Connect with us

Nossa Cidade

Desenvolvimento integral da criança é tema de palestra para educadores

Publicado

em

 

O ser humano desenvolve-se integralmente, em ambos os contextos, escola e família, e não há como separá-los. Porém, existe na educação brasileira uma cultura que faz um corte entre eles, priorizando o intelecto e delegando à família a formação emocional. É papel dos educadores acompanhar o ser em plenitude, de maneira integral. A avaliação é da Prof.a. Dra. Célia Regina da Silva, que, a convite da Prefeitura, veio a Hortolândia discutir o conceito de educação integral com profissionais da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia. Estudiosa da área, atuando em educação há 20 anos, 11 anos quais em ensino superior, na formação de futuros professores, Célia entende a realização de programas municipais de educação integral como investimento em qualidade e aposta na formação plena do estudante.

“A proposta da integralidade na educação vai na linha de a gente estar sempre consciente e, por isso, ela é coletiva. A ideia que se tem sobre a escola de educação integral é a de uma escola em que a criança fica o dia inteiro, e não é. Na educação integral, pode-se ter uma postura de integralidade numa escola em que a criança fica meio período. Estamos falando de formação integral. Se a criança fica em período integral, tem-se mais tempo ainda para trabalhar esta integralidade. É um olhar, um jeito de pensar no processo educativo, que é muito complexo e vai na contramão do que a gente tem. Então, é muito difícil de bancar. Fico muito feliz quando as prefeituras estão tentando, porque vai na contramão e não traz benefícios imediatos. Até conseguir fazer rodar um negócio desses bem leva tempo. Mas tem que começar. Então, investir nisso é uma atitude ousada e muito comprometida com a educação, na educação pública como um fenômeno importante e não só como uma ação específica para ver resultados imediatos, porque não são imediatos, mas são muito motivadores e constantes, mas leva tempo”, avalia a professora da UMC (Universidade de Mogi das Cruzes). 

Pela manhã, no Remanso Campineiro, Célia falou sobre “Desenvolvimento Integral” para profissionais do CFPF “Paulo Freire” (Centro de Formação dos Profissionais em Educação), supervisores e coordenadores educacionais. No começo da noite, o debate foi com assistentes de direção e professores das escolas vinculadas ao Programa de Educação Integral, realizado pela Prefeitura. Segundo a Secretaria de Educação, o objetivo da formação é oferecer à equipe participante oportunidade de atualização, para que organize com qualidade as estações de vivência, atendendo às necessidades da criança. 

“O Brasil tem um índice altíssimo de crianças usando remédios, produtos farmacológicos; é um dos que mais consome, quando a criança oferece resistência para o ensino que a escola é capaz de oferecer. A tentativa é atribuir à criança o problema de atenção. Mas a criança muitas vezes não tem este problema. Apenas não foi ensinada a desenvolver aquilo”, argumenta a pesquisadora. Segundo ela, se o aluno age impulsivamente, precisa de acolhimento por parte do educador (e também da família) para aprender a lidar com o que gera esta impulsividade. “Precisa de orientação e mediação para aprender a esperar, a conter a impulsividade”, explica. 

Em sala de aula, eis o desafio. Como o profissional da educação pode ajudar alunos com este perfil? De acordo com Célia Regina, atualizar-se, aprofundar-se teoricamente sobre o assunto é um dos primeiros passos a ser dado pelo educador profissional, para que conheça cientificamente como a criança se desenvolve e saiba agir de modo embasado. Assim, suas ações fugirão do senso comum que, muitas vezes, reforça, nesta criança, comportamentos inadequados. É o caso do que chama de “educação punitivista”, à base de ameaças, que gera reações de ansiedade, levando alunos preparados intelectualmente a temer provas e avaliação, mesmo na idade adulta. Há casos em que a dimensão emocional por vezes atropela a cognitiva, gerando bloqueio no aprendiz. Outras vezes, a maneira como se trabalha o conteúdo pedagógico reforça na criança impressões limitantes sobre si mesma, seja de que é teimosa, indisciplinada, seja que é incapaz de aprender tal ou qual matéria.

“Às vezes, formam-se seres humanos competitivos, inseguros. Assim como é possível formar pessoas socialmente generosas, colaborativas. O professor tem um papel primordial e indissociável nisso. Quer ele tenha consciência disso ou não, estará formando esta criança integralmente”, defende a professora. “”Melhor que tenha consciência disso”, complementa. 

Educação Integral

Criado pelo governo Angelo Perugini, em 2011, o programa de Educação Integral foi retomado em 2017. Neste ano, a iniciativa beneficiará 2.419 mil alunos, em 15 escolas. Neste primeiro semestre, seis escolas municipais já estão alinhadas ao programa. A meta da Prefeitura é que, em 2020, todas as 28 Emefs participem dele, atendendo 4.210 alunos. A iniciativa oferece a alunos do Ensino Fundamental a oportunidade de participar de atividades culturais, esportivas, artísticas, de lazer e cidadania, no horário oposto ao do ensino regular, desenvolvendo-se em diferentes dimensões.

Quem é Célia Regina da Silva

De acordo com texto elaborado pela própria autora, publicado no Currículo Lattes do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico), Célia Regina da Silva possui graduação em Psicologia pela Unesp (Universidade Estadual Paulista) Júlio de Mesquita Filho (2002), mestrado em Educação (Psicologia da Educação) pela PUC/SP (Pontifícia Universidade Católica de São Paulo-2006) e doutorado pelo Programa de Pós-graduação em Educação Escolar da Unesp/Araraquara. De 2005 a 2007, atuou como Assessora de Educação Infantil na Secretaria Municipal de Educação do município de Guarulhos/SP. Atuou, também, como professora assistente nas Faculdades Integradas de Ciências Humanas, Saúde e Educação de Guarulhos, ministrando as disciplinas Psicologia Social e Psicologia Institucional para o curso de graduação em Psicologia, Psicologia do Desenvolvimento para o curso de graduação em Pedagogia, Psicologia da Educação para cursos de licenciatura e ministrou disciplina sobre desenvolvimento e aprendizagem para o curso de Especialização em Gestão Escolar. No mesmo período foi professora colaboradora do curso de especialização em Educação Especial da Fundação Educacional de Penápolis. Atuou como professora substituta da Universidade Federal de Mato Grosso de Sul, no campus de Paranaíba/MS, atuando, também, como formadora em projeto de formação junto aos Professores de Educação Infantil do mesmo município. Atualmente é professora da Universidade de Mogi das Cruzes. Tem experiência na área de Psicologia Educacional, com ênfase em Programação de Condições de Ensino, atuando principalmente nos seguintes temas: políticas públicas, desenvolvimento infantil, educação infantil, formação de professores.. É membro do GEPCO (Grupo de Estudos em Psicologia Concreta – UEPG/PR) e do Laboratório Interinstitucional de Ensino e Pesquisa em Psicologia Escolar (LIEPPE) USP (Universidade de São Paulo).

 

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Nossa Cidade

Hortolândia comemora 31 anos com festa no Parque Lago da Fé

Publicado

em

Por

Prefeitura inaugura oficialmente a ampliação do parque na próxima quinta-feira (19/05) a partir das 9 horas, com programação festiva para a população

Hortolândia completa 31 anos de emancipação político-administrativa na próxima quinta-feira, 19 de maio. Para celebrar a data, a Prefeitura entregará oficialmente para a comunidade, a partir das 8 horas, a ampliação do Parque Socioambiental Lago da Fé, na avenida Joaquim Martarolli, região do Parque Gabriel. A programação oficial conta com uma série de atividades artísticas, esportivas e de lazer, que promete agitar o público presente durante todo o período da manhã.

De acordo com o prefeito José Nazareno Zezé Gomes, o município vive um grande período de transformações e a entrega da ampliação do Parque Lago da Fé se torna um marco na história do município em relação à conquista de mais qualidade de vida. “Sabe aquela história: quem te viu, não acredita no que vê hoje? No passado, na região do Parque Lago da Fé só havia mato para todo lado. O projeto de Cidade do Futuro, tão bem elaborado pelo meu saudoso amigo Angelo Perugini, transformou toda essa grande região. Implantamos as lagoas de contenção de enchentes, urbanizamos, criamos pista de caminhada, ciclovia, parque infantil, academia ao ar livre e quadras esportivas. Criamos a maior área de lazer do município e, sem dúvida, é um momento de grande satisfação, de ver esse sonho antigo se tornando realidade”, afirmou o prefeito.

De acordo com informações da Secretaria de Governo, as atividades de aniversário no Parque Lago da Fé começam a partir das 8h, com aula de ginástica chinesa (Lian Gong). Às 8h15 o Quinteto Cultura ocupa o palco principal, trazendo clássicos da Música Popular Brasileira. Às 9h15, a recreacionista Naná comandará o palco, onde fará dinâmicas com o público. A partir das 9h30, começa a solenidade oficial de inauguração da ampliação do Parque Lago da Fé, com a presença de autoridades municipais. Após a solenidade de inauguração, a música volta a tomar conta do palco principal, com apresentação do músico Diego Figueiredo. A partir das 11h, a equipe da Academia Malibu fecha as atividades de palco.

Nas quadras, a Secretaria Municipal de Esportes mobilizou professores de tênis, futebol society , futsal, vôlei de areia, basquete e de ginástica. Haverá ainda orientações sobre primeiros socorros que serão realizadas pela equipe da Secretaria de Saúde, além da Feira da Economia Solidária.

“Sem dúvida, será uma manhã festiva e que contamos com a participação das famílias hortolandenses”, finalizou o prefeito.

INAUGURAÇÃO:
Ampliação do Parque Socioambiental Lago da Fé
Avenida Joaquim Martarolli, Parque Gabriel
Dia 19 de maio, a partir das 8 horas

Continue Lendo

Nossa Cidade

Hortolândia 31 anos: Deputado Dalben destaca recursos destinados ao município

Publicado

em

Por

O município de Hortolândia completa 31 anos nesta quinta-feira, dia 19 de maio. Para comemorar a data, o deputado estadual Dirceu Dalben destacou a importância da cidade no cenário estadual e reforçou o compromisso de seguir trabalhando em busca de mais recursos estaduais, a fim de proporcionar mais qualidade de vida e justiça social à população. Para a cidade, o parlamentar já conquistou R$ 930 mil, por meio de emendas parlamentares.

Hortolândia é uma cidade pela qual temos muito carinho. Jovem e promissora, tem se destacado nos cenários estadual e nacional. Nesta data em que completa 31 anos de história, queremos parabenizar a todos os hortolandenses que tanto contribuem para o desenvolvimento dessa querida cidade! Nosso mandato está à disposição para continuar auxiliando com emendas e conquistar novos investimentos que garantam cada vez mais qualidade de vida e justiça social à população!”, destacou Dalben.

Ao todo, são R$ 930 mil de emendas destinadas para melhorias na cidade, sendo R$ 330 mil para a Saúde (aquisição de ambulância e custeio dos serviços prestados à população pela Rede Municipal); R$ 200 mil para obras de infraestrutura; R$ 200 mil para aquisição de aparelhos de ar-condicionado para a EMEF (Escola Municipal de Ensino Fundamental) CAIC, no Jardim Amanda; R$ 100 mil para a Secretaria de Desenvolvimento Social, com indicação de aquisição de veículo para o Centro de Referência e Atendimento à Mulher – Débora Regina Lopes dos Santos e mais R$ 100 mil para a Associação Beneficente Pedra Viva – CTI Moriah, que atende crianças e famílias em situação de risco.

O deputado também intermediou e conquistou, junto ao Governo do Estado, a construção do tão sonhado viaduto entre o Jardim Nova Europa e o Parque Bandeirantes de Sumaré, além da inclusão da recuperação da antiga Estrada da Granja, ligação entre a região Central e Novo Ângulo, no programa estadual “Novas Vicinais”, e o encaminhando de projeto para a pavimentação da Estrada Luiz Fernandes Breda.

“Nosso mandato trabalha com muita dedicação em busca de mais investimentos e melhorias para Hortolândia. São recursos para que a prefeitura invista na qualidade de vida da população, obras que vão melhorar a mobilidade urbana e logística do município”, destacou Dalben.

Outra importante conquista para a cidade, que contou com o apoio e intervenção do deputado, foi a garantia da duplicação da linha férrea e construção de viaduto na Vila Real, por meio da renovação antecipada da concessão da Malha Ferroviária Paulista à empresa Rumo. Dalben ainda intermediou a implantação de nova linha de ônibus para os moradores do Condomínio Anauá, em Hortolândia, se deslocarem até Campinas.

A cidade ganhou uma unidade própria do Poupatempo e contará com uma DDM (Delegacia de Defesa da Mulher): a unidade policial especializada já foi criada por meio do Decreto Estadual 66.425/2022. Na Alesp, Dalben apoiou a ampliação do Fórum (com duas Varas Cíveis e uma Criminal), bem como votou favorável na Comissão de Finanças, Orçamento e Planejamento da Alesp pela instalação de um Cartório de Registro de Imóveis, Títulos e Documentos e Civil de Pessoa Jurídica na cidade, a fim de que os hortolandenses não precisem mais ir até Sumaré para ter acesso aos serviços.

Ao longo dos últimos anos, Hortolândia foi contemplada em diversos outros programas estaduais, como o Alimento Solidário (com distribuição de cestas básicas), Vale Gás, reforma da rede elétrica de 25 escolas estaduais para a climatização, implantação de ensino integral em escolas estaduais, novo veículo do Procon, equipamentos para a Defesa Civil e a regularização fundiária de imóveis (por meio do programa Cidade Legal).

Continue Lendo

Nossa Cidade

Previsão aponta que frio deve ficar por mais tempo

Publicado

em

frio

Nesta quinta (19), as temperaturas devem ficar entre 6 e 16ºC (caso a nebulosidade persista ao longo da noite, a temperatura mínima poderá ficar mais elevada).

Na sexta-feira, as temperaturas devem ficar entre 7 e 19ºC. No final de semana, apesar de ainda abaixo da média, as temperaturas devem ficar um pouco mais elevadas, com mínimas em torno de 10ºC e máximas em torno de 23ºC.

Não há previsão de chuva para os próximos dias – os indicativos apontam para precipitação somente mais no final do mês.

Continue Lendo

Populares