21 de maio de 2024
Nossa Cidade

Coleta seletiva no rodeio gera renda extra a grupo de cooperados

 

Que a coleta de materiais recicláveis, realizada em grandes eventos, contribui para uma cidade mais limpa e saudável, todo mundo já sabe. Porém, algumas pessoas não se dão conta de que a correta destinação de latinhas, papel, papelão, plástico e outros materiais tem também relevante alcance social. É que, quanto maior o volume de recicláveis coletado, maior a renda de quem sobrevive desta atividade, como os integrantes da Cooperativa Águia de Ouro, entidade parceira da Prefeitura na destinação correta de resíduos reaproveitáveis. Durante a Festa do Peão de Hortolândia 2019, os oito cooperados participantes coletaram, ao todo, 1.301kg de metal proveniente de latinhas de bebida, o equivalente a 1,3 tonelada. O valor em reais, obtido em seis noites de um grande evento, equivale a algo em torno da metade do que arrecadam por mês, em média. O balanço total foi divulgado nesta segunda-feira (27/05) pela Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável.

Outros materiais recicláveis, menos valiosos na hora da venda, e descartados em menor volume na festa, também foram coletados, porém não entraram na conta acima. Segundo a Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, no primeiro final de semana do rodeio, entre os dias 10 e 12/05, foram coletados 712kg de recicláveis. Já no segundo, correspondente aos dias 17, 18 e 19/05, foram 589kg. Após a venda, o grupo apurou ao todo, R$ 5.349,00, sendo R$ 2.990,00 no primeiro período e R$ 2.359,00, no segundo. Com isso, coube a cada integrante R$ 668,62 a mais, pelo trabalho extra realizado. 

“A coleta seletiva na Festa do Peão, frequentada por milhares de pessoas, demonstra que a Prefeitura está empenhada em sensibilizar a população quanto à forma correta de descarte, bem como fortalecer a Cooperativa de Reciclagem. É preciso que cada um faça a sua parte, evitando impactos ao meio ambiente, gerando renda a pessoas que necessitam”, afirma a secretária-adjunta de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Eliane Nascimento. Segundo ela, ao dar suporte à Cooperativa, a Prefeitura busca atender às normas da PNRS (Política Nacional de Resíduos Sólidos). 

O rodeio é promovido por uma empresa privada e conta com o apoio institucional da Administração Municipal. A pedido da Prefeitura, o Consórcio Horto Ambiental implantou cerca de 30 lixeiras para coleta de recicláveis de pequeno porte, quatro LEVs (Locais de Entrega Voluntária de Recicláveis) e oito contêineres para material orgânico. Todo o material reciclável coletado no evento foi transportado no caminhão gaiola de coleta seletiva até o Galpão de Triagem ” Maria Tereza Tolkevius Bueno”, localizado na Estrada Municipal Sabina Baptista da Silva, 4.183, no Parque Peron, onde atua a Águia de Ouro. 

A Cooperativa Águia de Ouro foi fundada em 2001 e, atualmente, reúne 25 cooperados, pessoas entre 29 e 62 anos de idade, em vulnerabilidade social que, graças à reciclagem, recebem por mês algo entre R$ 1.180 e R$ 1.500. O aumento na entrada de materiais representa maior possibilidade de renda para os associados, o que torna o projeto de grande relevância, ao mesmo tempo ambiental e social.

Agenda Verde

A coleta seletiva (porta a porta ou voluntária) é uma ação da Prefeitura, vinculada ao PIC (Programa de Incentivo ao Crescimento) e à Agenda Verde. Ambas as iniciativas visam envolver a população na tarefa de fazer o descarte correto de lixo e manter a cidade limpa. Incluem diversas ações de cidadania, dentre elas palestras de conscientização ambiental e plantio de árvores, bem como ações de zeladoria e coleta de lixo e entulho descartados irregularmente pelas ruas de Hortolândia.

Para a coleta seletiva voluntária a Prefeitura disponibiliza nos bairros dois tipos de equipamentos: os PEVs (Ponto de Entrega Voluntária de Entulhos e outros materiais recicláveis) e os LEVs. Existem ao todo 25 equipamentos já implantados, de modo permanente – oito PEVs e 17 LEVs.

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Lei Proibida a reprodução total ou parcial, sem autorização previa do Portal Hortolandia . Lei nº 9610/98