Brasil

Aplicativo Celular Seguro para combater crimes de roubo e furto

O governo federal apresentou, nesta terça-feira (19), o aplicativo Celular Seguro, uma medida estratégica no enfrentamento aos crescentes casos de roubo e furto de celulares no Brasil. Dados do Ministério da Justiça e Segurança Pública revelam que quase um milhão de telefones são alvo desse tipo de crime anualmente. O aplicativo atua como um sistema de bloqueio remoto, acionado por contatos de confiança do usuário, em caso de subtração do aparelho.

A ferramenta realiza o bloqueio do celular e do acesso a aplicativos bancários, bem como a serviços de compras, transporte e alimentação, minutos após ocorrência do delito. Desenvolvido em parceria entre o Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) e a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), o aplicativo busca mitigar a atratividade do crime e desencorajar a receptação de aparelhos roubados.

Anuncio


Ricardo Capelli, secretário-executivo da pasta, destacou a importância do celular como um dos principais bens diários das pessoas, ressaltando que o aplicativo visa transformar o aparelho roubado em algo inútil, reduzindo rapidamente a atratividade do crime.

Segundo o Ministério da Justiça e Segurança Pública, o ano passado registrou 999.223 casos de roubo e furto de celulares, conforme o 17º Anuário Brasileiro de Segurança Pública. No entanto, Capelli aponta para a possibilidade de subnotificação devido aos procedimentos complexos necessários para bloquear o aparelho.

O secretário Nacional de Segurança Pública, Tadeu Alencar, enfatizou que o desenvolvimento do aplicativo é um “imperativo de ordem pública” para enfrentar a preocupação crescente do roubo e furto de celulares entre os crimes patrimoniais.

No lançamento, foram estabelecidos acordos com instituições financeiras e empresas, demonstrando o amplo apoio ao Celular Seguro. O aplicativo, que até então só podia ser acessado pelo site, estará disponível para download nas lojas Google Play Store e Apple App Store a partir desta quarta-feira (20).

O passo a passo para utilizar o app inclui o cadastro de pessoas de confiança, registro do telefone e a opção de relatar ocorrências diretamente pela plataforma.

1º Passo
Abra o navegador de internet do celular e insira na barra de endereços “celularseguro.mj.gov.br”. Ao ingressar na tela inicial do aplicativo Celular Seguro, clique em “Entrar com gov.br”.

2º Passo
É imprescindível ter cadastro ativo na plataforma “gov.br”. Digite o CPF no campo aberto para preenchimento e clique em “Continuar”. Aplique a senha e clique em “Entrar”. Você estará com a plataforma gov.br ativa no dispositivo e chegará ao sistema Celular Seguro.

3º Passo
Haverá três campos: o primeiro, da esquerda, é “Pessoas de Confiança”, no qual será possível cadastrar as pessoas que irão solicitar o bloqueio em seu nome caso ocorra um assalto. Ao clicar em “Cadastrar contato”, será necessário indicar nome, CPF, telefone e e-mail do contato. Para efetivar, basta clicar em “Cadastrar”.

4º Passo
O campo central, denominado “Registrar Telefone”, é fundamental, pois aponta os dados do seu aparelho. Clique em “Cadastrar Telefone” e um formulário abrirá para anotação de dados como marca, modelo, número da linha e operadora, entre outros dados opcionais. Para finalizar, é só clicar em “Cadastrar”.

5º Passo
O terceiro campo, localizado à direita da tela, abre o protocolo “Registrar Ocorrência”. Ao ingressar nele, haverá o direcionamento para “Meus Telefones” e “Telefones de Confiança”, pelos quais será possível registrar a ocorrência de crime e denunciar o delito sofrido pela pessoa de confiança.

Lei Proibida a reprodução total ou parcial, sem autorização previa do Portal Hortolandia . Lei nº 9610/98

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo