20 de maio de 2024
Brasil

Desastre no RS: mortes confirmadas chegam a 95

número de mortos - pontos de arrecadação em Hortolândia

As recentes chuvas no Rio Grande do Sul resultaram em uma situação crítica, afetando diretamente 1,4 milhão de pessoas e causando a morte de 95 indivíduos, segundo o último balanço oficial. Eduardo Leite, governador do estado, descreve a condição atual como uma catástrofe, com 131 pessoas ainda desaparecidas. Dos 497 municípios gaúchos, 401 foram impactados, o que corresponde a 80,6% do total.

Além das perdas humanas, o desastre desalojou 159.036 cidadãos, com 48.799 destes buscando refúgio em abrigos temporários. A magnitude da crise é destacada pelo governador, que aponta a extensão dos danos cobrindo praticamente todo o território estadual. Ele também alerta para a possibilidade de dados imprecisos devido à rápida evolução da situação.

A previsão meteorológica indica uma queda nas temperaturas nos próximos dias, com chances de mais chuvas fortes, especialmente na metade norte do estado. O governador reforça o alerta para que as pessoas não retornem às suas residências, devido ao risco contínuo de novas enchentes.

Doação via PIX ao Rio Grande do Sul

O Governo do Rio Grande do Sul oficializou a criação do comitê gestor para a conta SOS Rio Grande do Sul, conforme o Decreto nº 57.601 divulgado neste domingo (5). O comitê, composto por representantes de setores públicos e privados, tem a função de supervisionar e orientar a aplicação dos recursos doados para auxiliar as vítimas das recentes enchentes. Até o momento, a chave Pix para doações arrecadou expressivos R$ 38,2 milhões, demonstrando a solidariedade da população e das empresas.

A iniciativa busca garantir que todo o valor arrecadado seja utilizado de maneira efetiva e transparente na ajuda às comunidades afetadas. A conta, gerida pelo Banrisul, também foi utilizada no ano anterior para mitigar os danos causados por chuvas no Vale do Taquari.

A lista de membros do Comitê Gestor inclui diversas autoridades do setor público, como o Gabinete do Governador e a Procuradoria-Geral do Estado, além de entidades privadas como a Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (Fiergs) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae/RS). Essa colaboração mútua entre o governo e o setor privado é crucial para a rápida mobilização de recursos em resposta a desastres naturais.

A centralização das doações por meio de um canal oficial não apenas facilita a contribuição financeira, mas também proporciona segurança aos doadores. A transparência é assegurada através de processos de auditoria e fiscalização, confirmando que cada centavo é direcionado para o socorro humanitário.

Para quem deseja contribuir, a chave Pix vinculada ao CNPJ 92.958.800/0001-38 está disponível, garantindo que a ajuda chegue a quem realmente precisa neste momento crítico.

A veracidade desse PIX pode ser averiguada no site Oficial do Governo do Estado do Rio Grande do Sul.

Lei Proibida a reprodução total ou parcial, sem autorização previa do Portal Hortolandia . Lei nº 9610/98