carteira-trabalho

Estudos do departamento de Economia da Associação Comercial e Industrial de Campinas (ACIC) apontam que o número de desempregados de longo prazo cresceu 36,83% nos últimos 4 anos na RMC, passando dos 167.519 em dezembro de 2015, para 229.222 em dezembro de 2018. Em média, neste período, verifica-se que, a cada ano, 15.425 trabalhadores com carteira assinada ficaram desempregados, número que atingiu no período, cerca de 61.701 trabalhadores desempregados.

Na avaliação do número de desempregados de dezembro de 2015 até abril de 2019, observa-se que houve uma redução de (-4,78%) na taxa dos 36,83% de desempregados de longo prazo até dezembro de 2018, ficando, portanto, em 30,59% até abril de 2019.

“Essa redução implica em avaliar que nesses últimos 4 meses (janeiro a abril de 2019), houve uma redução de 10.464 postos de trabalhadores desempregados, indicando que neste início de ano houve um aumento nas contratações e uma redução nas demissões”, afirma o economista da ACIC, Laerte Martins.

Estima-se que com essa tendência, apesar da crise pela qual passa a economia nacional, deveremos ter recuperação na geração de empregos este ano, principalmente se a Reforma Previdenciária se confirmar neste 2º semestre de 2019. “A aprovação da reforma da Previdência Social garantirá a sustentabilidade fiscal do Brasil. É imprescindível virar esta página. Novos tempos exigem mudanças e readequações. O olhar precisa ir além do impacto inicial dos novos critérios previdenciários e se concentrar no valor que será possível economizar com o conjunto de ajustes nas regras, de forma que o governo possa voltar a investir em setores essenciais como infraestrutura, saúde, educação, saneamento básico, geração de empregos, ajudando o País a retomar o ritmo desejado de crescimento”, avalia a presidente da ACIC, Adriana Flosi. 

Na avaliação ainda do nível de desemprego de janeiro a abril de 2019, destaca-se que na quantificação por gênero, no feminino, que o total de desempregados é de 4,21% acima do masculino, na RMC, ou seja, temos um total de 111.630 desempregadas (mulheres), e 107.126 desempregados (homens), que perfazem o total geral de 218.756 desempregados na Região.

Artigo anteriorPPG oferece oportunidade 3 estagiários Técnico em Química
Próximo artigoCampeonato Brasileiro de BMX começa nesta sexta-feira em Paulínia