maestro Ronaldo Dias de Almeida

Os apreciadores das músicas erudita e instrumental irão se regozijar com o projeto “Concertos Oficiais – Série Inverno”, promovido pela Prefeitura de Hortolândia, na próxima terça-feira (23/08). As atrações serão os grupos Madeira Brasil e Turuntuntun. O projeto será, às 20h, no Centro de Educação Musical Municipal de Hortolândia Maestro Ronaldo Dias de Almeida, localizado na rua Vicente Palhão s/nº, Jardim Santa Cândida. Para assistir os concertos, é necessário retirar os ingressos no local das 19h até às 19h45.

O grupo Madeira Brasil, formado por clarinetas, apresentará um trecho da obra “A flauta mágica”, um dos trabalhos mais conhecidos do compositor austríaco Mozart. Gênio precoce, durante a infância e adolescência, Mozart já havia criado mais de uma centena de peças musicais. 

Já o Turuntuntun, formado por instrumentos de percussão, apresentará a obra “Mitos brasileiros”, do músico fluminense Ney Rosauro. A obra é dividida em cinco movimentos, cada um deles dedicado a um personagem conhecido do folclore brasileiro (Curupira, Iara, Saci Pererê, Uirapuru e Mula sem cabeça). Rosauro é um músico com reconhecimento internacional. Ao longo de sua carreira já realizou recitais, concertos, workshops e residências em conservatórios e instituições de ensino em mais de 45 países. Com 11 discos lançados, Rosauro já foi diretor de percussão da University of Miami (Estados Unidos). Também é reconhecido por seus livros sobre métodos de aprendizado de percussão.

CONCERTOS OFICIAIS 

O projeto “Concertos Oficiais”, realizado pela Secretaria de Cultura, promove a difusão da música clássica e a formação de público por meio das apresentações dos grupos de câmara do CEMMH, cujos integrantes são alunos e músicos formados no centro. A programação de concertos acontece durante o ano nas estações outono, inverno e primavera.

Confira abaixo os programas do projeto “Concertos Oficiais” da terça-feira (23/08):

Madeira Brasil:

– “A flauta mágica – Abertura” (“Overture The Magic Flute”, Wolfang Amadeus Mozart)

arranjo: Franz Lotz

– “Antigas danças húngaras” (“Early hungarian dances”, Ferenc Farkas)

– “Ulla in Africa” (Heiner Wiberny)

– “Aquarela do Brasil” (Ary Barroso)   

arranjo: Wilmar Sartori

clarineta e requinta: Rodrigo da Luz Pironelli

clarinetas: Caroline Vidal Ribas, Vanessa Teixeira Vidal, Melanie Jasper Silva e Letícia Dias Alves

clarinetes baixos: Leandro Alves e Kaio Dias de Moura

percussão: Adriana Laranjeira

Turuntuntun:

– “Mitos brasileiros para quarteto de percussão” (Ney Rosauro):

I. Curupira

II. Iara

III. Saci Pererê 

IV. Uirapuru

V. Mula sem cabeça

instrumentos de percussão: Adriana Laranjeira, Clayton Pereira Gonçalves Morais, Jefferson Henrique Pereira e Priscila Pereira de Andrade Filier

Participação especial: Adailton José Justino (narração)

Fonte: Prefeitura

Continue Lendo

Nossa Cidade

Como ajudar pessoas em situação de rua em Hortolândia? Confira:

Publicado

em

Você sabe o que fazer para auxiliar quem vive em situação de rua, em Hortolândia, nas madrugadas frias de inverno? Para pedir ajuda à Prefeitura e beneficiar quem está em condição socialmente mais vulnerável é possível utilizar os seguintes canais: o telefone (19) 2210-9144 ou o e-mail: [email protected].

Os contatos são do Instituto Esperançar, OSC (Organização da Sociedade Civil) contratada pela Administração Municipal, por meio da Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social, para prestar os serviços públicos de acolhimento e abrigo provisório, na cidade.

A Casa de Passagem, que funciona 24 horas por dia, fica na Rua Francisco Guimarães de Oliveira, 40, no Remanso Campineiro, e disponibiliza 50 vagas. Existe também o Abrigo Institucional, também com funcionamento ininterrupto, localizado na Rua José Cavalcante, 204, na Vila Real, que conta com 30 vagas.

De acordo com a Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social estima-se que, atualmente, há 160 pessoas em situação de rua na cidade, sendo 150 homens e 10 mulheres.

Outro serviço disponibilizado para pessoas em situação de rua é o de Abordagem Social. É feito por uma equipe composta por educadores sociais, assistente social e psicólogo, que realiza busca ativa de demandas e atende denúncias das 8h às 22h, diariamente, inclusive aos finais de semana.

Continue Lendo

Populares