Nossa Cidade

Alunas da Oficina de Estética garantem renda extra no orçamento doméstico

Cursos gratuito inclui mulheres no mercado de trabalho

aluna da oficina de estetica

Oferecido pela Prefeitura de Hortolândia, por meio da Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social, as alunas da Oficina de Estética sairão habilitadas para trabalhar como cabeleireiras, manicures e pedicures. Muitas delas nunca tinham trabalhado no ramo da estética. Mas, desde que começaram a fazer cabelo e unhas, garantem dinheiro extra no orçamento doméstico.

Os cursos da Oficina de Estética são oferecidos para promover a inclusão no mercado de trabalho, fruto das ações do Departamento de Trabalho e Geração de Renda, da Prefeitura de Hortolândia. A Oficina de Estética fica localizado na rua Geraldo Denadai, 74, Jardim das Paineiras, no 2º andar. Podem participar do projeto homens e mulheres, com idade acima de 16 anos, com Ensino Fundamental incompleto.

Para a secretária de Inclusão e Desenvolvimento Social, Rosana Nascimento da Silva, os cursos neste segmento levam oportunidades de independência financeira às pessoas. “Nossas oficinas ensinam uma profissão e incentivam as pessoas a conquistarem seu espaço no mercado de trabalho. São cidadãos que realizam o sonho de ter uma profissão e fazer o que gostam”, descreve Rosana.

Neste semestre, a Prefeitura forma 82 alunos. A formatura será realizada na segunda-feira (15/07), às 19h, na Igreja dos Últimos Santos dos Últimos Dias, localizado na rua Osório Cândido Ferreira, 59, Jardim Sumarezinho.

A dona de casa Paula Rosa de Souza, 35 anos, é um exemplo. Iniciante como manicure, ela diz que faz sucesso atendendo parentes e vizinhos. “Todos os cortes de cabelo que fiz deixaram ‘meus clientes’ satisfeitos. Quando se faz algo com amor, sai perfeito”, garante.

Paula é uma das alunas que se formou na turma de dezembro do passado, pela Prefeitura de Hortolândia. Com experiência como manicure, resolveu fazer o curso de cabeleireira para ampliar seus conhecimentos. “Aprendi a fazer coloração, cortar e cuidar dos cabelos. Minha meta, agora, é montar meu próprio salão”, afirma.

Texto: Valéria Oliveira/PMH

Lei Proibida a reprodução total ou parcial, sem autorização previa do Portal Hortolandia . Lei nº 9610/98