21 de maio de 2024
Brasil

Brasil pode sofrer com extremos climáticos em 2024, adverte pesquisador

clima

As recentes tempestades que assolaram o Rio Grande do Sul, deixando um rastro de destruição, são apenas o prenúncio do que pode atingir o Brasil ao longo deste ano, conforme alerta o renomado meteorologista e pesquisador Humberto Barbosa.

Barbosa, fundador e coordenador do Lapis (Laboratório de Processamento de Imagens de Satélite da Universidade Federal de Alagoas), aponta para a possibilidade de o país enfrentar uma série de extremos climáticos em 2024, influenciados tanto por causas naturais quanto pela interferência humana.

Enquanto o Rio Grande do Sul lida com inundações devastadoras, outras regiões brasileiras estão sob a ameaça de altas temperaturas e chuvas intensas nos próximos meses, conforme destacado pelo pesquisador.

Nos estados do Sudeste e em parte do Centro-Oeste, incluindo o Pantanal, Barbosa alerta para o fenômeno da “seca-relâmpago”, caracterizado pela ausência de chuvas e associado às altas temperaturas. Cidades como São Paulo, Curitiba, Campo Grande e Brasília já experimentam esse evento desde abril, cujos impactos podem ser dramáticos para a população e a vegetação dessas regiões.

Chamando atenção para o que ele chama de “extremos silenciosos”, o pesquisador destaca que esses eventos podem ser menos perceptíveis que as enchentes, mas não menos graves. O calor intenso e a falta de chuvas já estão afetando significativamente essas áreas, mostrando a urgência de se preparar para enfrentar os desafios climáticos que se avizinham.

Lei Proibida a reprodução total ou parcial, sem autorização previa do Portal Hortolandia . Lei nº 9610/98