Nossa Cidade

Formação voltada a profissionais da Educação de Hortolândia enfoca a música como instrumento integrador

Após atender coordenadores pedagógicos e professores do Ensino Fundamental, formação com material do grupo “Palavra Cantada” será disponibilizada também para professores da Educação Infantil

Mais de 560 profissionais da Educação participam, nesta semana, da formação continuada “Palavra Cantada na Escola”, que enfoca a música como instrumento de integração de saberes e conexões com a interdisciplinaridade. Gratuita, a formação é promovida pela Prefeitura de Hortolândia, por meio da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia. As aulas acontecem em dois momentos, no IFSP (Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia de São Paulo), câmpus Hortolândia, na Vila São Pedro. O primeiro vai desta segunda até sexta-feira (12 a 16/09) e o segundo, nos dias 27 e 28 deste mês. 

O material utilizado é do premiado grupo “Palavra Cantada”, formado em 1994 pelos músicos brasileiros Sandra Peres e Paulo Tatit, que mescla música, brincadeira e educação, em suas canções. Entre as mais conhecidas estão “Pé com pé”, “Tchibum, da cabeça ao bumbum” e “Pindorama”.

O primeiro grupo em formação é constituído por 40 coordenadores pedagógicos e 525 professores do 1° ao 5° ano do Ensino Fundamental, inclusive os que atuam no CIER (Centro Integrado de Educação e Reabilitação) “Romildo Pardini” e nas escolas de Educação Integral (em estações de Projeto de Vida e Orientação de Estudos). O segundo é formado por 353 professores da Educação Infantil, de turmas do Minigrupo ao Jardim 2.

De acordo como Supervisor Educacional Donizeti Faria, do CFPF (Centro de Formação dos Profissionais em Educação) “Paulo Freire”, trata-se de um trabalho de música e musicalização, que enfoca aspectos como corpo e movimento, trabalhando a linguagem corporal por intermédio da música. O material é específico para cada faixa etária, que vai dos dois aos cinco anos de idade na Educação Infantil e do 1° ao 5° ano do Ensino Fundamental.

“A música na educação das crianças possui um potencial de desenvolvimento psicomotor, socioafetivo, cognitivo e linguístico. A capacidade lúdica da música facilita o percurso da aprendizagem e pode ser um recurso interdisciplinar para a construção do conhecimento, além de favorecer a sensibilidade, criatividade, senso rítmico, imaginação, memória, concentração, atenção, socialização e afetividade. Outro elemento significativo da música é a capacidade rítmica do movimento, da expressão e consciência corporal”, ressalta Faria.

Fonte: Prefeitura

Lei Proibida a reprodução total ou parcial, sem autorização previa do Portal Hortolandia . Lei nº 9610/98