Connect with us

Eventos

2ª Edição do Jacuba Festival de Grafitti Sessions vai reunir artistas para mural coletivo nos dias 27 e 28 de fevereiro

Publicado

em

Festival idealizado pelo artista Leandro Kranium e com curadoria do artista Cabelin, de Hortolândia, terá artistas de diferentes estados; ação acontece no Setor Cultural do Jardim Amanda I

Nos dias 27 e 28 de fevereiro, grandes nomes da arte urbana brasileira estarão juntos para a segunda edição do Jacuba Festival de Grafitti Sessions, em Hortolândia. Com a proposta de levar arte aos espaços urbanos, o festival é realização dos grafiteiros Cabelin (Hélio Domingues da Luz) e Kranium (Leandro Ferreira dos Santos), ambos de Hortolândia e referências artísticas da região.

O festival, contemplado pela lei federal Aldir Blanc, da Secretaria Especial de Cultura, Ministério do Turismo e Governo Federal via Prefeitura de Hortolândia, é um convite para olhar e vivenciar a cidade de um jeito diferente. Em sua segunda edição, o Jacuba Sessions terá a participação de cinco artistas de estados diferentes e reafirma o esforço dos realizadores para que ação seja fixa no circuito cultural da cidade.

Arte pela cidade

Quem passar pelo local da ação vai poder ver um mural coletivo de 12 metros de comprimento por 8 metros de altura tomar forma como uma grande tela ao ar livre. Kranium, idealizador e coordenador do Festival, conta que a ideia é reunir artistas com estilos e técnicas diferentes e com experiência em grandes formatos, para proporcionar o acesso à arte e cultura na cidade. “Queremos integrar os artistas e a população, fazer com que a arte faça parte do cotidiano das pessoas e fortalecer ainda mais a cena do grafitti”.

A curadoria, feita pelo artista Cabelin, foi pensada com o intuito de conhecer e interagir com a cultura e trajetória de artistas de outras regiões, como o Nordeste. “A ideia foi olhar para além da região sudeste e da capital como referenciais do grafitti, aumentando assim a pluralidade de estilos de trabalhos na cidade”.

Os artistas convidados, Marquinhos ATG (Recife – PE), Guilherme Asthma e Guilherme Matsumoto, de São Paulo, as grafiteiras Bromou (Palmas – TO) e Dolores Esos Dolores (Rio de Janeiro) ficarão quatro dias em Hortolândia. A proposta é que todos os envolvidos possam trocar experiências com os artistas locais, com a comunidade, além de vivenciar a dinâmica do espaço onde a ação vai acontecer.

IDEALIZADOR

Kranium (Leandro Ferreira dos Santos), Hortolândia–SP.

Começou no grafitti em 1997 ao realizar seus primeiros desenhos usando como referência algumas revistas do segmento. Em 1999, integrou movimentos de graffiti em muros de Hortolândia. Foi nesse momento que se deu conta de que era esse o caminho que queria trilhar. De forma natural e autodidata, Kranium foi buscando novas inspirações, estilos, descobrindo novas formas, cores e aperfeiçoando técnicas do grafitti até criar uma identidade própria, que trouxesse mais cor, que o representasse como artista e fizesse mais sentido para ele. Cores vivas e formas geométricas são marcas sempre presentes nos seus desenhos e sua assinatura como artista.

Vielas, carros abandonados, murais, paredes, telas – ou qualquer outro material que sirva de suporte – são usados como ferramentas para expressar e materializar sua criatividade. Atua principalmente na região metropolitana de Campinas, onde se tornou referência no graffiti, participando de mostras, projetos, curadorias, oficinas e exposições com o objetivo de transformar a realidade das pessoas ao seu redor e propagar sua arte mundo afora.

CURADORIA

Cabelin (Hélio Domingues da Luz), Hortolândia–SP.

Formado no Curso de Artes Visuais da PUC-Campinas o artista, Hélio Domingues da Luz, conhecido como Cabelin, é natural de Curitiba, mas foi por volta de 1998 que ele se encontrou com a arte do graffiti e toda sua vertente cultural em Hortolândia. Desde então já fez intervenções nas cidades de Campinas, Indaiatuba, Limeira, Sumaré, Monte Mor, Jundiaí, Sorocaba, Cosmópolis, Valinhos, Vinhedo, Holambra, Paulínia, Salto, Nova Odessa, Atibaia, Piracicaba, Ribeirão Preto, Americana, Santa Bárbara D’Oeste, Sorocaba, Brodowski, Bragança Paulista e Grande São Paulo e capitais: São Paulo, Curitiba, Londrina, Brasília, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Tocantins e Santiago (Chile). Participou de alguns dos principais eventos de graffiti, tais como Vira Copos Arte urbana-2019, Meeting Of Styles Brasil- RS- Porto Alegre-2019 e Pmw Street Graffiti- Tocantins -Palmas-2019.

Já ministrou oficinas de graffiti e promoveu palestras em inúmeras escolas estaduais e particulares. Busca em seus graffitis o trabalho mais figurativo com momentos de protestos. Uma das características é a de sempre pintar meninas de cabelos enormes que rompem com as limitações da parede. Atualmente é professor de artes na rede municipal de Campinas, onde trabalha em paralelo aos trabalhos artísticos.

ARTISTAS PARTICIPANTES

Marquinhos ATG (Recife – PE). Artista autodidata, Marquinhos ATG é grafiteiro e interventor urbano com formação em fotografia. Atua como designer em projetos gráficos, como identidade visual de empresas, eventos, exposições, entre outros. “A arte liberta” é tema recorrente em seus trabalhos, cujo simbolismo tem a intenção de conscientizar a sociedade sobre o poder da arte, sobretudo o graffiti, um dos quatro elementos do Hip Hop. As participações em festivais de graffiti em estados do nordeste brasileiro, inclusive Pernambuco, possibilitou seu enriquecimento profissional, vivências e trocas de experiências que resultaram emconstante amadurecimentoartístico de suas obras.

Guilherme Matsumoto (São Paulo). Mais conhecido como xGuix, é neto de imigrantes japoneses, o que influenciou bastante na sua forma de agir, pensar e criar. Começou pintar nas ruas em 2007, mas desde criança teve contato com desenho, rua e spray.

Seu trabalho é facilmente reconhecido e já faz parte do cotidiano das pessoas que transitam pela cidade, seja pelos personagens com traços marcantes ou pelas cores características que compõem o trabalho do artista, como seus peixes que “nadam” por toda cidade. Hoje são vistos trabalhos expressivos do artista em toda cidade de São Paulo e alguns lugares no exterior.

Envolvido com a arte há mais de 10 anos, o paulistano é influenciado pelas ruas de São Paulo, cidade a qual inspirou sua arte e estilo de vida. Produzindo trabalhos em muros, telas, e diversos suportes, já foi convidado para grandes projetos tanto no Brasil quanto no exterior.

Guilherme Asthma (São Paulo). Artista visual formado em Design de Animação pela Universidade Anhembi Morumbi, com diversos cursos relacionados à área de desenho e arte na Quanta Academia de Artes, Méliès – Faculdade Criativa, entre outros workshops e mentorias.Participou de diversos projetos nas áreas de publicidade, séries de TV, animações e games, atuando na área de ilustração e direção de arte.Já ilustrou para nomes como Disney, Nestlé, Uber, Globo, Ford, Ambev, 3M, Pepsico, entre outras grandes marcas.Em paralelo, sempre apostou na produção de material autoral, fazendo graffiti nas ruas há mais de 14 anos, presente em eventos ligados ao tema, mutirões, trabalhos coletivos e painéis solo.Mais recentemente estendeu suas pinturas para as telas e galerias, participando de diversas exposições e mostras, além de publicações de livros e quadrinhos independentes.Desde então, segue produzindo novos projetos e acreditando na importância de contar histórias

Bromou (Palmas). Natural do Rio de Janeiro, cresceu em Palmas (TO) onde vive e trabalha como ilustradora e muralista. Iniciou no graffiti em 2018 e desde então retrata suas percepções sobre o cerrado e o estilo de vida nortista. Ilustra momentos em que a natureza e a cidade se encontram através de seus murais coloridos. Graduada em arquitetura e urbanismo, hoje busca ressignificar o espaço urbano utilizando a arte de rua como sua principal ferramenta.

Dolores Esos Dolores (Rio de Janeiro). Há 4 anos; além de telas, madeira, papeis e plataformas digitais, descobriu o graffiti e desde então abriu um novo universo de produções e novas escalas, alcançando não só alturas como podendo proporcionar arte ao grande público que está nas ruas. Seu estilo é quase um retrato de sua trajetória. As causas sociais são temas muito presentes em suas obras e o feminino também costuma ser muito explorado principalmente nos trabalhos ao ar livre, com a presença de figuras de mulheres potentes. Dar ao feminino essa conquista quase que literal dos espaços na sociedade machista que tanto priva as mulheres do sei direito existencial de ser e estar. Ser o que se quer ser e estar onde quiser estar.

___

Jacuba Festival de Grafitti Sessions – 2ª Edição
Quando: 27 e 28 de fevereiro, das 9h às 17h
Onde: Setor Cultural, Rua Graciliano Ramos, 280. Jardim Amanda I, Hortolândia (SP)
Instagram: @jacubagraffiti

Importante: A ação seguirá todos os protocolos sanitários, com distanciamento entre os artistas, uso de máscaras e disponibilização de álcool em gel, os mesmos cuidados devem ser seguidos pelo público.

Eventos

Venha se divertir com o musical “Que Vacina é Essa?”

Publicado

em

O espetáculo teatral “Que Vacina É Essa?”, do Coletivo Magawa, estreia na próxima quarta-feira, dia 29, às 20h.

Concebido como teatro de rua, o espetáculo será transmitido pelo YouTube devido a pandemia de covid-19. Acesse pelo Coletivo Magawa: linktr.ee/magawa. Ele foi gravado com várias câmeras em movimento e editado de uma forma bem dinâmica, tudo para manter a qualidade e a alegria do espetáculo ao vivo.

Que Vacina é Essa?, musical de comédia, fala sobre a Revolta da Vacina ocorrida no Rio de Janeiro em 1904. O Coletivo Magawa revisita os fatos históricos, na então capital do país, que provocaram o levante popular contra a obrigatoriedade da vacina para evitar a varíola. O povo estava bastante infeliz com as ações do prefeito da cidade, Pereira Passos, que com sua reforma urbana estava derrubando grande parte das moradias populares, principalmente os cortiços. Outra ação impopular do governo foi a reforma sanitária, na qual a brigada sanitarista invadia as casas de forma truculenta para acabar com os focos dos mosquitos que transmitem a febre amarela. A obrigatoriedade da vacina, com a imposição de multas, foi a gota d’água para ocasionar a revolta.

Para piorar ainda mais a situação e confundir o povo, os monarquistas e militares, que queriam derrubar o presidente eleito Rodrigues Alves e voltar ao poder, criaram uma série de notícias falsas sobre a vacina nos jornais. Diziam que as pessoas que se vacinassem virariam vacas. Alguma semelhança com as fake news atuais? Claro que sim! Só mudou o bicho, não é verdade? Mas a ciência da época, tendo como grande representante o médico e cientista Oswaldo Cruz, venceu! A vacina não se tornou obrigatória, mas todo o povo, que não era bobo, foi se vacinar para evitar a epidemia.

Venha cantar com a gente! Dê um xô na tristeza e nas fake news! Vacina já! Vacina para todos e viva o SUS! Com dramaturgia e letras das músicas de Gisele Jorgetti e arranjos de Daniel Miranda, Guilherme Campos e Paulo Zarta, “Que Vacina É Essa?” traz alegria, diversão e informação!

O projeto “Que Vacina É Essa?” conta também com uma oficina presencial e gratuita de música e sonorização, que ocorrerá amanhã, 25 de setembro, das 10h às 12h, na Escola de Artes Augusto Boal, R. Casemiro de Abreu – Jardim Amanda II, Hortolândia – SP. A oficina será ministrada por Guilherme Campos e Paulo Zarta.

Inscrições: https://forms.gle/apYz2ymWeTf6p97h8

Espetáculo “Que Vacina É Essa?”

Quando: 29/09, às 20h.

Onde: canal do Coletivo Magawa no YouTube https://www.youtube.com/channel/UCzyMdiD0xX-0SCxABr8Nr0A

Créditos:

Direção e dramaturgia: Gisele Jorgetti

Direção Musical: Daniel Miranda e Paulo Zarta

Músicas: Gisele Jorgetti (letras), Guilherme Campos, Daniel Miranda e Paulo Zarta (arranjos)

Elenco: Daniel Miranda, Karen Pessoa, Matheo Ferreira, Matheus Sousa e Thairine Barbosa (Cia. Athaurfa); Guilherme Campos, Paulo Zarta e Simone Rodrigues (Grupo Benditos Calvos)

Cenário e figurinos: Simone Rodrigues

Adereços: Gisele Jorgetti, Simone Rodrigues e Karen Pessoa.

Desenho do estandarte (rata Magawa): Emerson Dias

Confecção do estandarte: coletivo.

Identidade Visual: Mateus Sousa

Edição de vídeo: Matheus Sousa e Daniel Miranda

Sonorização: Paulo Zarta

Filmagem: Gisele Jorgetti e Matheo Ferreira.

Produção: Gisele Jorgetti

Assistente de produção: Thairine Barbosa

Proponente: Daniel Miranda

A realização do projeto “Que Vacina é Essa?” acontece graças à Lei Aldir Blanc n°14.017/2020, com agradecimento à Prefeitura de Hortolândia, à Secretaria de Cultura de Hortolândia, Secretaria Especial de Cultura, ao Ministério do Turismo e ao Governo Federal.

Continue Lendo

Eventos

Centro de Memória da Prefeitura de Hortolândia abre para visitação, com restrições, neste fim de semana (25 e 26/09)

Publicado

em

Público poderá visitar o espaço, das 9h às 16h, e ainda participar, no domingo, da eleição para o Conselho Municipal de Política Cultural

Quem gosta de conhecer espaços culturais já tem opção de passeio gratuito para o final de semana. O “Centro de Memória Professor Leovigildo Duarte Junior”, órgão da Secretaria de Cultura da Prefeitura de Hortolândia, estará aberto à visitação, neste sábado e domingo (25 e 26/09), das 9h às 16h. A antiga “Estação Jacuba” está localizada na rua Rosa Maestrello, 2, Vila São Francisco. 

Em razão da pandemia do Coronavírus, o passeio está sujeito a restrições, por causa das medidas sanitárias vigentes, tais como distanciamento social e uso obrigatório e correto de máscara individual (cobrindo o nariz e a boca). Será permitida a entrada de quatro pessoas por vez no espaço. O centro disponibiliza álcool em gel para higienização das mãos logo na entrada.

Quem optar pela visita no domingo (26/09), também poderá participar da eleição para o CMPC (Conselho Municipal de Política Cultural), que acontece neste e em outros três locais, das 9h às 13h. Outras informações sobre a votação estão disponíveis neste link: http://www2.hortolandia.sp.gov.br/secretariadecultura/item/18824-eleicao-para-conselho-municipal-de-politicas-culturais-e-neste-domingo-26-09.

Quem prefere se manter em casa, em tempos de pandemia, também pode conhecer o espaço, graças à tecnologia. A Prefeitura disponibiliza na internet um tour on-line pelo “Centro de Memória”, que pode ser acessado na página da Secretaria de Cultura no YouTube (https://www.youtube.com/c/SecretariadeCulturadeHortol%C3%A2ndia/). O vídeo foi produzido pela produtora Rumo Audiovisual e é um dos projetos contemplados pela lei federal Aldir Blanc, que oferece subsídio para artistas, grupos, empresas e profissionais dos setores artístico-culturais do município afetados pela pandemia do Coronavírus, e que contam com o apoio da Prefeitura de Hortolândia. 

Sabores de Hortolândia

No “Centro de Memória”, também é possível conferir a exposição “Sabores de Hortolândia: uma mistura de temperos, histórias e culturas”, inaugurada em dezembro de 2019, por ocasião da cerimônia de premiação do Prêmio Jacuba, realizada pela Secretaria de Cultura em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Turismo e Inovação. Na ocasião, foi escolhido o estabelecimento gastronômico da cidade que fez o melhor prato criado com mel, cachaça e farinha de mandioca, os três ingredientes da receita do pirão jacuba.

De acordo com pesquisa feita pela Secretaria de Cultura, Hortolândia era ponto de pouso e parada de tropeiros no século 19. Nestas ocasiões, eles consumiam a jacuba. O prêmio foi uma ação que integrou o lançamento da 2ª edição do roteiro gastronômico “Sabores de Hortolândia”, promovido em 2019 pela Prefeitura, que contou com 110 estabelecimentos gastronômicos da cidade inscritos. 

A exposição mostra o aspecto histórico-cultural da alimentação. Também são abordados temas como gastronomia e saúde. A exposição tem vídeos relacionados com o tema e uma mesa com potes contendo temperos e especiarias. Outro atrativo é um cantinho de leitura (foto) em homenagem à poetisa goiana Cora Coralina (1889-1985) (foto), que também se notabilizou por ser uma doceira talentosa. Em vários de seus poemas e contos, Coralina fez referência a alimentos. O cantinho tem ainda livros da poetisa, de receitas culinárias, gastronomia e sobre temas relacionados à alimentação. 

Além de se deliciar com a exposição, o visitante poderá conhecer um pouco a história da antiga Estação Jacuba e do município ao conferir objetos, fotos e materiais antigos que integram o acervo do Centro de Memória. O espaço ocupa o prédio da antiga Estação Ferroviária Jacuba, que foi restaurado pela Prefeitura e inaugurado em 2014.

Continue Lendo

Eventos

Esquenta do Quintal do Ban apresenta novas atrações musicais do último fim de semana com food trucks no local

Publicado

em

O Quintal do Ban, do Shopping Parque das Bandeiras,conclui neste fim de semana o “Esquenta do Quintal do Ban”, que fez parte da programação de soft opening do mais novo espaço a céu aberto da região. A partir desta sexta (24), as barraquinhas e food trucks com cardápio especial se despedem do público com uma programação especial de novas atrações musicais.

A pausa na programação se dá para o início de uma nova fase no espaço gastronômico, que veio para ficar, com a abertura de restaurantes fixos já nas primeiras semanas do mês de outubro. Para compor a programação de encerramento do “Esquenta do Quintal do Ban”, na sexta-feira, 24, o cantor sertanejo Filipe Garrido embala a noite a partir das 18h30. No sábado, 25, a partir das 16h, o DJ Eduardo Penn e a cantora Carina Mennito agitam o público. Finalizando o evento, no domingo, 26, o grupo Samba de Responsa coloca todo mundo para dançar. A cantora Paula Moretti também participa desse dia agitado, a partir das 16h.

O cardápio especial fica por conta do Boteco Vidottinho, Nanica, Holy Burguer, Cervejaria 3 Américas, Escola Sorvete e Rolando Massinha. O horário de funcionamento do espaço será das 18h às 22h na sexta, de 12h às 22h no sábado e, no domingo, das 12h às 20h.

Medidas de Segurança 

O Shopping receberá o público seguindo as normas sanitárias vigentes, além de ter disponibilizado diversos dispensers de álcool em gel para higienização das mãos de seus clientes e a obrigatoriedade do uso de máscara. Além disso, entre as principais medidas, está a contratação de um serviço especializado em desinfecção. Equipamentos e produtos de higiene regularizados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) estão sendo utilizados a cada três horas em todo o empreendimento, principalmente nas áreas muito tocadas, como corrimãos, botões de elevadores, balcões e mesas, além dos banheiros, praças de alimentação e máquinas de autoatendimento.  

Ao acessar os shoppings, lojistas, colaboradores, fornecedores e também clientes devem usar máscaras e têm suas temperaturas corporais aferidas por um termômetro digital infravermelho. Todos aqueles que registrarem mais de 37,8ºC seguirão os protocolos da Organização Mundial da Saúde (OMS) e não poderão acessar o complexo de lojas. Outra medida contida no protocolo de prevenção é a manutenção da abertura das portas automáticas pelo modo manual para facilitar a renovação do ar. A higienização do filtro de ar-condicionado também ganhou reforço durante o período de retomada.


Serviço:

Esquenta Quintal do Ban             
Atrações: 
Shows e música ao vivo com Filipe Garrido, DJ Eduardo Penn, Carina Mennito, grupo Samba de Responsa e a cantora Paula Moretti   
Quando:
 sexta, 24/09, das 18h às 22h, sábado, 25/09, das 12h às 22h, e domingo, 26/09, das 12h às 20h.              
Onde:
 Quintal do Ban – Shopping Parque das Bandeiras – Av. John Boyd Dunlop 3900 – Jardim Ipaussurama

Sobre o Shopping Parque das Bandeiras     

Inaugurado no final de 2012, o shopping reúne lazer, conforto, variedade de lojas e de restaurantes. Situado estrategicamente na Avenida John Boyd Dunlop, entre as rodovias dos Bandeirantes e da Anhanguera, o empreendimento tem como principais diferenciais a modernidade e o conforto com os quais recebe seus visitantes, além de uma variada programação cultural gratuita. O Parque das Bandeiras tem 42 mil m² de área bruta locável (ABL), distribuídos em um terreno de mais de 340 mil m², com mais de 210 lojas, mais de 30 opções gastronômicas, seis salas de cinema e mais de 2.000 vagas de estacionamento. Conheça mais em https://www.shoppingparquedasbandeiras.com.br/. Para ficar informado das promoções, descontos e vantagens que o Shopping Parque das Bandeiras disponibiliza, baixe o aplicativo do empreendimento, O aplicativo está disponível para IOS e Android e pode ser adquirido gratuitamente.   

Continue Lendo

Populares