12 de junho de 2024
Nossa Cidade

Alunos de Hortolândia participam de pesquisa sobre saúde bucal

dentista-alunos

Dentistas da rede municipal realizam exame em crianças com idade de 5 e 12 anos, para identificar principais problemas

A Prefeitura de Hortolândia, por meio da Secretaria de Saúde, realiza um levantamento das condições de saúde bucal de cerca de 300 estudantes da cidade. A pesquisa é uma ação do governo estadual, em parceria com prefeituras interessadas em realizar o diagnóstico.

Na pesquisa, será avaliada a prevalência de problemas periodontais (gengiva), fluorose (excesso de ingestão de flúor) e cárie dentária. O objetivo é que o resultado do levantamento auxilie no planejamento de ações do SUS (Sistema Único de Saúde) para melhoria das condições de saúde bucal da população.

Em Hortolândia, a análise diagnóstica já teve início, sendo feita por dentistas da rede municipal, que vão até as escolas para a amostragem dos alunos.

De acordo com a apoiadora técnica em saúde bucal da Prefeitura, Raquel Queiroz, são examinados os estudante de 5 e 12 anos, por recomendação da OMS (Organização Mundial da Saúde) para pesquisas desta natureza. “Para isso, foram sorteadas 20 pré-escolas e 20 escolas de Ensino Fundamental para, dentro delas, sortear os alunos para o plano amostral, num total de 300 estudantes”, explicou Raquel.

Após o sorteio, os alunos levam para casa um pedido de autorização, que deve ser assinado pelos pais para que o exame bucal seja realizado. O exame é indolor e não apresenta fatores de contraindicação.

“É importante que os pais autorizem as crianças para a realização do exame, pois investir em saúde bucal na infância é um diferencial para a vida adulta”, enfatizou a secretária de Saúde, Paula Nista.

Fonte: Prefeitura de Hortolândia

Lei Proibida a reprodução total ou parcial, sem autorização previa do Portal Hortolandia . Lei nº 9610/98